Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

quinta-feira, maio 04, 2006

REPASSE: EEB NEREU RAMOS




E.E.B. Nereu Ramos

Relatório do repasse referente ao programa “O Caráter Conta”

Procurando envolver a equipe de trabalho da E.E.B. Nereu Ramos no programa “O Caráter Conta”, desenvolvemos no dia 12 de abril deste ano, nos períodos matutino, vespertino e noturno, um encontro com os professores, equipe pedagógica e administrativa para o repasse do respectivo programa.
Diante desta proposta, visamos facilitar e potencializar a integração das forças existentes no grupo, possibilitando uma atitude reflexiva, através de um processo de discussão e motivação.
Em princípio, os pilares foram trabalhados separadamente, partindo de uma breve explanação baseada no material fornecido pelo curso de capacitação, dando continuidade através dos sentimentos e vivências relatados por alguns participantes do grupo a respeito de cada pilar em questão. Neste momento, percebemos a importância do grupo em compartilhar, além das suas próprias vivências, também as de seus alunos, o valor atribuído por eles a cada pilar de acordo com o que presenciam de comportamento no contexto escolar. Até que ponto eles influenciam em suas vidas, na comunidade, tomando como referência a realidade em que estão inseridos.
Como forma de enriquecer o processo foram aplicadas técnicas de trabalho diferenciadas, sendo elas as dinâmicas em grupo, recursos audiovisuais, sondagem, sugestões de atividades pelos professores e a própria reflexão e relato dos componentes.
Nas dinâmicas de grupo, geralmente percebemos uma certa resistência inicial dos participantes em sair de uma “zona de conforto” para uma postura de “ativação”, motivação. Isto se deve ao fato, de estarmos estimulando tanto uma dinâmica interna (indivíduo – grupo) como externa (grupo – grupos). Sendo assim, sentimos esta resistência inicial, porém no decorrer do processo, o envolvimento aconteceu, levando a equipe a perceber a importância das ações, progresso e alcance das metas estabelecidas.
Levantamos a importância e a necessidade de desenvolver, refletir e revigorar estes pilares universais em nossa comunidade escolar. Os alunos estão sedentos de valores, limites e novos conhecimentos, pois a prática do dia-a-dia reflete uma perigosa descrença no que o ser humano deveria ter como premissa para a formação de seu caráter.
Esta mobilização precisa acontecer com todos os agentes da escola, e atentarmos ao fato de não colocar apenas “o aluno” como fonte sedenta, pois nós, antes de conquistarmos graduação e dedicar a vida à educação, somos seres humanos e conseqüentemente também suscetíveis ao erro e à descrença.
A partir do momento que nos colocarmos em condição de igualdade na busca desse resgate é que conseguiremos atingir com maior propriedade nosso objetivo. Apontar e educar para a busca de uma qualidade de vida (como benefício a si próprio e da sociedade), através da prática, da conscientização para uma melhoria na harmonia (crescimento) em família, grupo de amigos, comunidade e outros segmentos.
Com base nas reflexões alcançadas pelo grupo é que podemos ter a certeza de que o primeiro e mais importante passo foram dados. No entanto, as ações e a proposta de mudança podem ser oferecidas, mas a consciência não, ela é interna e depende de cada um. Só assim, podemos esperar uma atitude mais solidária, humana e verdadeira.

Alencar Caleffi
Fernanda Streit Koch
Ighor Zakaluk

MOMENTOS DO REPASSE E ATIVIDADES






REPASSE: EEB TUFI DIPPE



RELATÓRIO DO REPASSE
CURSO DE CAPACITAÇÃO “O CARÁTER CONTA”

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DR.TUFI DIPPE

Participantes do curso de capacitação “O caráter Conta”:

Dia: 14/03/06 e 15/03/06.

Daisy da Costa Bicalho (Assistente Técnico Pedagógico)
Margarida Leuni Gabriel (Orientadora Educacional)
Jair Kupinski (Professor de Filosofia)


Dia 20 /03/06 Segunda - Feira

Neste dia foram colocados nas dependências internas da escola cartazes escritos: O Caráter Conta.
Os professores liam e alguns perguntavam: - O que quer dizer Caráter Conta?

Dia 21/03/06 – Terça - Feira

Repasse: O compromisso do repasse para os professores foi realizado todos os dias nos três turnos das 7: 30 às 7:45 e 1:30 às 1:45 e 19:00 às 19:15

Explicação:

1) O que é O Caráter Conta?
O programa O Caráter Conta é uma parceria entre a ONG Os Companheiros das Américas, o IEPES – Instituto de Estudos e Pesquisas Sociais e a GEECT de Joinville.

2) O principal objetivo é a construção de uma cultura de Paz nas Unidades Escolares.

Foi perguntado para os professores qual o significado da palavra caráter.

Respostas:

- É um conjunto de qualidades boas ou más.
- significa identidade, personalidade.
Foi comentado por uma professora que dentro de nós existe dois lobinhos: um bom e outro mau. E que nós seremos aquele que alimentarmos mais.

Leitura da Fábula: O cordeiro e o lobo.

Num dia de sol, um cordeiro estava matando a sede num regato de águas límpidas, quando, inesperadamente, apareceu um grande lobo faminto, arreganhando os dentes e vociferando:
- Como você é atrevido, seu cordeiro! Não vê que está sujando a água que vou beber? Vou castigá-lo por esse desrespeito!
- Senhor lobo, disse o cordeiro trêmulo, não se zangue, mas veja que não posso sujar a água que está bebendo, pois ela corre daí para cá.
Mas o lobo cruel, repelido pela força da verdade, inventou outros pretextos para condenar o cordeiro:
-Ouvi dizer que no ano passado você andou falando mal de mim por aí...
- Como poderia se, se nasci neste ano?
O lobo, já meio sem graça, arranja outras acusações:
- Mas a raposa me disse que seus irmãos andaram falando mal de mim...
- Deve ter sido engano! Pois sou filho único, disse o cordeiro com voz tímida.
Então o lobo ameaçador saiu-se com esta:
-Ouvi dizer que alguém da sua família falou mal de mim, e, além do mais, quem dá tantas desculpas como você, só pode ser culpado...
Como não havia ninguém para defender o inocente cordeiro, o lobo aproveitou-se da situação e o devorou.


Dia 22/03/06 Quarta - Feira

Foi colocada uma toalha vermelha (TNT) de 4m por 30cm na mesa dos professores antes deles chegarem na escola no período matutino
Às 7h 30m iniciou o 2º dia do repasse do Programa Caráter Conta
Primeiro foi perguntado para os professores se perceberam a toalha nova na mesa.
A reação foi rápida respondendo: - Claro, é a páscoa que está chegando só está faltando um coelhinhos para enfeitar.
Outros disseram: - Colocaram a outra pra lavar?
Ou então: - Me lembra Natal
Depois a reação foi de curiosidade perguntando: - afinal porque? E o que é?
Pedimos para que pensassem no que a cor significa pra cada um deles. Respostas: - paixão, fogo, sangue, etc...
Pedimos para que continuassem pensando o que poderia ser até o dia seguinte quando falaríamos a razão daquela toalha vermelha, e que tinha outra novidade na parede, que lessem o cartaz onde estão escritos os dez mandamentos do porquê se ensinar caráter.
Terminamos lendo um pensamento:

Vigie seus pensamentos
porque eles se tornaram palavras
vigie suas palavras
Porque elas se tornaram seus atos
Vigie seus atos
Porque eles se tornaram hábitos
Vigie seus hábitos
Porque eles se tornaram seu caráter
Vigie o seu caráter
Porque ele será o seu destino.

Cada professor poderia pegar para si esta mesma mensagem colocada dentro de uma caixinha em cima da mesa.


Dia 23/03/06 Quinta - Feira

O nosso 1º pilar do Programa Caráter Conta é vermelho que significa Zelo
O Zelo, ou cuidado, é uma qualidade típica das pessoas de bom caráter.

A pessoa zelosa tem cuidado para não prejudicar as outras pessoas e demais seres vivos, nem os objetos, a comunidade, o planeta, e o futuro.

Por que ser Zeloso?

Porque as pessoas demonstram considerações, carinho, compaixão e generosidade para com os outros ?

As pessoas ajudam seus semelhantes porque isso as faz sentirem-se melhor. Alguns só demonstram preocupação porque outras pessoas de prestigio a fazem.
Outras demonstram compaixão, o fato de ver outras pessoas sofrendo os faz sofrer também. Outros demonstram zelo principalmente porque esperam alguma coisa em troca.

A verdadeira preocupação para com os outros é sinal de amadurecimento ético e ela pode aparecer em qualquer idade.

REGRA DE OURO

“Trate os outros como você gostaria de ser tratado”

- Demonstre seu zelo pelas pessoas, por meio de carinho, cuidado, generosidade e compaixão.
- Viva praticando o ditado do ouro, tratando os outros da forma como você deseja que os outros lhe tratem.
- Pense o que cada decisão, palavra ou ação fará nas outras pessoas.

Neste dia todos receberam um agrado, um pirulito no formato de coração e na cor vermelha com frases:
- A bondade é uma linguagem que o surdo consegue ouvir e o cego consegue ler.
- Ganhamos a vida através do que recebemos. Fazemos uma vida através do que damos.
- Possua um coração que nunca endurece, um temperamento que nunca pressiona, e um toque que nunca magoa.
- A felicidade que levamos aos outros, volta-nos, numa alegria silenciosa aos nossos próprios corações.

