Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

quarta-feira, julho 12, 2006

SINCERIDADE: EEB VICTOR KONDER



Justificativa:
Necessidade de reavivar em nossos alunos, professores e comunidade escolar, os valores morais e éticos que formam e transformam o caráter e a conduta de todos enquanto cidadãos.

Objetivo:
Conscientizar nossa comunidade escolar no que diz respeito formação de caráter, seu valor e significado.

Metodologia:
Os professores estarão trabalhando com seus alunos os pilares que formam o caráter, desenvolvendo atividades, tais como: teatro, dança, música, brincadeiras, dinâmicas, pesquisas, decoração, cartazes, murais, poesias, acrósticos e outros, no intuito de fazê-los compreender a importância desses valores para sua formação e conduta.
A escola será decorada e destinará horário para as apresentações das atividades desenvolvidas pelos alunos. Também na homenagem cívica semanal, as turmas responsáveis desenvolverão as solenidades enfocando o pilar em questão, apresentando atividades.

Avaliação:
Os alunos serão avaliados em todas as disciplinas, considerando-se a participação nas atividades, desenvolvimento dos trabalhos e apresentações,

Desenvolvimento:
O repasse para os professores aconteceu em reunião pedagógica, onde a sala dos professores foi decorada com as cores dos pilares, predominando o azul e o amarelo, que são as cores correspondentes aos dois primeiros a serem trabalhados (sinceridade e respeito).
Foram repassados os objetivos do projeto e deu-se o início a um debate a cerca de como estes pilares poderiam ser desenvolvidos nos conteúdos específicos de cada disciplina.
Foi lido um texto de Marcel Armando Salaverry, e várias sugestões se seguiram.

Sinceridade
Taí uma coisa muito difícil para se definir, e até mesmo para se encontrar.
Como é difícil sermos sinceros. Existem ocasiões em que a verdade nos vem até a garganta mas, por educação, por respeito, a engolimos.
Por vezes, temos vontade de dizer uma série de besteiras para uma pessoa que merece ouvi-las, mas nos calamos para não criar uma situação ruim.
Isto quer dizer que não podemos ser sinceros? Bem... não é bem assim. Existem situações em que a sinceridade se impõe.
Por exemplo, nas questões de amizade. Com os amigos temos que ser sinceros. Sim, mas nem tanto, pois às vezes chegamos à conclusão de que a melhor maneira de conservarmos uma boa amizade é deixarmos prá lá alguma coisa.
Se, contudo, um amigo nos ofendeu voluntariamente ou não, é quando devemos usar de nossa sinceridade e, ao invés de simplesmente nos magoarmos e nos calarmos, devemos procurá-lo, fazendo com que ele veja sua inconveniência, e darmos a oportunidade para que ele explique a atitude e se desculpe. Isso é ser amigo. Mostrar um eventual erro, e dar-lhe a chance de uma explicação, pois entre amigos, nunca deve haver problemas pendentes..
Quantas vezes, inadvertidamente, magoamos alguém... quer seja por atos ou por palavras...
Como não podemos conhecer o íntimo de todas as pessoas que nos rodeiam, não podemos saber que determinadas atitudes, ou palavras, normais para nós, possam ofender ou magoar alguém. Como sair dessa ?
É o tipo da coisa impossível de ser evitada. Como poderemos conhecer o íntimo de todos que nos rodeiam?
Uma coisa é certa, como temos o dom da palavra e do pensamento, o que acho mais coerente e lógico, é que, se alguma coisa nos magoa, devemos com alguma habilidade, chamar a atenção de quem nos magoou, para que o mesmo não repita a mesma mancada (óbvio, não devemos ir "com os pés no peito"), pois não houve a intenção de magoar, foi simplesmente uma mancada, e elas são perdoáveis. Acho que ninguém pode dizer que nunca, jamais, em tempo algum, deu algum fora.
Agora, é lógico de que, sabedores de que tal atitude, tal palavra, tais termos vão magoar alguém, a repetição TEM que ser evitada. Existe a respeito, um célebre provérbio latino que diz: errare humanum est, e eu acrescento, repetirem errum, burrarum est.
Então, crianças, se alguém nos magoar, ou for inconveniente, o melhor a fazer é procurar esse alguém e ser franco. Tal atitude é muito melhor do que um afastamento inexplicável. Inexplicável, porque quem nos chateou, não está sabendo disso e, se não nos abrirmos, nunca ficará sabendo.
Outro ponto importante que muita gente "se esquece" de fazer, é reconhecer erros cometidos. Realmente, é difícil "dar o braço a torcer". Aquele tradicional : "Desculpe, eu estava errado", tem que sair a "forceps". Pouca gente gosta de admitir que errou..
Principalmente entre amigos não podem existir tais veleidades, senão deixa de existir a sinceridade, e, por tabela, a amizade vai pro espaço...
Quando existe o envolvimento amoroso então, a base de tudo TEM que ser a sinceridade, se quisermos que a relação seja duradoura. O amor resiste bem menos do que a amizade a atitudes dúbias. Namorados não costumam esquecer as falsetas.
Agora convenhamos, uma vez que existe um ditado que diz que "a mentira tem pernas curtas", não seria mais fácil usar-se a sinceridade do que ficar inventando histórias?
Aos "Pinóquios" deste mundo, recomendo usar a criatividade para as coisas boas da vida. Como? Para você a melhor coisa da vida é fazer uma sacanagem? Então continue, até sentir na própria pele como é chato ser sacaneado...
E como são importantes as boas e sinceras amizades. Sentindo que o amigo (a) é uma pessoa sincera e confiável, pedimos auxílio, fazemos confidências, pois sabemos que do outro lado existe alguém cuja franqueza e amizade nos permite certos desabafos. Não tenham dúvidas de que isso é tão bom para um lado, quanto para o outro., pois é muito bom saber-se que outras pessoas confiam em nós.
A sinceridade é que ajuda a manter as boas amizades.
(Marcial Armando Salaverry)

