Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

quarta-feira, dezembro 21, 2005

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES EM 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NAS ESCOLAS
DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL E ESTADUAL ENVOLVIDAS
NO PROGRAMA O CARÁTER CONTA EM 2004


CURSO DE CAPACITAÇÃO NO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”


Ministrantes:
- Glenda Snyder (agente de extensão da Virginia Tech University, Fincastle, Virginia)
- Lois Faddis (diretora da Breckinridge Elementary School, Fincastle, Virginia)
- Dennis Shaw (membro dos Companheiros das Américas e Instrutor do Programa)

Data: 18, 19 e 22 de março de 2004.
Local: Auditório da GEREI – Joinville, SC (Fone: 4225286).

AGENDA


10 Dia - 18 DE MARÇO DE 2004
8h30min. – 10horas:
- Boas vindas e apresentações
- Justificativa da Educação para o Caráter
- O que é o Programa O Caráter Conta?
- Ética e valores
- Quão fortes são os meus pilares?
- O que funciona e o que não
10h15min. – 10h30min. – Pausa para o café
10h30min. – 12h – Compartilhando os pilares do caráter (confiança)
12h – 13h30min – Pausa para o almoço
13h30min – 15h – Compartilhando os Pilares do Caráter (Respeito)
15h – 15h15min – Pausa para o café
15h15min – 17h Compartilhando os Pilares do Caráter (Responsabilidade)

20 Dia – 19 DE MARÇO DE 2004
8h30min – 10h – Compartilhando os Pilares do Caráter (Justiça)
10h15min – 10h30min – Pausa para o café
10h30min – 12h – Compartilhando os Pilares do Caráter (Zelo)
12h 13h30min – Pausa para o almoço
13h30min – 15h – Compartilhando os Pilares do Caráter (Cidadania)
15h – 15h15min – Pausa para o café
15h15min – 17h – Tomada de Decisão

30 Dia – 22 DE MARÇO DE 2004
8h30min – 10h – Experiências e Idéias de Sucesso para Escolas
10h15min – 10h30min – Pausa para o café
10h30min – 12h:
- Para onde vamos a partir daqui?
- Planejamento
- Respostas a questionamentos
- Avaliação
- Encerramento: O que você leva do curso?

Nome do Evento: “Programa O Caráter Conta”
Coordenação: GEREI
Data: 18,19 e 22 de março de 2004.


LISTA DE PARTICIPANTES DO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”

NOME / FONE / E-MAIL:
01 Auricelia da Silva Lima Addor 4377490 Addor2@pop.com.br
02 Ananias Trainotti 4636766 ananist@ig.com.br
03 Ana Lucia Faleiro de Oliveira 99016269
04 Adriana Sônego da Silva 91090499
05 Alcinei da Costa Cabral 4273625 alcine@pop.com.br
06 Áurea Berkhauser Cadilhac 4366209
07 Cleide Maria de Oliveira Futami 91281851 cleidemof@bol.com.br
08 Cristiane da Silva de Andrade 4650678 leocrisa@ig.com.br
09 Carmem Rosa Junkes 4297801
10 Doralice Dias Reinert 4275537
11 Dulcelina Frasseto 4671307 dulcefrasseto@ig.com.br
12 Eliane Santana Alves Bittencourt 4676432
13 Elliany Mary Salles do Nascimento 4373014
14 Francini Maia Costa Moraes 4356387 fmcmoraes@ig.com.br
15 Isabel Leonardo Fernandes 4292314
16 Ironda Delourdes Borba Linhars 4366225
17 José Carlos Glüch 4364854 gluckejlle@yahoo.com.br
18 Jucira Piva Saade 4390939
19 Lindolfo Alcemar Reckziegel 99953118
20 Maria Lenilda Rita 4651682 lenaritar@bol.com.br
22 Maria da Graça Gonçalves 4230366
23 Marlene Lolli 4675908
24 Mario Santana 4246152 Mario@projetoresgate.org.br
25 Marcelo Ferreira Lopes 4220408 profmarceloferreira@bol.com.br
26 Marcos Eugênio Cardoso 6522789 marcos_e_cardoso@embraco.com.br
27 Meire Diana Diógenes Bessa Silva 91459064
28 Nilson Henckel 4656022
29 Neusa Maria de Alves Carvalho 4550992 nesalvescarvalho@bol.com.br
30 Rita de Cássia Prim 4379395
31 Rosani Maria Horski 4365297 rosanihorski@bol.com.br
32 Roberto Cardoso 4443185
33 Selma Castro da Silveira 4361095
34 Suely Pontes Mendonça 4252212
35 Edina Politelo 4551699 Adivini1@yahoo.com.br
36 Jorge Schemes jorgeschemes@yahoo.com.br
37 Glenda Snyder (USA) 5404138260 gsnyder@vt.edu
38 Lois Faddis (USA) 5409921940 lfaddis@bcps.kiz.vg.us
39 Suzanna Bender 4618614 s.bender@terra.com.br
40 Maria Laudelina 4356054