Dia 24/03/06 Sexta - Feira

Hoje quando os professores chegaram encontraram a mesa com uma tolha na cor lilás
Pergunta: - Alguém quer falar sobre ao que a cor significa ou nos lembra?
Responderam: - quaresma...
E qual seria o pilar roxo ou lilás? Nenhuma resposta. Então pensem até amanhã, pesquisem, consultem e tragam a resposta amanhã.

Foi lido a mensagem: Dando o melhor.
Muitas coisas se falam a respeito de Bethoven. O fato de ter composto extraordinárias sinfonias, mesmo após a total sudez, é sempre recordado.
Exatamente por causa de sua surdez, ele era pouco sociável. Enquanto pôde, escondeu o fato de a audição estar comprometida. Evita as pessoas porque a conversa se lhe tornara uma prática difícil e humilhante. Era o atestado público da sua deficiência auditiva. Certo dia, um amigo de Bethoven foi surpreendido pela morte súbita de seu filho. Assim que soube, o músico correu para a casa dele, pleno de sofrimento.
Bethoven não tinha palavras de conforto para oferecer. Não sabia o que dizer. Percebeu, contudo, que num canto da sala havia um piano.Durante 30 minutos, ele extravasou suas emoções da maneira mais eloqüente que podia. Tocou piano. Ao contato dos seus dedos, aqs teclas acionadas emitiram lamentos e melodias harmoniosas de consolo. Assim que terminou, ele foi embora. Mais tarde, o amigo comentou que nenhuma outra visita havia sido tão significativa quanto aquela. Por vezes, nós também, surpreendidos por notícias muito tristes ou chocantes, não encontramos palavras para expressar conforto ou consolação.
Chegamos a ponto de não comparecer ao enterro de um amigo, por sentir “não ter jeito” para dizer algo para a viúva, ou os filhos órfãos.Não vamos ao hospital, visitar um enfermo do nosso circulo de relações, porque nos sentimos inibidos. Como chegar? O que levar? O que dizer?
Aprendamos com o zelo do imortal Bethoven. Na ausência de palavras, permitamos que falem os nossos sentimentos.Ofertamos o abraço silencioso e deixemos que a vertente das lágrimas de quem se veste de tristeza, escorra em nosso peito. Ofereçamos os ombros para auxiliar a carregar a dor que extravasa da alma, vergastando o corpo. Sentemo-nos ao lado de quem padece e lhe seguremos a mão, como todas as letras e nenhum som: “estou aqui; Conte comigo”


Dia 25/03/06 - Sábado - Reunião pedagógica

Ninguém fez a tarefa de casa. Quando perguntei se sabiam responder qual o pilar lilás não souberam responder. Foi pedido para um professor fazer o desenho grande da Bandeira do Brasil no papel kraft (atividade feita também na nossa capacitação) depois distribuído no formato de mãos e pés pequenos para cada professor escrever o que para ele significa a palavra cidadania e uma atitude ou ação dele dentro de cidadania.
Todos escreveram, leram e comentaram sobre, em seguida colaram dentro da Bandeira do Brasil. Na hora do lanche foi servida gelatina no sabor uva, (cor roxo)


Dia 27/03/06 – Segunda - Feira

Foi lido o poema Canção de Exílio escrito por Gonçalves Dias inspirado na Saudade da Pátria.

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas.
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar-sozinho, à noite.
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.


Dia 28/ 03/06 – Terça – Feira


Leitura da fábula: O ratinho da cidade e o ratinho do campo

Certa vez um ratinho do campo convidou seu amigo da cidade para passar uns tempos com ele em sua casa e o ratinho da cidade aceitou.
Chegando lá, o ratinho da cidade foi recebido com muita alegria e logo convidado para o jantar. Mas só havia grãos de cevada e umas raízes com gosto de terra.
- Puxa, meu amigo! Isso não é vida... Vamos comigo para a cidade! Você verá quanta coisa boa há para comer!
Animado com a promessa de comida farta, lá se foi o ratinho do campo para a cidade.
Chegaram em casa e, sem perda de tempo, o Ratinho da cidade tratou de lhe mostrar a despensa lotada de queijos, mel, cereais, figos e tâmaras.
O ratinho do campo não sabia o que olhar primeiro e imaginou o sabor de todas aquelas gostosuras!
Resolveram comer na mesma hora. Porém, a porta da despensa se abriu e alguém entrou. Os dois fugiram apavorados e se esconderam no primeiro buraco que encontraram.
Passado o susto, os dois amigos iam saindo do esconderijo para, finalmente, comer, e outra pessoa chegou e foi preciso se esconder de novo.
A essa altura, o ratinho do campo já estava desanimado com aquela situação de esconde-esconde e de ver a comida sem poder comê-la, então disse:
-Obrigado, meu amigo, pelo convite, mas a vida na cidade é muito agitada! Vou-me embora para minhas cãs, onde posso comer minha comida simples sem correr tanto perigo.

Comentários: Respeite as diferenças

É preciso respeitar o modo de vida de cada um.


Dia 29/03/06 – Quarta – Feira

Foi colado na parede da sala um cartaz com a frase: “A sinceridade não é dizer tudo o que pensa, mas crer em tudo o que se diz.”
Antes de responderem qual o pilar a ser falado neste dia, pedi que lessem a frase.
Pergunta:
Qual o significado da palavra sinceridade?
Resposta:
- Verdadeiro, honesto.

Leitura de um texto explicando a origem da palavra Sincera.

Sincera é uma palavra doce e confiável.
Sincera é uma palavra que acolhe...
É uma palavra que deveria estar no vocabulário de toda alma.
Sincera foi uma palavra inventada pelos romanos.
Sincero vem do velhíssimo latim...
Os romanos fabricavam certos vasos de uma cera especial.
Essa cera era as vezes tão pura e perfeita, que os vasos se tornavam transparentes.
Em alguns casos, chegava-se a se distinguir um objeto, que estivesse no interior do vaso.
Para o vaso, tão puro e transparente, os romanos falavam: Como é lindo... Parece até que não tem cera é um vaso “sine-cera!” Sine-cera (em latim) queria dizer: “sem cera...” “sine-cera” acabou chegando na palavra “sincera” era, pois, uma qualidade de vaso perfeito, finíssimo, delicado, que deixava ver através de suas paredes...
Sincero, aquele que é franco, leal, verdadeiro, que não oculta, que não usa disfarces, malícias ou dissimulares.
O Sincero, a semelhança do vaso, deixa ver através de suas palavras, sentimentos de seu coração.

Comentamos a respeito que às vezes somos obrigados a fugir da sinceridade como: evitar uma visita indesejável, dizendo que não estaremos em casa naquele dia.
Não dizendo a verdade sobre uma opinião que vá ofender ou desagradar o outro.


Dia 30/03/06 – Quinta – Feira

Na sala foi pedido para ser entregue para as pessoas (não foi determinado para quem nem quantidade) aleatoriamente bolachas.
Depois foi perguntado se todos receberam as bolachas e se foi quantidade igual para todos.
A resposta foi sim, portanto foi usado o senso de justiça: igual para todos.

Leitura do texto: Justiça

Conta uma estória da idade média que um homem muito correto foi injustamente acusado por um crime de assassinato. Na verdade, o assassino era uma pessoa influente e encontrou, no pobre homem, um bode expiatório para ser julgado, cuja pena seria a forca.
Tudo estava tramado e, no dia do julgamento, diante de grande platéia, o juiz cinicamente fez uma proposta ao acusado:
-Sou um homem justo e religioso e, por isso, deixarei a sua sorte nas mãos de Deus. Vou escrever num pedaço de papel a palavra “CULPADO” e, em outro pedaço, a palavra “INOCENTE”. Você escolherá um dos papéis e Deus decidirá o seu destino.
Sem que o acusado percebesse, o juiz escreveu nos dois papéis a palavra “CULPADP” e os colocou sobre uma mesa, mandando o acusado escolher.
O pobre homem pensou alguns segundos, aproximou-se da mesa e, num gesto rápido, pegou um dos papéis levando-o à boca e engolindo-o.
Todos os presentes reagiram surpresos e indignados com aquela atitude.
O juiz perguntou:
- Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber qual é o veredicto.
- É muito fácil – respondeu o homem. – Basta abrir o outro papel – Basta abrir o outro papel que sobrou e saberemos que o pedaço que escolhi tem a outra palavra.
E imediatamente o homem foi posto em liberdade.

Comentário:
Temos que tomar decisões que são justas e baseadas nos fatos.


Dia 31/03/06 – Sexta – Feira

No último dia de repasse foi apresentado o Pilar verde que tem como valor ético “Responsabilidade”.

Foi pedido para se posicionarem em circulo, e passando o barbante para as mãos de cada um até o final. Aquele que estivesse segurando a ponta final teria que novamente enrolar o barbante e falar uma atitude de responsabilidade daquele dia ou da semana e passar para o seguinte e assim sucessivamente.
Se nesta dinâmica alguém não enrolasse o barbante o que aconteceria? - O seguinte teria que fazer a sua parte e ainda daquele que deixou de fazer.
Comentamos então que: Em uma sociedade, comunidade cada um tem que fazer a sua parte, isto é Responsabilidade.