Ficou estabelecido que no 1º dia do mês de junho, serão apresentados os trabalhos desenvolvidos pelos alunos e que nas homenagens cívicas semanais, no decorrer do mês de maio, serão apresentadas atividades relacionadas ao pilar em questão (sinceridade).
Os pilares da escola serão decorados, bem como as salas de aula e demais dependências.
Podemos ainda citar uma atividade que está sendo desenvolvida e que compõe o projeto, apesar de fazer parte do pilar da cidadania. Arrecadação de tijolos para a construção dos canteiros da horta escolar que está sendo estruturada.



No dia das apresentações do Pilar da Sinceridade, no qual todos os e professores foram convidados a virem vestidos na cor azul, inicialmente foi realizada na hora do lanche (neste dia especial), uma dinâmica coordenada pela assistente técnica pedagógica Terezinha, onde os professores deveriam escrever qualidades dos demais colegas em papel colado nas costas de cada colega enquanto tocava uma musica e todos dançavam e escreviam. Quando a musica parou todos leram as qualidades que os colegas escreveram e adivinha? A estima foi lá em cima! Todos confirmaram estarem sendo sinceros. Ao final todos receberam como lembrança do dia uma flor azul confeccionada em papel pela professora Romilde,


A partir daí os professores iniciaram as atividades com os alunos, que incluíram dança, música, teatro, decoração, confecção de cartazes, mural, questionário para estatística da sinceridade, poesia, acróstico, pintura de camisetas, reprodução do boton , entre outras.
O texto a seguir foi lido na abertura:


Questionário Sinceridade
Use de sua sinceridade e responda o questionário:
1) Você encontra uma carteira no pátio da escola. Procura saber de quem é o dono para entregá-la?
2) Você se compromete em colaborar com a escola em alguma campanha. Cumpre com sua palavra?
3) Você é testemunha de uma agressão sofrida por um colega. Relata a verdade dos fatos?
4) Você procura relacionar-se com pessoas que tenham os mesmos valores morais que os seus?
5) Você se considera um exemplo a ser seguido pelos outros?



Programa do Dia 1º de Junho
O CARÁTER CONTA
Pilar Sinceridade
Matutino

• Abertura – Diretora Nádia
• As alunas Eduarda, Ana Clara, Maria Clara, da 7ª série 1 e o aluno Jurandyr do Pr 01 – Profª Gilda, encenarão a peça : OPORTUNIDADE: Coordenação Profª Terezinha
´


• Da 6ª série 01, Victor, Ovande, Lucas, William, Marcos, Vinícius apresentarão o teatro de fantoches: SINCERIDADE X PRECONCEITO, em inglês e a aluna Natasha fará a tradução – Coordenação: Profª Maria Rosélia..


• Alunas da mesma série : Tayara, Sílvia e Erica apresentarão seus cartazes
• A aluna Josimere da 5ª 01, irá apresentar uma poesia sobre a “Sinceridade”. O aluno Joanathan apresentara seu cartaz e os demais alunos complementarão com a apresentação das bandeiras desenhadas sobre o tema, com o acróstico, confeccionadas por eles. Coordenação Profª Cristiane

• Os alunos da 8ª série 01 apresentarão o “Mural da Sinceridade” – Coordenação do Profº Juliano.

 O aluno Fernando (DA) apresentará na Linguagem de Sinais o acróstico “Sinceridade” – Coordenação Profª Arilda

 Os alunos farão a distribuição dos botons confeccionados por eles – Coordenação das Profªs Odinéia e Rosana.

 As alunas: Alana, Gabriely, Nahuana, Francieli e Janelise apresentam coreografia, com a música: “Meus Planos” – Coordenação Profª Odinéia.




• Os alunos: Juliete, Tabata, Antônia e Cassiano da 4ª série 01 apresentarão o jogral “Sinceridade” de autoria de Malba Tahan – Coordenação: Profª Romilde



• Alunos da 2ª 01 e 02 do EPI, apresentam trabalho sobre Sinceridade – Coordenação Profª Terezinha

Vespertino:
• Abertura : Diretora Nádia
• Os alunos da 5ª série 03 cantarão a música “Pais e Filhos”. Coordenação – Odinéia e Jucélio
• Da 5ª série 04: Luiz, Alex, Thays, Pámela e Mayara apresentarão um cartaz. Coordenação – Profª Odinéia

• O aluno Jessé da 6ª série 02 fará a leitura sobre Sinceridade e demais alunos apresentarão o cartaz e camisetas pintadas – Profª Odinéia.



