Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

sexta-feira, junho 26, 2009

EEB Dom Pio de Freitas - Atividades Desenvolvidas


Título: Pensando Numa Sociedade Igualitária

Aluno: Rafhael Veloso da Veiga

Escola: E.E.B Dom Pio de Freitas – Joinville – SC.

Professora: Mary Elisabeth de Mello Paino


Num mundo tão diversificado, diferenciado por tanta desigualdade, é muito importante estarmos sempre refletindo sobre as ações que direta ou indiretamente formam nossos valores e perpetuam conceitos de geração em geração.

Pensar em igualdade, nos transporta observando gestos, palavras, ações de supressão de direitos e atos de desrespeito aos que nos cercam.

Desde a antiguidade, orientamos nossa vida através de idéias concebidas por uma razão que segue princípios e regras de valores universais. Como seres humanos, temos a faculdade de escolher livremente valores éticos, utilitários, estéticos, religiosos e de podermos ser livres escolhendo entre eles. Somos os únicos que dão conteúdos éticos aos nossos pensamentos, valorando nossas ações. Ou que fazem as leis para justificar barbáries.

A camuflagem das palavras usadas, que preconizam os direitos de todos para todos, numa sociedade utópica, está presente nas escolas, fábricas, mídias, igrejas, criando uma imagem de igualdade não verdadeira.

Com o passar dos tempos, novas formas de preconceito e um número maior de minorias foram criados pela sociedade.

Todos nascem com direitos que vão se modificando e se perdendo, ao longo da existência, no emprego, na escola, na família, na sociedade.

Antigamente, as mulheres eram discriminadas abertamente, numa sociedade patriarcal, hoje esta situação continua maior ainda, através da venda de uma imagem sexual, pela análise de seu papel na sociedade apenas como procriadora, ou que vem através de comprovação de pesquisas científicas, afirmando sua menor capacidade física ou intelectual.

As desigualdades se expressam de várias formas: por gestos, olhares, palavras, que desfazem o caráter das pessoas, também quando vão a certos lugares, e seus direitos são desrespeitados.

Em todos os lugares temos exemplos de direitos desrespeitados, pois não existe diferença de ser mais ou menos ser humano.

Atualmente luta-se pela sensibilização e conscientização dos direitos das minorias: mulheres, negros, homossexuais, índios etc... São os grupos étnicos, de gêneros, preferências religiosas, sexuais, culturais. São os diferentes que não se enquadram na grande massa, mas que representam valores de uma cultura. Demonstram a diversidade da vida que o planeta Terra abriga.

Formamos a imagem da beleza, da perfeição, do exemplo de inteligência, esquecendo que cada um tem seu caráter, características físicas próprias e gostos. Para cada cabeça uma sentença. Junto com esta capacidade de incluir ou não, escolhemos ideologias formadas pelo grupo social onde estamos inseridos. A interferência cultural nas nossas atitudes é marcante: sabemos que os direitos humanos são universais, independentes do que somos ou nos tornamos, mas desconsideramos estes preceitos em função da sociedade. Considerar o outro como humano é permitir que ele tenha escolhas, livre de pré-conceitos. Sejamos dignos, ao fazer escolhas que atinjam os outros.

Muitas vezes o direito ao respeito pela vida, integridade física, mental e moral; ou o direito à liberdade e segurança pessoais; que ajudam a construir uma identidade livre, numa sociedade justa, ficam relegados a segundo plano.

Convivendo em uma sociedade violenta, somos muitas vezes coniventes com condutas, dentro da família, que causam danos, dores, sofrimento físico e sexual, psicológico, atos de violência, demonstrando a grande insensibilidade social dos fatos freqüentes nas relações sociais. Assimilamos o conceito e atos de violência como formas normais de conduta, dentro da família, ou em qualquer relação inter pessoal, somos agressores pacíficos dentro de casa, na comunidade, local de trabalho, escolas.