MOMENTOS DO REPASSE E ATIVIDADES


REPASSE: EEB TITOLÍVIO VENÂNCIO ROSA

EEB TITOLIVIO VENÂNCIO ROSA

PROGRAMA O CARÁTER CONTA

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

1ª ETAPA

Motivação: NÓ HUMANO

Apresentação aos professores através de retro projetor:

Caráter: Qualidade inerente à certos modos;aquilo que moralmente distingue uma pessoa de outro.

O QUE É O CARÁTER CONTA?

· Mudança de atitude de professores, pais, funcionários e ALUNOS.
· Vivenciar os princípios éticos e do caráter na prática cotidiana;
· Fortalecer a essência dos valores éticos, além dos preconceitos religiosos, políticos, raciais ou étnicos.
· Reforçar as lições sobre bom caráter que as crianças e jovens estejam ouvindo também em outros lugares.
· Você se exercita para adquirir ou manter a sua boa forma para parecer melhor, sentir-se melhor. Para adquirir força e vigor, músculos fortes e resistência física através dos exercícios, você precisa praticar, praticar e praticar. O mesmo se dá com a aptidão ética. Você exercita seu caráter para ser o melhor possível. Quanto mais você pratica fazer as coisas certas, mais perto fica do seu ideal, não importando o que você é agora.
· Um caráter firme é o resultado do compromisso de fazer sempre a coisa certa, da consciência do que é certo e da competência para tomar decisões éticas.
· Você desenvolve a coragem moral começando com pequenos desafios. Fazer a coisa certa em pequenos assuntos dá a confiança e a experiência necessárias para enfrentar, desafios maiores, quando eles vierem.

PILARES

1. SINCERIDADE
2. RESPEITO
3. RESPONSABILIDADE
4. SENSO DE JUSTIÇA
5. ZELO
6. CIDADANIA

O que representa cada Pilar. O significado de sua cor.

SINCERIDADE - COR AZUL – Significa transparência – Ser honesto, não enganar, não mentir, não trapacear. Ser confiável, fazer o que disse que iria fazer ter coragem para fazer a coisa certa, construir uma boa reputação.

RESPEITO – COR AMARELA

REGRA DE OURO: “FAÇA PARA OS OUTROS O QUE GOSTARIAM QUE FIZESSEM PARA VOCÊ”.

Seja tolerante às diferenças. Trate os outros com respeito seguindo a regra de ouro, considere os sentimentos dos outros, não ameace, agrida ou machuque ninguém, tenha boas maneiras, melhore a linguagem, lide tranquilamente com a raiva, insultos e desacordos.

CALÇAR O SAPATO DO OUTRO

RESPONSABILIDADE – COR VERDE - Significa crescimento
Faça o que deve fazer, Persista: continue tentando, tente se autocontrolar, seja auto disciplinado, pense antes de agir e considerar as conseqüências faça sempre o melhor que puder, seja responsável por suas escolhas e decisões.

SENSO DE JUSTIÇA - COR LARANJA - (fruta) Distribui a laranja em partes iguais através dos gomos.
Aja de acordo com as regras. Aguarde a sua vez e partilhe. Mantenha a mente aberta e escute o outro. Não tire vantagem sobre os outros.

ZELO – COR VERMELHA. Sangue. Importar-se com o outro.
Seja gentil. Seja compassivo e demonstre que você se preocupa. Expresse gratidão. Perdoe o outro. Ajude as pessoas com necessidades.

CIDADANIA – COR ROXA – Coração roxo recebe o soldado ferido.
Faça sua parte para melhorar sua escola e sua comunidade. Coopere com os outros. Participe das decisões e iniciativas, vote. Seja um bom vizinho. Obedeça as leis e normas. Respeite a autoridade. Preserve o meio ambiente.

Tomada de decisões:

· O que é preciso para ser bom?
· Por que ser bom?
· Como tomamos decisões?
· Como podemos tomar melhores decisões?

Regra de Ouro:
· Você está tratando os outros como gostaria de ser tratado?
· Como sua decisão apareceria no jornal da escola?
· O que aconteceria se sua mãe estivesse olhando?
· Pense nas melhores pessoas que você conhece. Você gostaria que eles soubessem o que você anda fazendo?

Se mesmo assim você não souber decidir, escolha a opção que produzirá mais benefícios para o maior número de pessoas.


Motivação:
Escola de Qualidade
Desenho com barbante

2ª ETAPA

Seis grupos – Cada grupo escolherá um pilar.
Será entregue um xérox do assunto relacionado ao pilar (anexo Programa).


APRESENTAÇÃO DOS GRUPOS
O grupo vai debater e apresentar para os demais, elaborando um atividade (que também poderá ser feita em sala de aula) para elucidar o tema.


ATIVIDADES PROPOSTAS
Serão apresentadas algumas atividades para iniciar o programa com os alunos.

AVALIAÇÃO
Dúvidas;
O que pode ser aproveitado em sala;
De que forma trabalhar, além das sugestões que serão propostas.
Cronograma para desenvolver o projeto com os alunos
CARGA HORÁRIA: 6 horas

CRONOGRAMA:
ATIVIDADES E PERÍODO:
Apresentação do projeto - 08: 00 às 10:00
Divisão e discussão dos grupos - 10:30 às 12:00
Apresentação dos grupos e Avaliação - 13:00 às 15:30

O CARÁTER CONTA
PROJETO A SER DESENVOLVIDO COM OS ALUNOS


DESENVOLVIMENTO

Iniciaremos o desenvolvimento do Programa “O CARÁTER CONTA”, reunindo todos os alunos no pátio com uma solenidade de abertura, onde cada pilar da escola será revestido com TNT da cor do pilar do projeto. Logo após cada professor segue com sua turma para a sala de aula onde iniciará a 1ª etapa do programa.
Nas três primeiras semanas, cada professor desenvolve o Pilar na sua aula;
(uma vez por semana, em dias alternados). Na 4ª semana será a culminância do Pilar. Onde a turma através dos mediadores e do pessoal pedagógico preparará a apresentação do conteúdo absorvido.
Ao final de cada pilar trabalhado será retirada a faixa de TNT e então o pilar será pintado , representando a conclusão de cada etapa.


SINCERIDADE - 08/05 - 16/05 - 24/05 - 01/06 - 1ª aula

RESPEITO - 09/06 - 14/06 - 22/06 - 30/06 - 2ª aula

RESPONSABILIDADE - 02/08 - 10/08 - 18/08 - 28/08 - 3ª aula

SENSO DE JUSTIÇA - 04/09 - 12/09 - 20/09 - 28/09 - 4ª aula

ZELO - 06/10 - 16/10 - 24/10 - 31/10 - 5ª aula

CIDADANIA - 08/11 - 16/11 - 24/11 - 30/11 – 1ª aula

Sujeito a mudança de datas.

SINCERIDADE:

1ª Semana-

Todos irão trabalhar o tema utilizando os questionamentos apresentados. Dividindo a turma em grupo para debates e apresentação do SIM e NÃO.
Após então, o professor entra com perguntas relativas ao tema e os alunos terão que colocar no papel Kraft para exposição.

2ª Semana-

Sugestão:
Atividade de Motivação
· Colocar obstáculos na sala, depois pegar + ou – 10 alunos, cobrir os olhos de cinco e fazer com que os outros guiem seus colegas pelos obstáculos,
(sem bater em nenhum) um de cada vez.
· Levar os alunos para fora, esconder um objeto (caça ao tesouro)
· Assistir ao filme: Eliana e os golfinhos
Pinóquio
O Amigo Urso
Cocoricó...
· Desenvolver outras atividades proposta na apostila.

3ª Semana

Qual a mensagem do filme assistido na semana passada.
Em nossas atitudes, o que podemos mudar para usarmos sempre o caráter da sinceridade.
Propostas sugeridas na apostila.


4ª Semana

Culminância do tema.
Os alunos serão reunidos no pátio. Cada turma irá apresentar sobre o tema.
Os alunos serão orientados pelos técnicos pedagógicos, direção e mediadores.

REPASSE: EEB DAVID PEDRO ESPÍNDOLA

Repasse do Programa O Caráter Conta

E.E.B. David Pedro Espíndola
Barra Velha SC

Profª Susete Roveda Ataides

Dia 17 de abril: Explicação para pais sobre o que é, e como será trabalhado o Programa na escola. A reunião foi para todos os pais. Tempo de trinta minutos.