• Com a coordenação dos Profºs Jucélio e Marcelo, os alunos da 7ª série 02 cantarão a musica “PRÁ SER SINCERO”



• As alunas: Amaraly, Suelen. Jéssica e Joana (8ª 2) apresentarão a peça teatral “ A ROUPA NOVA DA RAINHA – Coordenação Profº Juliano



• Coreografia das alunas da 8ª série 2 : Música Compromisso. Alunas Jéssica, Joana, Amaraly, Suelen, Ana Gabriela e Aline. Coordenação Odinéia.



• Os alunos Felipe, Willian, Jackson e Jonatan da 4ª série 02 farão a leitura dôo JOGRAL, Sinceridade . Coordenação : Profª Romilde
• Os alunos da 4ª série 2 apresentará cartaz “Receita da Felicidade” – Coordenação : Romilde



• As alunas da 8ª série 1 apresentam a Coreografia, “Meus Planos”;
• A aluna Minéia da Sala de Recursos Visuais declamara a poesia Sinceridade . Coordenação : Profª Maria Emília.

Lançamento



Pilar

Murais

RELATÓRIO: EEB NEREU RAMOS

Itapoá, 14 de junho de 2006.

Relatório dos Trabalhos desenvolvidos na EEB NEREU RAMOS



Como forma de facilitar o desenvolvimento do Programa "O Caráter Conta" na escola, após o repasse feito aos professores, estabelecemos um procedimento comum de trabalho envolvendo todas as turmas da escola e seus respectivos regentes. Cada professor ficou responsável em desenvolver atividades com os seus alunos de acordo com o pilar de cada mês.
Para propiciar um envolvimento maior entre os alunos, agrupamos as turmas em "chaves" para a apresentação e/ou vivência de cada pilar. Após o agrupamento, foram realizados sorteios, definindo qual turma será responsável em cada mês em compartilhar do Pilar com as outras turmas da sua "chave de trabalho".
Cada turma já sabendo qual a sua responsabilidade,, agenda com os outros professores, um dia e horário em que a atividade será realizada em conjunto com as outras turmas. É importante salientar que mesmo que uma turma não seja sorteada em determinado mês, ela e seu respectivo professor, ficarão responsáveis em realizar atividades e discussões na própria turma, independente de socialização aos demais, ou não.
Visando a socialização das informações entre os professores e alunos, criamos dois murais, sendo que um se encontra na sala dos professores, com orientações específicas com textos explicativos de cada pilar, apresentação e particularidades do programa, sorteios das turmas, sugestões de atividades, site do programa, fotos do repasse, calendário de início e término dos pilares, Comunicações Internas recebidas pela escola com relação ao programa entre outros. E outro, destinado aos alunos, Iocalizado no saguão da escola, lugar de grande circulação pelos alunos. Neste contém algumas informações em comum ao murai dos professores, além de um espaço destinado a fotos, parabenizando professores e turmas que se envolveram na construção das atividades.
Dentro desta dinâmica, demos início às atividades que se iniciaram com o Pilar da Sinceridade. Os professores propuseram suas formas de trabalho e associadas às idéias dos alunos, conseguiram efetivar um trabalho de qualidade. Tomaram como ponto de partida, discussões de textos e situações da atualidade, vivências da escola, família, comunidade e grupo de amigos em que vivem, e os valores por eles já adquiridos ao longo de sua caminhada.
As técnicas até aqui apresentadas foram: dinâmicas de grupo, exposições e discussões de conceitos, grupos de reflexões, música, e principalmente peças teatrais, sendo as quais os alunos demonstraram maior interesse em produzir. Todas representavam situações que acontecem em nosso dia-a-dia, na comunidade, na família, escola e grupos, estes relacionados à falta de sinceridade e suas conseqüências. Como conclusão, reflexões sobre estas atitudes, alertando e despertando à mudanças de atitudes, visando maior credibilidade e qualidade de vida ao ser humano.
Os professores puderam sentir através destes trabalhos, as mudanças internas que possivelmente foram geradas até aqui com o que foi desenvolvido. Partindo da observação de uma postura de resistência inicial de alguns alunos, até um comprometimento cada vez maior dos mesmos, que costumavam não ser muito "atuantes" em sala de aula (participação).
O nível de discussão foi elevado à medida que os alunos se dispuseram ao trabalho e tomaram consciência da necessidade de reflexão e revisão dos valores.
No início deste mês, recomeçamos o trabalho com o Pilar do Respeito. As atividades em sala de aula já começaram a ser discutidas e vivenciadas pelos alunos.
Segue em anexo algumas fotos dos trabalhos feitos pelos professores e alunos.






Pesquisa personalizada