AVALIAÇÃO PARCIAL DO CURSO:

A) Na sua opinião, qual a melhor parte do curso?
1. Dinâmicas/Atividades = 08
2. Informações/Conteúdos = 02
3. Troca de idéias = 04
4. Todo o Curso = 11

B) De que maneira o curso poderia ser melhorado?
1. Encontro para troca de idéias = 08
2. Mais tempo para o curso = 09

C) Se você pudesse mudar uma parte do curso, em qual você sugere mudanças e porquê?
1. Mais interação = 05
2. Diagnóstico da realidade de cada escola = 02

D) Como você planeja utilizar a informação dada neste curso?
1. Incluir no PPP – Organização e sistematização das ações = 14
2. Palestras e Projetos = 06

E) De que maneira as boas experiências no Programa “O Caráter Conta” deveriam ser compartilhadas?
1. Reunião para troca de idéias e atividades = 10

F) Que necessidades futuras você tem de capacitação no programa “O Caráter Conta” ou percebe que outros tenham?
1. Projetos = 04
2. Troca de experiências = 13

G) De que maneira estas necessidades de capacitação podem melhor ser resolvidas?
1. Coletivamente = 04
2. Encontros na GEREI = 15

H) Que materiais adicionais você precisa para obter êxito na implantação deste programa na sala de aula ou escola?
1. Apoio da GEREI = 02
2. Apoio do NTE = 03
3. Mais material e literatura = 09


DICAS PARA DIVULGAÇÃO DO PROGRAMA: “O CARÁTER CONTA”

· Repassar para professores, orientadores, supervisores, administradores e corpo técnico administrativo os objetivos e a metodologia do Programa “O Caráter Conta”.

· Convidar entidades eclesiásticas da comunidade e solicitar que os Pilares sejam divulgados durante a pregação na igreja.

· Chamar líderes comunitários e explicar o Programa “O Caráter Conta”, solicitando a ajuda na divulgação para a comunidade.

· Divulgar junto à comerciantes, motoristas de ônibus, outras escolas, meios de comunicação de massa e entidades da comunidade.

· Montar uma equipe organizadora na escola, eleger um líder para representar a escola.

· Estimular os alunos a divulgar o programa junto à comunidade.

· Premiar alunos com bótons e/ou outros brindes com o nome do pilar que estiver sendo trabalhado (solicitar patrocínio junto a supermercados, empresas, Associação de Moradores, etc.).

· Adequar a escola ao pilar desenvolvido:
· Cores do pilar.
· Nome do pilar desenvolvido. Exemplo: Respeito.
· Divulgar o nome do programa: “O Caráter Conta”.

CRONOGRAMA - 2004

· Primeiro Pilar (amarelo): RESPEITO.
· Seja tolerante às diferenças.
· Trate os outros com respeito seguindo a regra de ouro.
· Considere os sentimentos dos outros.
· Não ameace, agrida ou machuque ninguém.
· Tenha boas maneiras, melhore a linguagem
· Lide tranqüilamente com a raiva, insultos e desacordos.
· Período: 17 de Maio a 18 de Junho de 2004.

· Segundo Pilar (azul): SINCERIDADE.
· Seja honesto.
· Não engane, não minta, não trapaceie.
· Seja confiável, faça o que disse que iria fazer.
· Tenha coragem para fazer o que é certo.
· Construa uma boa reputação.
· Período: 21 de Junho a 16 de Julho de 2004.

· Terceiro Pilar (verde): RESPONSABILIDADE.
· Faça o que deve fazer.
· Persista: continue tentando.
· Tente se autocontrolar, seja autodisciplinado.
· Pense antes de agir e considere as conseqüências.
· Faça sempre o melhor que puder.
· Seja responsável por suas escolhas e decisões.
· Período: 02 de Agosto a 03 de Setembro

· Quarto Pilar (lilás/roxo): CIDADANIA.
· Faça sua parte para melhorar sua escola e sua comunidade.
· Coopere com os outros.
· Participe das decisões e iniciativas, vote.
· Seja um bom vizinho.
· Obedeça as leis e normas.
· Respeite a autoridade.
· Preserve o meio-ambiente.
· Período: 06 de Setembro a 01 de Outubro.