Dia 19 de abril: Foi feito repasse para todos os professores da escola no período vespertino, com duração de quatro horas.
Repasse:
· Explicado sobre a importância do programa, um breve histórico do seu surgimento, seus objetivos e público alvo.
· Iniciei a palestra falando sobre ética, foram dados exemplos e discutido sobre a importância para a comunidade escola.
· O Pilar da Sinceridade foi falado em primeiro lugar, foi feita a dinâmica da confiança (ratoeiras).
· O Pilar da Responsabilidade em segundo lugar, a dinâmica foi do nó humano.
· Terceiro foi Zelo, foram enviados os Zelogramas. Foram discutidos sobre a questão de se premiar ou não o aluno cada vez que execute ou faça uma boa ação. A maioria discorda, pois podemos fazer através de ações.
· O quarto Pilar foi o Respeito, o quinto pilar foi o da Cidadania e o sexto do Senso de Justiça.
Após a explicação e discussão, todos concordaram em trabalhar introduzindo cada pilar dentro de suas disciplinas.Em segundo momentos reuniram-se professores de 1ª a 4ª séries e outro grupo de 5ª a 8ª e Ens. Médio para definirem como estariam trabalhando em suas disciplinas. De 2 a 31 de maio será trabalhado em todas as turmas o Pilar da Sinceridade.
Apenas a Prof. Susete vai passar em todas as salas e dar a introdução e fazer dinâmica com cada sala. Cada Prof. introduz O pilar mas discretamente para não se tornar repetitivo e cansativo. Pois caso contrário os alunos não gostam de participar.Cada turma em torno de 15 minutos.Nossa escola possui 34 turmas.Esse repasse começa dia 03 de maio do corrente ano.
Após ter repassado para os alunos cada regente convida os pais daquela sala para trabalhar sobre o pilar, conforme cronograma.
Os professores decidiram usar fazer uma camiseta com os seis pilares.
Na quarta-feira os alunos poderão vir sem o uniforme, e deverão vir com a cor do pilar que está sendo trabalhado.
Será colocado um anjo próximo a Cantina para que sejam lidas mensagens positivas, sempre que cada um sentir necessidade.
No final de cada pilar serão apresentados trabalhos e ações feitas pela equipe.
Será feito repasse para a comunidade.
O projeto que fará parte do PPP será executado por um grupo de professores, em dois encontros de 2 horas.

REPASSE: EEB JOÃO ROCHA

E.E.B. Prof. João Rocha
Diretora Geral: Maria Isabel S. A. Krummenauer
Assessora: Nadja Luciane R. Backes
Assistentes Técnicas Pedagógicas:
Joana Ap. P. Durando
Josiane Ap. J. Joaquim


RELATÓRIO – PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”

No dia 28/03/2006, foi realizado na E.E.B.PROF. João Rocha, o repasse do curso de capacitação sobre o Programa “O Caráter Conta”, tendo como telespectadores todos os professores, diretores, e demais funcionários da escola.
O repasse foi totalmente executado pelas assistentes técnicas pedagógicas Joana Ap. P. Durando e Josiane Ap. J. Joaquim, que estiveram presentes na capacitação oferecida pela GEECT nos dias 14 e 15 do corrente ano.
No primeiro momento do repasse foi explicado o que é o Programa “O Caráter Conta”, porque estaríamos trabalhando o mesmo no ano de 2006 e quais eram os 06 pilares envolvidos.
Em seguida foi apresentado cada um dos pilares: Sinceridade, Respeito, Responsabilidade, Senso de Justiça, Zelo e Cidadania, através de visualização de slides na televisão, explicação e discussão dos pilares. Também foram realizadas algumas dinâmicas, como: “Recapturando o Respeito” e “Zelograma”; e algumas leituras de histórias sobre Senso de Justiça e Respeito, que são elas: “Não Julgue, você pode estar sendo injusto” e “As Três Peneiras”.
Para complementar e finalizar as apresentações e todo o repasse foi entregue a cada professor uma apostila com todo o conteúdo visto e discutido durante as 06 horas e durante a capacitação.
Enfim, o Programa “O Caráter Conta” vem através dos materiais oferecidos proporcionar sugestões de atividades práticas que possam apoiar nossas crianças e jovens na tomada de decisões éticas.

-Segue em anexo a apostila que foi entregue aos professores.

Programa “O Caráter Conta”

É um programa de formação de caráter ou educação sobre valores, que serve para proporcionar uma filosofia e uma prática que apóie os esforços da escola, da família e da comunidade. São planejadas atividades para serem inseridas em todas as disciplinas – matemática, história, ciências, etc, e se baseia em 6 valores fundamentais:

1. Cidadania
2. Respeito
3. Zelo (Importar-se consigo e com os outros)
4. Sinceridade
5. Senso de Justiça
6. Responsabilidade

Conceitos sobre os valores do programa “o caráter conta”

CIDADANIA

Pessoas com princípios éticos são bons cidadãos. Eles vão além de seus interesses próprios, demonstram preocupação pelos outros e reconhecem sua responsabilidade em tornar seus lares, escolas, comunidades e país melhores.
Para algumas pessoas, cidadania significa trabalhar para o governo, servir o exército ou simplesmente votar. Para outros, cidadania é manter-se no emprego, pagar impostos e contas. Mas, esta é uma abordagem muito antiquada para uma pessoa que tenha princípios éticos.
A cidadania real demanda participação, envolvimento e contribuição.
Ninguém faz a diferença em um país sem estar envolvido nesse processo.
As pessoas não têm escolha sobre os membros da sua família, da sua vizinhança ou do país no qual nasceram. Mas, elas têm escolha sobre ser membros responsáveis de suas famílias e comunidades.
Um bom cidadão não fica contente em ser um rosto anônimo na multidão, uma entidade desconhecida para seus associados, um item na folha de pagamento do empregador ou um membro não participante de um grupo.
Cidadania significa Responsabilidade.
A cidadania é um processo de mão dupla. Ela inclui ambos, direitos e deveres. Meus direitos dependem que você cumpra com seus deveres. Minha responsabilidade inclui o dever de lhe dar a liberdade de exercer seus direitos.
Boa cidadania precisa ser aprendida.
Boa cidadania significa ajudar os outros.
Ser um bom cidadão significa saber mais do que e como o governo funciona. Significa fazer da sua comunidade, do seu país, do mundo, lugares melhores para se viver.
Boa cidadania significa mais que idealismo. Significa transformar sonhos em realidade.
A base da boa cidadania é a aceitação da responsabilidade. Cada cidadão deveria evitar ser um peso para os outros e deveria cuidar de si, de sua família e da sociedade.

Todos queremos viver nossa própria vida e tomar nossas próprias decisões.

RESPEITO

Pessoas boas são respeitosas com os outros e demonstram sê-lo, reconhecendo e honrando o direito de cada um ser autêntico e único, tomando decisões e assumindo sua dignidade e privacidade. Pessoas éticas relacionam-se com os outros, fundamentadas no Princípio da Autonomia e no Princípio da Aceitação.

Princípio da autonomia

Pessoas respeitosas dão aos outros as informações de que necessitam, para tomar decisões adequadas sobre suas vidas.

Princípio da aceitação

Pessoas éticas aceitam diferenças individuais sem preconceito.
Pessoas éticas demonstram consideração pelos outros. Elas concordam com idéias acordadas pela maioria, do que é certo e educado no relacionamento com os outros. Elas não usam de violência. Elas não magoam os outros.

Respeitar é:

· Tratar a todos com respeito, sendo cortês e educado.
· Respeitar a independência dos outros. Levando em consideração a idade e a maturidade da pessoa, respeite seu direito de desenvolver a habilidade de tomar decisões.
· Ser condescendente, apreciativo e aceite as diferenças individuais das pessoas.
· Avaliar as pessoas pelo que fazem, não pela sua raça, religião, nacionalidade, idade, sexo, condição física ou mental, status social ou financeiro.

Não respeitar é:

· Insultar, magoar, humilhar, maltratar ou importunar os outros.
· Fazer comentários indelicados ou indesejados de uma pessoa.
· Usar as pessoas para conseguir o que quer para si.
· Aproveitar dos outros

ZELO

Importar-se com os outros (expressar atenção e preocupação) está no
Coração do caráter de uma pessoa boa. Importar-se (Zelo) é uma palavra que implica AÇÃO, não apenas emoção. Você não pode verdadeiramente se importar e não fazer nada para ajudar.
Uma pessoa que importa é atenciosa, generosa, compassiva e boa. Uma pessoa que se importa sempre pensa sobre como suas decisões, palavras e ações afetam os outros.



Por que se importar?
Alguns ajudam os outros porque os faz sentir-se bem. Alguns demonstram preocupação porque os outros também o fazem. Alguns demonstram bondade para parecer bonzinho, ser reconhecidos ou porque os magoa ver outras pessoas sofrendo.
A preocupação sincera por outras pessoas é um sinal de que estamos crescendo, amadurecendo. Uma grande parte da maturidade é a habilidade de pensar e se importar com alguém, além de si mesmo. Muitas pessoas estão presas em seus próprios interesses para serem honestas, leais, justas e atenciosas.

A Regra de Ouro

“Fazer aos outros o que você quer que eles façam a você” é um ditado que encontrou expressão em culturas por todo mundo. Ironicamente, a regra sugere que consideremos nossos próprios sentimentos, quando pensamos nos outros. Mas, há uma distorção: a pergunta é: como nos sentiríamos se outras pessoas nos tratassem como nós nos propomos a tratá-la? Essa pergunta põe nosso comportamento sob uma perspectiva ética.
Os envolvidos no processo são indivíduos ou grupos que compartilham da ação ou têm interesse nos resultados de uma ação ou decisão. Uma pessoa que quer ser ética pensará, seriamente, sobre todas as conseqüências possíveis que suas decisões terão sobre os outros, a quem elas afetarão.
O sentimento centrado em si mesmo, no qual “a vida é minha e eu faço o que quero com ela”, não reconhece que cada pessoa ou grupo afetado por uma decisão tem uma implicação moral sobre a pessoa que toma esse tipo de decisão.

A ação de Quem se importa:

- Demonstre que você se importa com os outros através da bondade, da preocupação, da generosidade e da compaixão.
- Norteie sua vida pela Regra de Ouro... tratando os outros da maneira pela qual você gostaria que eles o tratassem.
- Pense em como cada decisão, palavra ou ação causa sobre os outros.