Mas a sociedade limita ou elimina muitas vezes esta condição de humanidade em função de valores culturais. Então nós, como pessoas, somos determinados pelo meio em que vivemos. Apoiar as modificações de uma cultura que a torna segregaria, poderá causar danos à própria identidade de cada um, em uma sociedade somos um grupo, acima do indivíduo, tornando necessário que se respeitem as diferenças apresentadas por cada um; bem como seu sistema moral. Cabe a cada um tentar modificar sua idéia de sociedade perfeita, incluindo o outro ao invés de excluir todos os diferentes.

quinta-feira, junho 25, 2009

EEB Dom Pio de Freitas - Projeto Desenvolvido

Projeto A Educação fiscal na escola a partir dos Pilares do Programa “O Caráter conta”

As atividades foram realizadas de acordo com o Projeto de “Educação Fiscal na Escola”, com o objetivo de promover a sensibilização da escola e comunidade sobre a importância da arrecadação e da fiscalização dos recursos recolhidos pelo Poder Público, o que deve gerar benefícios para a população. Incentivando o exercício da cidadania e estimular a mobilização da escola e comunidade para o acompanhamento e a fiscalização da aplicação dos recursos arrecadados com os tributos. Foram realizadas várias atividades que envolveram toda a escola e comunidade, durante o ano de 2007.

Objetivo geral

Sensibilizar e informar a comunidade escolar para a Educação Fiscal sobre direitos e obrigações, controle democrático, função socioeconômica do tributo, superioridade do homem sobre o Estado, liberdade, igualdade, e justiça social.

Atividades:

Estudo das constituições brasileiras

Objetivo: conhecer a história política do país da antiguidade até os dias atuais.

Turmas envolvidas: 4ª série 01e 02

Período: agosto/ setembro 2008

Atividade:Pesquisa na internet, exposição do trabalho pesquisado para os alunos da sala, debate sobre o assunto, confecção de cartazes, teatro baseado no livro do autor joinvillense Wilson Gelbck: “Estes duendes tão miúpes”.

Políticas públicas

Objetivo:Conhecer as políticas públicas e onde são aplicados os tributos.

Turmas envolvidas: 8ª série 01e 02

Período: 1º semestre 2008

Disciplina: português, história, estudo religioso, geografia.

Atividade: entorno do bairro, pesquisa na internet, confecção de cartazes, exposição na escola. Com mobilização para concerto de pontilhão quebrado próximo da escola. Problemas enfrentados pelo bairro: lixo, falta de infra-estrutura, áreas de lazer mantidas por órgãos públicos. Ajardinamento e limpeza da Praça Tiradentes.

Conhecendo os tributos

Objetivo: Informar sobre a importância de pedir notas e pagar os impostos que revertem em benefício para toda a comunidade.

Turmas envolvidas: 1ª séries 01,02,03,04

Período: agosto à outubro 2007

Saída de campo: (visita a mercados no bairro Floresta), comparar preços, saber de onde vem as mercadorias, o que é venda de varejo e atacado.

Atividade desenvolvida: trazer etiquetas e embalagens de casa, montar mural na sala, pesquisar nos mercados preços, descontos.

Informando a escola

Objetivos: sensibilizar para a responsabilidade de exercer a cidadania.

Atividades desenvolvidas: pesquisa em jornais, revistas para fazer a Clipagem de jornais com notícias de economia, obras públicas, confecção de murais na escola.

Turmas envolvidas: (Ensino Médio)

Disciplina: geografia, história, filosofia

Período: abril 2007

Forum

Objetivo: conscientizar alunos, levando conhecimento para a família sobre a importância da arrecadação, aplicação e fiscalização dos tributos nas suas instâncias municipal, estadual e federal.

Turmas envolvidas: Ensino Médio e 7ª e 8ª séries.

Período: maio/junho 2007

Disciplina de Filosofia e Ensino Religioso (cidadania, direitos e deveres, o papel do cidadão)

Palestra consulado da Mulher sobre Economia solidária

Turmas:envolvidas:(5ªséries)

Objetivo:
Comprometimento com a construção da cidadania, solidariedade, ética, transparência na administração pública, responsabilidade fiscal e social.

construção de maquetes, disciplina de história a elaboração e construção de jogos disciplina de educação física: Séries iniciais jogo Banco Imobiliário, trilhas, bingos e jogos de memória.
Produção de slogans e textos disciplina de português 6ª, 7ª, 8ª séries sobre a importância dos impostos e como podem ser aplicados na comunidade.

Contação de histórias sobre os temas envolvidos no projeto. Séries iniciais. , através do pagamento de tributos, para a melhoria da condição de vida de todos.

Período: abril a outubro com o dia do Mercado solidário (encerramento do projeto)

Teatro: baseado no livro “Estes duendes tão míupes” do autor joinvillense Wilson Gelbke na disciplina de português com alunos de 8ª série 01 e Ensino Médio 1º ano 01.


Orçamento Familiar e o Orçamento Público.(4ª série, 5ª séries)

Questionário levado para os pais responderem

1.Você declara Imposto de Renda?

2.Como o imposto pode melhorar sua cidade?