· Quinto Pilar (marron claro): SENSO DE JUSTIÇA.
· Aja de acordo com as regras.
· Aguarde a sua vez e compartilhe.
· Mantenha a mente aberta, escute os outros.
· Não tire vantagem sobre os outros.
· Período: 04 de Outubro a 29 de Outubro.

· Sexto Pilar (vermelho): ZELO.
· Seja gentil.
· Seja compassivo e demonstre que você se preocupa.
· Expresse gratidão.
· Perdoe os outros.
· Ajude as pessoas com necessidades.
· Período: 01 de Novembro a 03 de Dezembro.

AGENDA DE REUNIÕES - 2004

· Reuniões Avaliativas em conjunto com a Rede Municipal:

· 25 de Junho – Hora: 08:00 h. – Local: SMEC.

· 16 de Setembro – Hora: 08:00 h. – Local: SMEC.

· Observação:
· Qualquer dúvida entre em contato com o Prof. Jorge Schemes na GEREI – Fone: 4225286
OS 6 PILARES QUE FORMAM O CARÁTER SÃO:

1 – SINCERIDADE – Seja honesto. Não engane, minta ou trapaceie. Seja confiável – faça o que diz que faz. Tenha a coragem de fazer o que é certo. Construa uma boa reputação. Seja leal – apóie sua família, amigos e país.

2 – RESPEITO – Trate os outros com respeito, seguindo a Regra de Ouro. Seja tolerante com as diferenças. Tenha boas maneiras, melhore a linguagem. Considere os sentimento dos outros. Não ameace, bata ou machuque os outros. Lide pacificamente com a raiva, os insultos e as divergências.

3 – RESPONSABILIDADE – Cumpra com sua obrigação. Persevere: continue tentando! Tente se autocontrolar. Seja autodisciplinado. Pense antes de agir – considere as conseqüências. Seja responsável por suas decisões.

4 – JUSTIÇA – Siga as normas. Reveze-se e compartilhe responsabilidades. Seja aberto; ouça o outro. Não se aproveite dos outros. Não culpe o outro ingenuamente, sem conhecer os fatos.

5 – ZELO – Seja gentil. Seja compassivo e demonstre que você se importa. Expresse gratidão. Perdoe os outros. Ajude as pessoas com problemas.

6 – CIDADANIA – Faça a sua parte para melhorar sua escola e sua comunidade. Coopere com os outros. Participe das decisões e iniciativas; vote. Seja um bom vizinho. Obedeça as leis e normas. Respeite a autoridade. Preserve o meio ambiente.

Para refletir:

Uma pessoa de CARÁTER é:
· Sincera e confiável
· Trata as pessoas com respeito
· É responsável
· É justa
· Importa-se com os outros e consigo
· É uma boa cidadã.

FAZENDO A COISA CERTA

Para tomar decisões éticas embasadas nos 6 pilares do caráter, esta é uma auto-avaliação que o ajudará a saber se está “fazendo a coisa certa”:
1 – Refleti sobre a forma como minhas escolhas poderão ajudar ou machucar os outros?
2 – Estou colocando em prática os princípios éticos dos 6 pilares do Caráter ao ser sincero, confiável, respeitoso, justo, zeloso e bom cidadão – mesmo que tenha que renunciar a outras coisas que quero?
3 – Se eu não puder encontrar maneiras de colocar os princípios dos 6 pilares do Caráter em prática sem ferir a um ou mais deles, estou tomando a decisão que penso ser mais acertada para a sociedade em longo prazo?

COMO DINAMIZAR O PROGRAMA "O CARÁTER CONTA" NA ESCOLA?