Os “Nãos” de quem se Importa:

- Não seja egoísta!
- Não seja mau!
- Não seja cruel!
- Não esqueça os sentimentos dos outros!
- Não apenas SINTA preocupação pelos outros. FAÇA ALGO!

SINCERIDADE

Pessoas éticas, pessoas de caráter merecem a confiança dos outros.
Você se torna merecedor dessa confiança de forma gradual, mostrando repetidamente sua honestidade, cumprindo com suas promessas, agindo com integridade e lealdade.
Enquanto que a obtenção da confiança de alguém toma muito tempo, perder essa confiança pode acontecer instantaneamente. Use essas diretrizes de como AGIR e de como NÃO AGIR para obter e manter a confiança dos outros.

HONESTIDADE: é uma qualidade essencial que admiramos. Devemos tentar ser honestos, precisos e justos em tudo o que dizemos e fazemos, para merecer a confiança dos outros. Devemos demonstrar confiança e sinceridade em tudo o que fazemos.
As Ações da HONESTIDADE:
- Diga a verdade, toda a verdade, nada mais que a verdade.
- Seja honrado, aberto e direito.
- Seja sincero. Diga o que você pretende e pretenda fazer o que diz.
- Se você achar algo que não lhe pertence, devolva-o.

Os “Nãos” da HONESTIDADE:
- Não traia a confiança; tente satisfazer as expectativas legítimas da pessoa que confia em você.
- Não minta (ou seja, não adultere fatos ou opiniões).
- Não engane ou iluda os outros deliberadamente, através de qualquer meio; ou seja, não esconda, distorça ou altere fatos e não diga meias verdades.
- Não desvie do caminho certo, não seja ordinário ou trapaceiro.
- Não omita informações importantes de pessoas que confiam em você.
- Não roube nada de ninguém.
- Não engane, fraude ou trapaceie ninguém ou nenhum grupo de pessoa para conseguir o que você deseja ou pra evitar problemas.

CUMPRIR PROMESSAS é fazer o que disse que faria. Promessas dão razão às pessoas de confiarem em você. Uma promessa é uma obrigação para ir além do que a lei requer de nós. Uma promessa é uma responsabilidade em fazer todo o esforço possível para cumprir seu compromisso.

As ações do CUMPRIR PROMESSAS:
- Seja confiável, mantenha sua palavra.
- Pague suas dívidas.
- Devolva o que emprestou.
- Faça apenas promessas que planeja firmemente cumprir e que você acredita ser capaz de cumprir.

Os “Nãos” do CUMPRIR PROMESSAS:
- Não use de evasivas, truques, fraudes ou mentiras para se livrar de seus compromissos.
- Não quebre promessas.
- Não fique com nada que não seja seu.
- Não faça promessas que você não seja capaz de cumprir.


LEALDADE significa proteger e estimular a afeição dos que confiam em você. Vai além de sua preocupação normal pelos outros para incluir lealdade, dedicação e devotamento. Não vai, entretanto, além da sua obrigação de der digno de confiança, de ser um bom cidadão, um cidadão responsável, justo, preocupado.

As ações da LEALDADE:
- Seja cuidadoso com informações privadas que possam vir a magoar ou envergonhar alguém.
- Apóie e proteja sua família.

Os “Nãos” da LEALDADE:
- Não fale pelas costas das pessoas, espelhando rumores ou fofocas prejudiciais.
- Não minta, engane, furte ou prejudique os outros para manter ou conquistar uma amizade ou receber a aprovação de alguém.
- Não traia sua lealdade pedindo a um amigo para fazer algo errado somente para ser seu amigo

SENSO DE JUSTIÇA

Justiça é um dos pilares de caráter ou a essência dos valores
éticos mais difíceis de ser definida com clareza. As pessoas, freqüentemente, simplesmente levam em consideração as decisões que os ajudam como “justos” e aquelas que não como “injustas”.
Apenas uma coisa está clara quando se trata de justiça: é freqüentemente um problema de percepção. Apesar de algumas decisões serem seguramente injustas, o fato é que há normalmente mais do que um escolha justa.
Para assegurar que as escolhas sejam justas ao maior número de pessoas possível, as regras do processo de tomada de decisão deveriam ser muito claras para todos os envolvidos, e todos deveriam cumprir as regras. Todos devem ser tratados da mesma forma, seguindo essas normas.

As ações da JUSTIÇA:

Trate as pessoas com justiça.
Ouça o outro e tente entender o que eles estão sentindo e dizendo.
Considere todos os fatos, inclusive os pontos de vista diferentes, antes de tomar decisões.
Tome decisões imparciais, usando o mesmo critério, normas e padrões para todos.
Corrija seus erros.

Os “Nãos” da JUSTIÇA:

Não se aproveite dos erros e da ignorância dos outros.
Não pegue mais do que você tem direito.
Não deixe que preferências pessoais, preconceitos ou outros sentimentos inapropriados interfiram nas decisões que deveriam estar baseadas em méritos.

RESPONSABILIDADE

Para viver em harmonia (e resolver problemas), famílias, comunidade, escolas e nações dependem de seus membros para fazer a sua parte, Nós somos todos membros de algum grupo, sociedade ou família. Se você tem conhecimento ou não, goste ou não, muitas pessoas estão sempre dependendo de você, para fazer as suas tarefas e servir de exemplo.

Obrigação:
Pessoas éticas e responsáveis têm um senso de dever. Elas assumem seus compromissos, assumem a responsabilidade por suas decisões, agem conforme o que é certo (e apontam o que é errado).
Elas assumem a culpa quando lhes compete e não querem o crédito pelo trabalho de outro. Elas pensam sobre as conseqüências, antes de agir.

Buscas de Excelência:
Pessoas responsáveis buscam excelência, especialmente quando outras pessoas contam com eles para fazer o bem. Assim, acrescente diligência, primazia, perseverança, bons hábitos de trabalho e busca do aperfeiçoamento constante dos traços de caráter, que necessitam ser exercitados e fortalecidos – em você mesmo e nos outros.
- Diligência: é humano cometer erros, mas você precisa se esforçar muito durante cada tarefa e continuar se esmerando até concluí-la.
- Primazia: fazer o trabalho da melhor maneira que puder, mesmo quando houver pouco prazo e escassez de recursos. Faça o melhor que puder com os recursos dos quais você disponha.
- Perseverança: trabalhe com dedicação. Demonstre compromisso ao concluir o que começou. Persevere para se superar, ao invés de desistir frente aos obstáculos.
- Bons Hábitos de trabalho: excelência significa bons hábitos de trabalho. Dê um dia inteiro de trabalho para um dia inteiro de pagamento.
- Aperfeiçoamento Contínuo: pessoas éticas buscam formas de fazer as coisas cada vez melhor. Aperfeiçoe
- Seu conhecimento, suas habilidades e sua criticidade com relação aos seus deveres.

As Ações da Responsabilidade:
- Pense antes de agir!
- Leve em consideração como os resultados afetarão a você mesmo e aos outros. Então, decida se a ação é fidedigna, respeitosa, responsável, justa, preocupada com o bem-estar dos outros e expressa a boa cidadania para todos os que serão influenciados por sua decisão.
- Demonstre ser de confiança! Aceite a responsabilidade pelos resultados de suas ações omissões de ações.
- Seja digno de confiança! Sempre cumpra com seus deveres!
- Dê um bom exemplo em tudo o que você diz ou faz.
- Aja como se alguém, a quem você respeita, esteja sempre lhe observando.
- Pense em formas de tornar a sua escola sua organização, sua comunidade ou sua casa, lugares melhores para todos conviverem.
- Dê o melhor de si! Faça tudo o que fizer ser digno de orgulho.
- Continue na luta! Cumpra com suas responsabilidades, mesmo quando elas forem difíceis!
- Mantenha um calendário à mão, com espaço, para anotar as “coisas que precisam ser feitas”.

Os “Nãos” da Responsabilidade:
- Não culpe os outros por seus erros.
- Não leve o crédito pelo trabalho ou realização de outras pessoas.
- Não desista.
- Não deixe de cumprir seus deveres.
- Não dê menos de 100% do melhor de si em tudo o que fizer.
- Não deixe erros ou confusões para outros resolverem.

COMO DINAMIZAR O PROGRAMA “O CARÁTER CONTA” NA ESCOLA?

- Escolher um pilar do caráter para ser trabalhado a cada mês ou bimestre;
- Ler uma frase/mensagem sobre o caráter no início das aulas;
- Motivar os alunos a criarem slogans sobre o caráter escolhido;
- Fazer um mural dos seis pilares do Caráter na escola;
- Fazer um mural com o pilar do bimestre e os trabalhos dos alunos;
- Promover exposição de livros que tratem do tema ética e caráter na biblioteca da escola ou fazer a Hora do Conto com esses livros para os alunos;
- Fazer códigos de conduta com os alunos sobre o caráter escolhido;
- Promover palestra com convidados para falar sobre o caráter do bimestre;
- Reconhecer os alunos que honram os outros com a prática do caráter – os colegas da turma fazem a eleição. Mural com fotos dos alunos:
- Confeccionar cartões com slogans e frases sobre o caráter do bimestre para entregar a visitantes, pais, alunos homenageados, etc;
- Envolver os pais no programa, motivando-os a reforçarem o caráter do bimestre em casa com seus filhos;
- Envolver a comunidade no programa para que o caráter do bimestre seja visualizado e praticado em outros locais, além da casa e da escola;
- Motivar que os grupos de adolescentes incorporem o caráter do bimestre a sua vivência prática (monitores, poetas, teatro, etc.);
- Redigir a biografia de pessoas de caráter do bairro, da escola, da comunidade;
- Desenvolver ações comunitárias (limpeza de praças, parques, manutenção da horta e jardim, visitação a doentes ou oferecer-se para fazer pequenos serviços para eles, etc.);
- CÓDIGO DE HONRA – os alunos da escola se comprometerem a não mentir, enganar. Cartaz com assinaturas na entrada de cada sala. Comissão de alunos e professores para julgar casos de infração ao código (divisão da responsabilidade e mais justiça nas punições)
- Mudanças de atitude de professores, funcionários, pais, alunos, no sentido de vivenciar os princípios éticos do caráter na prática cotidiana;
- Buscar parcerias com a comunidade;
- Buscar o engajamento das famílias.