3. O que você faria para melhorar sua cidade com o dinheiro arrecadado?

Filme para séries iniciais: Vida de Inseto.

Disciplina de artes: 6ª série: história em quadrinhos: “Conhecendo os impostos”.

Trazer de casa: notas ou cupons fiscais. Campanha com os alunos para pedirem as notas e cupons fiscais na hora de compra. Período: agosto e setembro.

Projeto Economia Solidária na Escola:

Turmas envolvidas: toda escola.

Atividade: feira de produtos produzidos pelos alunos ou comunidade com venda e troca. Toda renda arrecadada será investida na construção de um Ateliê de Arte.







quarta-feira, junho 24, 2009

EEB Dom Pio de Freitas - Atividades Desenvolvidas


Projeto "Resgatando valores"

Turmas: 1ª Série 01 e 02


Professoras: Marise Montibel, Marileni Rosário de Borba, Juçara Agostinho (Artes), Maria Clarisse Hack Machado e Antonhinha Bender Fernandes (Educação Física)


Justificativa:

As crianças aprendem muito desde cedo, sobre o mundo, fazendo perguntas, ouvindo fatos e histórias na escola e fora dela. Construindo sua visão de mundo diariamente junto com seus familiares, amigos, assistindo TV, vídeos, brincando na rua. Vivenciam muitas experiências e interagem contextualizando conceitos, gostos e costumes. Formam suas idéias e conhecimentos sobre o mundo que as cercam.
Será trabalhado o tema "Os valores", na primeira série de forma integrada indo de encontro aos interesses das crianças respeitando suas necessidades, curiosidades e idéias.

Objetivo geral:
Através do resgate de valores, baseado no Pilares do Programa Caráter conta”, levar a criança a Interessar-se e demonstrar curiosidade pelo mundo social através das regras de conduta, atitudes corretas, formulando perguntas, imaginando soluções para compreender o que se passa na escola e fora dela, manifestando opiniões próprias sobre os acontecimentos, buscando informações e confrontando idéias.

Objetivos Específicos:
* Reconhecer a importância dos seis pilares do Programa “O Caráter Conta” como essenciais para uma boa convivência em sociedade.

* Conhecer experiências positivas através de filmes, histórias, livros infantis que falam sobre os valores;

* Coletar dados com a família sobre situação do seu dia a dia: ações de responsabilidade, zelo, justiça, cidadania, sinceridade, respeito.

* Conscientizar as crianças no sentido de que é preciso ter valores na sua vida.

* Despertar e educar a atenção e a observação;
* Proporcionar liberdade de auto-expressão;
* Estabelecer regras para os jogos e atividades na escola: como esperar a vez .

Estratégias:
*Música
* Poemas;
* Parlendas;
* Painéis;
* Pesquisa;
* Dança,
* Desenho;
* Pintura;
* Filmes

Brincadeiras infantis;
* Jogos diversos;
* Ditado;
* Recorte e colagem;
* * Literatura infantil;
* Vídeos;
* Cds;
* Fantoches;
* Máscaras;
* Murais informativos;

Avaliação:
A avaliação será realizada a partir do interesse e cumprimento das atividades feita pelos alunos.

Será observado o que as crianças sabem fazer, o que pensam a respeito do que foi aprendido e do que é difícil entender

Cronograma: todo o ano.

Desenvolvimento das atividades:
O projeto O Caráter conta pode ser desenvolvidos em atividades como contação de histórias, questionário para as famílias, observações dentro da escola, comportamento dos alunos, cumprimento das metas

Observando o interesse das crianças pode-se propor ao grupo uma pesquisa como tarefa de casa.
O material que as crianças trouxerem é socializado .Todos deverão ter a oportunidade de mostrar sua pesquisa para o grupo e falar sobre ela. Poderão confeccionar cartazes e murais.
Os murais ou cartazes valorizam a atividade do aluno, chamando a atenção dos pais e dos outros alunos e professores da escola.

Atividades rodinhas informativas; hora de novidades e surpresas; pesquisas; comentários de gravuras e observações dirigidas; explorando a comunicação e expressão através de desenhos, poesias, jogos e recreação.





Projeto Sacola ecológica de leitura:

Desenvolvido pela professora Giuvana Wenk dos Santos, na disciplina de Português, com os alunos da 8ª série 02. Estendido a toda escola.

Objetivos: envolver os alunos e familiares no incentivo à leitura.