REPASSE: EEB JOÃO COLIN

Escola de Educação Básica João Colin
Rua Botafogo, número 618, Itaum.

Relatório de repasse do Programa “O Caráter Conta”
Joinville, 24 de abril de 2006.

Na reunião pedagógica do dia vinte e cinco de março de 2006 (sábado) houve o primeiro repasse do curso sobre o programa dos pilares (“O Caráter Conta”). A assistente técnico-pedagógica Jaqueline Roberta Venera socializou o que foi realizado nos dias da capacitação, o lugar onde ocorreu o curso , o tema abordado (valores), os objetivos do programa e da capacitação, quem foram os palestrantes, quem organizou o curso e como ocorreu. Alguns professores já conheciam o Programa, pois trabalham em outras escolas que realizam atividades envolvendo os seis pilares: sinceridade, responsabilidade, zelo, cidadania, senso de justiça e respeito.
A escola em grande grupo decidiu que faria um projeto mais voltado a sua realidade e colocariam atividades gerais a serem desenvolvidas, sendo que cada professor escolherá a atividade que mais o interessa para trabalhar com os educandos, procurando o melhor método e recursos para atingir os objetivos a serem alcançados. Essa primeira etapa teve a duração de uma hora e meia.
Na segunda etapa, a assistente conversou com cada professor, individualmente, em suas aulas-atividade, entregando o material disponível (apostila e cartazes) e perguntando sobre o planejamento e prática do Programa. Quando abordar o assunto, cada professor deverá entregar o plano de aula à assistente relatando as atividades e os objetivos, para a confecção de uma apostila própria da escola. Essa etapa durou seis horas. Foi elaborado um cartaz para a exposição do primeiro pilar a ser discutido: sinceridade e colocado na sala dos professores junto com o cronograma de todos os temas a serem trabalhados durante o ano letivo de 2006 (uma hora). A assistente coordenará contações de histórias e murais ilustrativos envolvendo os pilares. Abaixo está o projeto da escola:

ESCOLA DE EDUCAÇÂO BASICA JOÂO COLIN
Rua Botafogo, 618 - Itaum.

PROGRAMA: “O CARATER CONTA”

Joinville - SC
2006

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÂO:

1.1 Nome do Programa: O Caráter Conta
1.2 Profissionais Envolvidos: Professores, Assistentes técnico-pedagógicos,
1.3 Local de realização: Escola João Colin.

2 - Justificativa: “O CARATER CONTA” é um programa educativo para crianças e jovens, visando proporcionar uma melhora na qualidade de vida e no relacionamento social. É baseado em valores éticos de consenso, fundadores de uma sociedade livre e democrática. Esses valores chamados “Pilares do Caráter” são: sinceridade, respeito, responsabilidade, senso de justiça, zelo e cidadania. Os pilares podem ser incorporados em todas as áreas do conhecimento, tendo como finalidade reforçar ou socializar esses valores. Criando uma cultura de paz.

3 - Objetivos:
Objetivo Geral
O programa “O Caráter Conta” é educativo e visa uma mudança ou reflexão positiva no cotidiano de jovens e crianças.

Objetivos Específicos
-Incentivar os educandos a manter ou criar uma postura positiva na sociedade, colocando em prática os valores discutidos.
-Incentivar o trabalho em equipe e a valorização das produções realizadas pelos alunos, expondo-os pela escola.
-Desenvolver um ambiente compreensivo e harmonioso.

4 – Público Alvo: Educandos.

5 – Metodologia:
Serão realizadas atividades em que os educandos terão a oportunidade de verbalizar seus sentimentos, idéias e mudanças destacando o que foi mais importante, as novidades encontradas, o que foi aprendido, a participação, a integração, a produção, etc. Serão apresentados teatros, danças, contações de história, cartazes, músicas, entrevistas, poesias, jogos, folclore e depoimentos.

6 – Cronograma:
Primeiro de abril a primeiro de dezembro.

7 – Resultados esperados para 2006:
-Mais respeito entre as pessoas;
-Mais parceria entre os educandos;
-Educandos mais responsáveis;
-Zelo pelo ambiente escolar.

8 – Avaliação:

A avaliação dar-se-á através do acompanhamento e observações constantes dos professores em relação aos educandos.

REPASSE: EEB ANNES GUALBERTO - SFS


EEB Engenheiro Annes Gualberto
Rua Francisco Mascarenhas, 2552- Bairro: Paulas
CEP: 89240-000Fone/Fax: 3444-0117- São Francisco do Sul - SC

PROGRAMA: "O Caráter Conta”

Para a apresentação do programa "O Caráter Conta" ao corpo docente, foram utilizados 15 minutos no período matutino e vespertino, sempre antes de iniciar a aula. Os responsáveis pelo repasse foram; a diretora Clarinda Pereira Jucá, a assistente técnica pedagógica Renata Araújo Pinto e a professora Lina Lúcia Caldeira Gomes. Essa apresentação teve início no dia 10/04 e finalizou no dia 27/04, totalizando 6 horas. Primeiramente foi feita uma pequena apresentação sobre o programa que será realizado na escola e foi entregue aos professores o questionário “Que valor tem meus pilares?" Para que fosse respondido. No dia seguinte, os professores se reuniram para discutir sobre a facilidade e/ou dificuldade de ser responder as perguntas do questionário.Após essa discussão começaram a ser apresentado o pilar, através de textos e fábulas, sempre seguidas de reflexão e análise sobre nossas próprias atitudes. Durante essas duas semanas e meia, também ficou acordado como será o encaminhamento do programa com os alunos a partir de sugestões do corpo docente e funcionários.

Prezado Srº Jorge Shemes, O projeto que será realizado na EEB Eng. Annes Gualberto - São Francisco do Sul ainda está sendo elaborado, pois algumas questões ainda estão sendo decididas.

Atenciosamente, Renata.

REPASSE: EEB JURACY MARIA BROSIG


ESTADO DE SANTA CATARINA
GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
EEB. “PROFESSORA JURACY MARIA BROSIG”.
Rua: Dos Metalúrgicos s/n - Paranaguamirim
Joinville /SC - CEP: 89.231-530
Fone/Fax (047)3463.5077 - E – mail: eebjuracybrosig@sed.sc.gov.br


REPASSE DO PROGRAMA “O CARATER CONTA ” AOS PROFESSORES
E.E.B. PROF. JURACY MARIA BROSIG

No dia 17 de abril nós reunimos com os professores para falar do programa “O Caráter Conta”. Explicamos o objetivo do mesmo e como trabalhar.
Para iniciarmos ficou decidido trabalhar com três turmas: 4ª e 5ª series do Ensino Fundamental e 1ª ano do Ensino Médio. Dando continuidade conversamos sobre o assunto e o cronograma que seguiremos no decorrer do ano. Após cada professor da serie escolhida ficou responsável em planejar e trabalhar em sala os pilares, iniciando com o 1º pilar : SINCERIDADE e em seguida recolher algumas atividades feitas pelos alunos e entregar junto com um relatório na qual terá a metodologia usada e as metas alcançadas.

Assistentes técnicas pedagógicas:
Evaide Doriane Miranda Lopes.
Márcia Regina Santos Barra

REPASSE: EEB ASTROGILDO ODON AGUIAR

EEB. Conselheiro Astrogildo Odon Aguiar
Barra Velha/ SC, 20 de Abril de 2006.

REPASSE: Programa O Caráter Conta.

O repasse do programa se deu no dia 18/04/06, no horário das 13:30 às 17:30 horas.
Organizamos a sala com o material preparado por nós e alguns que recebemos no curso, e demos início contando com a presença de alguns professores, a direção, algumas pessoas da administração e merendeiras.
O repasse se deu, conforme a pauta abaixo:

1ª momento:
Þ Quem desenvolveu o programa,
Þ O objetivo do programa,
Þ A quem deve ser direcionado o trabalho,
Þ Os pilares que serão trabalhados (nomes),
Þ Poderá ser incluído no PPP.

2ª momento:
Þ Pedir a todos que de pé se abraçassem e pedissem desculpas por qualquer indelicadeza que podemos ter feito uns aos outros.

3ª momento:
Þ Comentários de cada pilar Zelo, Sinceridade, Justiça, Respeito, Cidadania e Responsabilidade.
Þ Em grande grupo, desenvolver algumas dinâmicas que nos foram apresentadas no curso.
Þ Apresentar a apostila de atividades e o CD.
Þ Alguns materiais que nos foram dados pelos palestrantes.
Þ O cronograma para o ano letivo, no qual deve ser trabalhado cada pilar.

4 ª momento;
Þ Dividi-los em grupos, para que cada grupo desenvolva alguma atividade que já será trabalhada no primeiro pilar – sinceridade.
Þ Organização de uma equipe que será responsável pelo programa na escola.

5ª momento:
Þ Os grupos repassaram a todos as atividades que elaboraram,
Þ Ficou decidido que a divulgação do programa na Escola, será feito da seguinte maneira: cartazes informativos nas salas, um biombo com cada pilar exposto, a medida que for sendo trabalhado, e pintaremos seis pilares no pátio do Colégio, um de cada cor, conforme sua cor específica e escreveremos os nomes em cada um deles.

OBS: reunimo-nos mais duas horas à noite para acertarmos alguns detalhes sobre os materiais que serão utilizados, e o repasse de mais algumas atividades que retiramos da apostila.

Atenciosamente.

Edite Rosa Tavares
Carolina Ofélia Bernardes

REPASSE: EEB GUSTAVO A. GONZAGA

E.E.B.PROF. GUSTAVO AUGUSTO GONZAGA.

Joinville, 25 de abril de 2006.

Relatório do Programa: O Caráter Conta.

Pelo presente, estamos enviando, conforme solicitado, o relatório das atividades desenvolvidas aos professores de nossa escola sobre O Caráter Conta.
Eu, Ana Paula Morselli, participei dos encontros representando a escola e repassei à Diretora Zenir, Supervisora Nélida e Orientadora Rejane, e unidas pudemos repassar aos professores e funcionários de modo positivo.
Fizemos atividades diárias com 30 min. de repasse para os professores cujo foi bem aceito o Programa O Caráter Conta sendo possível um grandioso trabalho.
No primeiro dia colocamos balões azuis no teto contendo frases sobre sinceridade com fitilhos. Toalha espaçada com a cor azul e suco de tuti-frutti também na cor trabalhada. Repassamos o que é o Programa O Caráter Conta e seu objetivo primordial e iniciamos com o primeiro pilar “ Sinceridade”. Após, cada um dos presentes puxou o fitilho estourando os balões e leram em grande grupo as mensagens neles contidas. Então se abriu um espaço muito rico para comentários gerais onde cada um que expôs recebeu um pirulito enfeitado com crepom azul. Foi distribuída uma cópia de xerox sobre o primeiro pilar a cada participante assim como os cartazes a serem anexados por toda a escola. Este primeiro momento nos fortaleceu para prosseguirmos com êxito.
No segundo dia decoramos a sala com balões amarelos escrito neles a palavra Respeito e a bandeira da escola no painel, servimos de lanche bananas e gelatina da cor dos balões. Após, aplicamos a dinâmica da mãozinha repassada anteriormente onde cada profissional escreveu algo sobre respeito e a fixou em volta da bandeira da escola (este painel ficou exposto durante toda a semana) causando momentos de reflexão e busca interior, comovendo professores e os demais presentes, pois devido a curiosidade aqui já outros profissionais da escola quiseram participar destes minutos preciosos.
Cada demonstração de participação dos presentes, eles recebiam um imã de geladeira em formato de frutinhas decorados em papel amarelo.Foi entre mais uma folha para a montagem da apostila.
No terceiro dia decoramos com balões verdes representando o pilar da Responsabilidade toda porta de entrada da sala.
Utilizamos a dinâmica de dois pacotes de presentes, um com uma ratoeira e outro com vários adesivos (conforme mostrado anteriormente). Trabalhos aqui com “ situações escorregadias” ( anexo na apostila O caráter conta) Houve momentos de descontração, um clima agradável, muito tranqüilo e os presentes se entregaram verdadeiramente ao momento.Foi entregue um xerox do título.
No quarto dia decoramos com balões laranjas representando o Senso de Justiça. Fizemos um pequeno bolo de cenoura trabalhando assim com a partilha, pois o bolo não era suficiente para comermos normalmente. Foi muito interessante os comentários e ações dos presentes, permitindo muita reflexão sobre a justiça. Após foi dividido em três grupos para montarem quebra-cabeças e a equipe que terminou primeiro recebeu adesivos. Foi dado novamente um espaço para comentários (este espaço foi muito elogiado por todos, e pediram para que houvesse mais momentos como estes, pois eleva a auto-estima e nos faz refletir sobre nós mesmos em toda rotina do dia). Demos mais uma folha de xerox sobre o tema.
No quinto dia decoramos toda a sala de vermelho, com balões, corações e rosas naturais (ficou lindo) para representar o zelo. Colocamos uma das rosas em um pequeno vaso onde um pegou o vaso e falou o que pensava sobre o tema, e após passou para outro presente e assim por diante até todos falarem. Colocamos um CD com uma mensagem relatando o cuidado entre os seres humanos, causando forte emoção entre os presentes. Entregamos o texto sobre o zelo.
No sexto dia decoramos com balões roxos representando Cidadania, foi servida salada de frutas e fizemos a dinâmica do pezinho, após os presentes receberam um balão de cada cor representando todos os pilares unidos. A sala ficou muito colorida. Nos direcionamos para o pátio da escola onde decoramos seis pilares de tnt representando os seis pilares do programa, foi muito aplaudido. Entregamos flores para a Diretora em agradecimento do apoio a este espaço de grande valia a todos.

Curiosidade:

Ao introduzir o Caráter Conta na escola, sua aceitação foi gradual, mas firme. No primeiro dia estávamos com roupas da cor do primeiro pilar, todos ficaram curiosos; no segundo dia já havia três profissionais a mais representando com a roupa o segundo pilar, e depois foi curioso, pois sem direcionarmos quase todos os presentes estavam se apresentando com algum detalhe na roupa da cor a ser trabalhada.A participação foi aumentando onde no final do programa todos estavam ganhando uma recordação de participação. A apostila foi montada dia a dia, e a capa foi entregue no último pilar para grampear as folhas.O professor que perdeu algum pilar nos procurou para repassarmos o acontecido, pois não queria ficar sem uma parte do conteúdo apresentado.Durante toda a preparação do programa pudemos contar com a ajuda de todos da escola. E pudemos perceber o carinho durante toda a ajuda dos preparos. A escola trabalhou nesta semana com muita paz, um ajudando o outro, um clima agradável e verdadeiro envolvendo todos. Quanto ao repasse aos alunos, os professores se mostraram ansiosos e apresentaram várias idéias durante toda semana, cada situação vivenciada marcou muito de forma positiva.

REPASSE: EEB SEBASTIÃO SCARZELLO


ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL
MONSENHOR SEBASTIÃO SCARZELLO

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

“O CARÁTER CONTA”

16/03/2006
- Durante reunião pedagógica foi repassado aos professores o significado do Programa o Caráter Conta.
- Ficou decidido que em momentos posteriores seria debatido sobre o assunto.
- Foi entregue um xerox com explicações sobre as seis colunas (sinceridade, respeito, responsabilidade, senso de justiça, zelo, cidadania).

10/04/2006
- A biblioteca da escola foi decorada nos tons azuis (representando a sinceridade) para que os professores da EPI (Escola Pública Integral) tomassem conhecimento do cronograma do Programa O Caráter Conta.
- Receberam mensagens, xerox do cronograma.
- Foram instruídas sobre como trabalhar os projetos que elaborarem baseados sempre no Cronograma.
- Foi feita uma dinâmica que prestigiou a confiança.
- Também foi lembrado aos professores para que não esquecessem as cores dos Pilares no momento em que cada um for trabalhado.

12/04/2006
- Foram realizadas as mesmas atividades, descritas acima, com os professores de 4ª à 8ª série.

17/04/2006
- Novamente foram reunidos os professores da EPI.
- Decidiu-se por dar aos professores de Filosofia a incumbência de trabalhar com os alunos de 1ª à 3ª série o Programa O Caráter Conta.
- Os demais professores serão os assessores, onde em cada momento oportuno reforçarão o trabalho desenvolvido.
- No dia 31 de maio, data da culminância dos trabalhos realizados (1º Pilar / Sinceridade), será feita exposições e apresentações de tudo o que foi feito durante a 1ª Etapa do Programa.
- Cada série será encarregada do Mural, por uma semana:
· 02/05 à 05/05 – 3ª série
· 08/05 à 12/05 – 2ª série
· 15/05 à 19/05 – 1ª série

20/04/2006
- Reunião com os professores de 4ª à 8ª série para continuar os estudos sobre O Caráter Conta.
- Nas 4ªs séries as professoras trabalharão O Programa O Caráter Conta nas aulas de Ensino religioso.
- De 5ª à 8ª série houve um sorteio, onde um professor ficou responsável por uma série:
· 5ª série – Professora Lílian (Inglês)
· 6ª série – Professora Nair (Geografia)
· 7ª série – Professora Ieures (Artes)
· 8ª série – Professora Nilsa (Português)
- No próximo trabalho outros professores serão sorteados.
- Também serão responsáveis pelo Mural:
· 22/05 à 26/05 – 4ª série
· 29/05 à 02/06 – 5ª à 8ª série
- No dia 31 de maio haverá a Culminância com exposição e apresentação dos trabalhos realizados.

Observação: Já está agendado para o dia 29 de maio encontro com as professoras da EPI para organizar o próximo Pilar a ser trabalhado.
Para o dia 01 de junho a parada será para os trabalhos com os professores de 4ª à 8ª série.