Pilar cidadania

Os alunos da professora Gislane das 5ª séries escreveram cartas para organizações de todo o Brasil e receberam material para iniciar a biblioteca ambiental na escola. Este material foi oportunizado para o projeto da sacola de leitura.

Alunos das 3ª séries atuam como apoio para cuidar da coleta seletiva durante o intervalo do lanche. Reduzindo o lixo no pátio da escola.

Pilar Zelo e Respeito



Estudo dos Pilares com o Ensino Médio na disciplina de Educação Física com as professoras Antoninha Bender Fernades e Maria Clarisse Hack Machado. Apoio acadêmica Viviane Nava.


Objetivos

Melhorar o comportamento dos alunos em relação aos seus colegas, professores e ao ambiente escolar (menos lixo no chão, respeito as normas da escola, reflexão sobre os direitos e deveres dos alunos)


Justificativa

A busca de uma convivência HARMONIOSA depende em grande parte do estabelecimento e aplicação de normas de conduta que contribuam para a formação íntegra do ser humano.

Dando o inicio das atividades na escola, após aula observacional, a acadêmica Viviane Nava com o apoio das professoras de Educação Física, envolvendo as turmas de 7ª e 8ª séries e Ensino Médio nesta reflexão sobre os Pilares do Programa “O Caráter Conta” e as normas e regras na nossa vida.

Através de dinâmicas (roda de conversas, apresentação individual, anseios dos alunos) os alunos no Auditório da escola se apresentaram aos colegas e conversaram sobre as normas e critérios de avaliação comportamental no ambiente escolar. Os educandos foram orientados sobre a importância das regras e normas não apenas para o ambiente escolar, mas para a vida.A MUDANÇA DE ATITUDES; Após sensibilização, torna o ambiente escolar muito melhor.




Projeto Caixa de tesouros

Os alunos das 1ª séries com a professor Marileni Rosário de Borba, estão realizando o estudo dos Pilares do Caráter Conta construindo a caixa dos tesouros. Após colagem e recorte, uma caixa de sapatos se transformou em uma caixa de tesouros. Foi enviado para os pais um pedido de material para ser guardado nesta caixa: tudo o que for importante para cada família, lembranças, recortes de revista se jornais, objetos, fotos, que simbolizem algo bom de ser lembrado. Como estamos em março e comemoramos o aniversário de Joinville, foi pedido algum objeto, foto, recorte de jornal ou revista que lembrem nossa cidade. No final da semana é aberta a caixa do tesouro e cada aluno conta a história do que trouxe para colocar nela. O aluno desenvolve a oralidade, aprende sobre a importância de se ter uma memória e a família participa da atividade. Eles aprendem a construir sua caixa de tesouros. Assim a cada quinze dias é formada uma nova caixa de tesouros.




Projeto Recreio divertido

As professoras de Educação Física Maria Clarisse Hack Machado, Antoninha Bender Fernades e Marlina Boneli Lima, realizam durante o intervalo do lanche, diariamente, uma atividade de 15 minutos com as Séries Iniciais, para diminuir acidentes na hora do lanche.

Durante este tempo os alunos podem fazer seu lanche tranqüilos, assistindo a filmes, cantando no Karaoquê,.vendo desenhos e escutando músicas.

A aceitação foi ótima. È uma atividade diferenciada para o intervalo do lanche.

Notamos que o lixo no chão e mesas dimiuiu muito, pois eles cuidam mais do seu espaço. Respeitam o amigo, escutam e participam ativamente da atividade.




sexta-feira, junho 05, 2009

EEB Dom Pio de Freitas - Projetos Desenvolvidos


Projeto "Resgatando valores"

Turmas: 1ª Série 01 e 02

Professoras: Marise Montibel, Marileni Rosário de Borba, Juçara Agostinho (Artes), Maria Clarisse Hack Machado e Antonhinha Bender Fernandes (Educação Física)


Justificativa:

As crianças aprendem muito desde cedo, sobre o mundo, fazendo perguntas, ouvindo fatos e histórias na escola e fora dela. Construindo sua visão de mundo diariamente junto com seus familiares, amigos, assistindo TV, vídeos, brincando na rua. Vivenciam muitas experiências e interagem contextualizando conceitos, gostos e costumes. Formam suas idéias e conhecimentos sobre o mundo que as cercam.
Será trabalhado o tema "Os valores", na primeira série de forma integrada indo de encontro aos interesses das crianças respeitando suas necessidades, curiosidades e idéias.

Objetivo geral:
Através do resgate de valores, baseado no Pilares do Programa Caráter conta”, levar a criança a Interessar-se e demonstrar curiosidade pelo mundo social através das regras de conduta, atitudes corretas, formulando perguntas, imaginando soluções para compreender o que se passa na escola e fora dela, manifestando opiniões próprias sobre os acontecimentos, buscando informações e confrontando idéias.

Objetivos Específicos:
* Reconhecer a importância dos seis pilares do Programa “O Caráter Conta” como essenciais para uma boa convivência em sociedade.

* Conhecer experiências positivas através de filmes, histórias, livros infantis que falam sobre os valores;

* Coletar dados com a família sobre situação do seu dia a dia: ações de responsabilidade, zelo, justiça, cidadania, sinceridade, respeito.

* Conscientizar as crianças no sentido de que é preciso ter valores na sua vida.

* Despertar e educar a atenção e a observação;
* Proporcionar liberdade de auto-expressão;
* Estabelecer regras para os jogos e atividades na escola: como esperar a vez .

Estratégias:
*Música
* Poemas;
* Parlendas;
* Painéis;
* Pesquisa;
* Dança,
* Desenho;
* Pintura;
* Filmes

Brincadeiras infantis;
* Jogos diversos;
* Ditado;
* Recorte e colagem;
* * Literatura infantil;
* Vídeos;
* Cds;
* Fantoches;
* Máscaras;
* Murais informativos;


Avaliação:
A avaliação será realizada a partir do interesse e cumprimento das atividades feita pelos alunos.

Será observado o que as crianças sabem fazer, o que pensam a respeito do que foi aprendido e do que é difícil entender

Cronograma: todo o ano.

Desenvolvimento das atividades:
O projeto O Caráter conta pode ser desenvolvidos em atividades como contação de histórias, questionário para as famílias, observações dentro da escola, comportamento dos alunos, cumprimento das metas

Observando o interesse das crianças pode-se propor ao grupo uma pesquisa como tarefa de casa.
O material que as crianças trouxerem é socializado .Todos deverão ter a oportunidade de mostrar sua pesquisa para o grupo e falar sobre ela. Poderão confeccionar cartazes e murais.
Os murais ou cartazes valorizam a atividade do aluno, chamando a atenção dos pais e dos outros alunos e professores da escola.


Atividades: Rodinhas informativas; hora de novidades e surpresas; pesquisas; comentários de gravuras e observações dirigidas; explorando a comunicação e expressão através de desenhos, poesias, jogos e recreação.


Leitura para aprender valores: Coleção do escritor Ziraldo



Alunos da 1ª série com a professora Marise Montibeler




Atividade da professora Marise Montibeler com os alunos da 1ª série sobre higiene pessoal: responsabilidade, zelo pelo próprio corpo.





Mural feito pelos alunos do Ensino Médio sobre a responsabilidade nossa para com o nosso planeta.






Cartaz na sala de aula da 1ª série com a professora Marise Montibeler.




Atividade com a professora de português/inglês Giuvana Wenk dos Santos com os alunos da 1ª série. Através da dobradura ensinar valores : zelo, responsabilidade, com os seres vivos.




Alunos cuidando da horta escolar.


Projeto Ícaro

Professora: Marilda Nascimento

Turmas envolvidas: 4ª séries matutino e vespertino

Porque a escolha do nome Ícaro: porque a partir de pesquisas sobre a história e mitologia grega os alunos escolheram um personagem. Para eles Ìcaro, teve a curiosidade e foi além de seus limites.

Dentro dos conteúdos foi estudado o Pilar cidadania com a atividade de pesquisa e apresentação de trabalhos sobre o Direito dos indígenas.

Os alunos aprenderam que os indígenas tem Direito à diferença, direito à terra, e tem direito a preservação de sua cultura.


Conclusão dos alunos:

“Através deste trabalho aprendemos que os índios são cidadãos com direitos e deveres como toda pessoa comum. Os índios tem direito a seu próprio habitat, à educação, saúde, a preservar sua própria identidade. E tem deveres dentro do país com todo cidadão”.

Foram pesquisados também os direitos das mulheres na história, e o que é democracia, O estatuto do idoso e o que é ser cidadão, o Estatuto da Criança e do Adolescente, conceitos de Direito, deveres, e Responsabilidade de cada um.

Foram confeccionados cartazes e mural na sala de aula sobre estes assuntos para socializar para toda escola.


Duração das atividades: Durante todo o semestre.




4ª série com a professora Marilda Nascimento



Teatro do grupo Silvestre sobre drogas para o Ensino Médio Outubro 2008


Pesquisa personalizada