Valdete Maria da Rocha – Orientadora Educacional
Joinville, 24 de abril de 2006.

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL
MONSENHOR SEBASTIÃO SCARZELLO


Em dois de fevereiro de dois mil e seis, reuniram-se nas dependências da escola, todos os professores, especialistas e direção, para tratarem de assuntos referentes ao ano letivo de 2006, visto que as aulas iniciam do próximo dia 06.
Segue abaixo, as propostas surgidas para que a parte pedagógica da escola funcione com competência e responsabilidade.


PROPOSTAS PARA 2006,
APROVADAS EM REUNIÃO

CORPO DOCENTE
- Retirada de material da biblioteca, apenas pelos representantes,
- Agendar com antecedência o uso do vídeo, sala informatizada, biblioteca, retroprojetor e aparelhos de som,
- Pontualidade e assiduidade,
- Não se dirigir ao aluno por apelidos,
- Quando precisar faltar, deixar atividades,
- Cada turma fará as homenagens cívicas no seu turno,
- As aulas atividades devem ser cumpridas na escola,
- Cobrar o uso do uniforme na 1ª aula,
- Os professores receberão cronogramas com os dias marcados para o Conselho de Classe, reunião com os pais para entrega dos Boletins,
- Faremos reunião mensal com os professores de 4ª a 8ª série para elaboração de Projetos Pedagógicos e/ou atividades didáticas,
- Reunião semanal, após o termino das aulas e sempre segunda-feira, com as professoras da EPI, para planejamento,
- Deverá haver coerência em relação aos conteúdos de uma mesma série,
- Os cadernos de Artes dos alunos de 1ª à 4ª série deverão ficar nos armários em suas salas de aula,
- Quando da utilização das mesas do pátio observar para que não ocorra algum dano às mesmas,
- Avisar à direção sempre que os alunos forem autorizados para virem fazer pesquisa na biblioteca da escola,
- Quando faltar, procurar a Direção para as devidas justificativas,
- Evitar sair da sala de aula, para que não se corra o risco de eventuais problemas com os alunos nos momentos em que se encontram sozinhos.

ASSUNTOS A SEREM TRABALHADOS NO 1º BIMESTRE DE 2006

1 – Carnaval
2 – Fundação de Joinville
3 – Páscoa
4 – Índios

Os assuntos acima especificados serão trabalhados em todas as disciplinas, respeitando o conteúdo e a série.

De acordo com a Proposta Curricular, uma caminhada coletiva na direção de uma educação de qualidade para todos.

No final do 1ª bimestre será entregue à Supervisão da escola, um relatório onde estarão detalhados todos os trabalhos realizados.
Os mesmos serão inseridos no PPP da escola na parte de Anexos.

Joinville, 03 de fevereiro de 2006.
Elizabeth Theilacker
Supervisora Escolar


ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL
MONSENHOR SEBASTIÃO SCARZELLO


Aos dezesseis dias do mês de março de dois mil e seis, reuniram-se nas dependências desta escola os professores, especialistas e direção para tratarem de assuntos referentes à Reunião Pedagógica, a qual consta no Calendário Anual de 2006.
1 – Apresentação do Programa “O Caráter Conta”. A apresentação foi feita pela Orientadora Valdete, Diretora Maria Gorete e Professora Marizete. Ficou decidido que em reuniões posteriores, exclusivamente feitas para o programa, será aprofundado o debate.
2 – A partir deste mês, o recreio será monitorado. Será feita uma escala que deverá ser, obrigatoriamente, cumprida. O recreio terá dois momentos distintos:
9:30 até 9:45 – EPI,
9:45 até 10:00 – 4ª a 8ª série.
3 – Foi decidido por uma reunião com os pais na próxima semana. A reunião será com os pais dos alunos de 4ª à 8ª série. Haverá, ainda, uma reunião com os pais dos alunos de 8ª série, cuja finalidade será a formatura.
4 – A supervisora Elizabeth, apresentou os Projetos que serão trabalhados em 2006, contemplando todas as turmas de 1ª à 8ª série:
- Educação Fiscal;
- Copa do Mundo;
- Obatalá;
- Sexualidade;
- Projeto educacional A formação do Povo Brasileiro – Etnias.
5 – O dia para a entrega dos relatórios de atividades desenvolvidos no 1º bimestre será o mesmo do Conselho de Classe:
27 de abril – 1ª à 4ª série,
28 de abril – 5ª à 8ª série.
Sendo o que tínhamos para o momento, encerramos a presente Ata que foi por mim, Elizabeth Theilacker, assinada e pelos demais participantes da mesma.

Elizabeth Theilacker – Supervisora Escolar

REPASSE: EEB ALBANO SCHMIDT

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA ALBANO SCHMIDT

Diretora: Elisete da Silva

Assistente Técnico Pedagógico: Lairce A. Campestrini

RELATÓRIO DO REPASSE DO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”


Durante a primeira reunião pedagógica, realizada no dia 26 de março de 2006, foi passado aos professores que este ano será iniciado no Colégio o Programa “O Caráter Conta”.
Primeiramente perguntei aos professores se alguém já conhecia ou tinha ouvido falar a respeito do programa O Caráter Conta, uma minoria disse conhecer e já ter trabalhado com as crianças e jovens em outras Escolas, mas a maioria ainda não conhecia este trabalho.
Antes de iniciarmos nossa reunião realizei com os professores a dinâmica do nó humano que foi passado durante o curso do programa, após os professores se desatarem do nó debatemos a importância do trabalho em grupo ser realizado com harmonia e que contaria com a participação de todos para a O Caráter Conta ser desenvolvido na escola.
Como não havia tempo neste dia para a apresentação do Programa e também não havia sido realizado a reunião na GEECT para debatermos como seria o repasse, combinamos marcar uma nova data para realizar a apresentação, que ficou para o dia 25/04/06.

Dia 25 de abril, apresentação,

Neste dia os alunos do período vespertino foram dispensados mais cedo e fizemos a reunião após o recreio. Durante o lanche dos professores foram colocados copinhos de gelatina com várias cores (com as cores dos pilares).
Após o lanche iniciei o repasse explicando o que é O Caráter Conta, qual o principal objetivo e que é constituído por seis pilares, cada um com uma cor, comentamos da gelatina que haviam sido feitas com as respectivas cores do programa, e como é fácil brincarmos com as cores para gravarmos melhor os pilares do programa, pois ninguém pedia para alcançarem a gelatina pelo sabor e sim pela cor. (Ex: Passa-me uma gelatina vermelha e não me passa uma gelatina de morango).
A apresentação foi feita em Slides, com o fundo da respectiva cor, o primeiro Pilar a ser passado foi do respeito, em cada Pilar foi debatido o conceito e sua importância.
Após a apresentação do Respeito, pedi que as pessoas presentes realizassem em dupla uma atividade, que durante um minuto elas criassem uma maneira diferente de se cumprimentarem, em seguida perguntei se alguém gostaria de demonstrar sua maneira criativa de cumprimento, a demonstração foi unânime, todos quiserem mostrar sua criatividade, tornando-se um momento de descontração.
Passamos para o Pilar Responsabilidade e após a apresentação pedi para os presentes escreverem no papel situações ou atividades que podem ser realizadas com nossos alunos e que instiguem a responsabilidade, alguns leram e colamos em uma cartolina com o tema responsabilidade.
A cidadania foi o Pilar mais Polêmico, pois se trata de direitos e deveres, pedi que uma professora desenhasse o mapa do Brasil e distribuí várias mãozinhas para que os presentes escrevessem o que podemos fazer para melhorar nossa escola, nossa comunidade e nosso país.
A Sinceridade foi apresentada e após realizei uma dinâmica, em que perguntei se alguém confiava em mim sinceramente a ponto de colocar a mão de olhos fechados para pegar algo em uma sacola sem saber o que havia dentro, de início todos ficaram ressabiados, até que um professor se prontificou a pegar, no meio de papéis ele procurou e achou um bombom, perguntei se ele teve medo de por a mão sem saber o que era, disse que não e que confiava que não era nada que podia prejudicá-lo. Comentamos que a sinceridade tem que ser constante para que haja essa confiança.
O Senso de Justiça foi passado e comentamos uma dinâmica, também realizada durante a reunião pedagógica, a qual consiste em colocar dois presentes, um sem valor e embrulhado em um belo pacote e um de valor embrulhado num simples papel, onde um voluntário tem a chance de escolher o presente, nosso voluntário escolheu o presente embrulhado num papel Kraft amassado por gostar de trabalhos recicláveis, mas nem sempre é assim, muitas vezes julgamos as pessoas pela aparência e não pelo que ela realmente é.
O Zelo foi o último pilar a ser repassado e foi bem descontraído, após a apresentação em um coração de papel vermelho pedi que os convidados deixassem uma mensagem de zelo para alguém que estivesse presente ou não no momento, algumas pessoas deixaram a mensagem para os próprios colegas e outras para alguém que estava longe.
Após a apresentação de o último pilar, passei as dicas para a divulgação e algumas atividades já realizadas com o programa “O Caráter Conta”. Em seguida foi distribuído aos professores o cronograma para realizar as atividades de acordo com cada Pilar.
Para finalizar agradeci a presença de todos e fiquei contente quando os participantes me agradeceram e que eu havia proporcionado uma tarde de descontração e socialização.
Pesquisa personalizada