· Escolher um pilar do caráter para ser trabalhado a cada mês ou bimestre;
· Ler uma frase/mensagem sobre o caráter escolhido no início das aulas (alunos no pátio ou pelo microfone interno);
· Motivar alunos a criarem slogans sobre o caráter escolhido;
· Fazer um mural dos 6 pilares do Caráter na escola;
· Fazer um mural com o pilar do bimestre e os trabalhos dos alunos
· No jornal da escola, atentar para a ética em sua redação;
· Promover exposição de livros que tratem do tema ética e caráter na biblioteca da escola ou fazer a Hora do Conto com esses livros para os alunos;
· Fazer códigos de conduta com os alunos sobre o caráter escolhido;
· Promover palestra com convidados para falar sobre o caráter do bimestre;
· Reconhecer os alunos que honram os outros com a prática do caráter – os colegas da turma fazem a eleição. Mural com fotos dos alunos;
· Confeccionar cartões com slogans e frases sobre o caráter do bimestre para entregar a visitantes, pais, alunos homenageados, etc;
· Envolver os pais no programa, motivando-os a reforçarem o caráter do bimestre em casa com seus filhos;
· Formar uma coordenação para planejamento e avaliação do programa (pais, alunos, professores, funcionários da escola, líderes comunitários e religiosos, etc.);
· Envolver a comunidade no programa para que o caráter do bimestre seja visualizado e praticado em outros locais, além da casa e da escola;
· Motivar que os grupos de adolescentes incorporem o caráter do bimestre a sua vivência prática (monitores, poetas, teatro, etc.);
· Redigir a biografia de pessoas de caráter do bairro, da escola, da comunidade;
· Desenvolver ações comunitárias (limpeza de praças, parques, rodovias, arrecadação de agasalhos e gêneros alimentícios, manutenção da horta e jardim escolar, visitação a doentes ou oferecer-se para fazer pequenos serviços para eles, etc.);
· CÓDIGO DE HONRA – os alunos da escola se comprometem a não mentir, enganar ou roubar. Cartaz com assinaturas na entrada de cada sala. Comissão de alunos e professores para julgar casos de infração ao código (divisão da responsabilidade e mais justiça nas punições).

O QUE JÁ PODE SER DESENVOLVIDO NA ESCOLA, ANTES DO TREINAMENTO:

Mudança de atitude de professores, funcionários, pais, alunos, no sentido de vivenciar os princípios éticos do caráter na prática cotidiana;
Mudança de terminologia, empregando os pilares do caráter do programa em todas as situações possíveis;
Buscar parcerias com a comunidade;
Solicitar o engajamento das famílias.

AVALIAÇÃO DO PROGRAMA:

Quantificar ocorrências e punições dos alunos para observar se há redução a médio e longo prazo.

RELATOS E DEPOIMENTOS REGISTRADOS EM ATAS
REUNIÃO COM AS ESCOLAS TREINADAS
NO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”

Data: 16/7/2004
Local: Secretaria Municipal de Educação e Cultura
Hora: 8h

Presentes representando a Rede Municipal de Ensino de Joinville:
Prof. Rita de Cássia Alves, Prof. Silvana Pohl, Prof. Silvane Kunde (SEC)
Márcia Cordeiro Benedito (E.M. Amador Aguiar)
Maria Lucimar B. Winter (E.M. Karin Barkemeyer)
Elhoni S. Fernades (E.M. Lacy Flores)

Presentes representando a Rede Estadual de Ensino de Joinville:
Jorge Nazareno Neto Schemes – 23a. GEREI
Ana Lúcia F. de Oliveira - E.E.B. George Keller/E.E.B. Juracy Brosig
Áurea Beckhauser Cadilhac - E.B. Gerturdes Benta Costa
Maria Lenilda Rita - E.B. Higino Aguiar
AnaniasTrainotti – E.E.B Marli Maria de Souza
Francini Maia Costa Moraes - E.E.B. Nair da Silva Pinheiro
Lindolfo A Reckziegel e Claudina Antunes - E.E.B. Alicia Bittencourt
Auricélia da S. Lima Addor - E.E.B. Maria Amin Ghanem
Dulcelina Frasseto – E.E.M. Dep. Nagib Zattar

Justificaram a ausência, as professoras Eloíse Steuernagel Gomes (E.M. Orestes Guimarães), Elainy C.B. de Souza (E.M. Joaquim Félix Moreira), Denize da S.Michalak (E.M. Agrícola Carlos H.Funke) e Meire Diane Diógenes B. Silva (E.E.B. João Rocha).

Registramos a ausência da Prof. Silvana Geraldina da Silva (E.M.Laura Andrade) e Professoras Claudina Antunes e Simoni Pruner da Silva (CAIC Francisco J.R. Oliveira).

Prof. Silvana Pohl, da SEC, abriu a reunião, dando as boas-vindas a todos os presentes e explicou que o principal ponto de pauta é o compartilhamento de experiências; passou, imediatamente, a palavra à representante da primeira escola, e assim, sucessivamente:

1 – E.E.B. GEORGE KELLER – Prof. Ana Lúcia informou que está desenvolvendo atividades do programa com sua turma de 4a. série; disse que os professores dessa escola integraram os pilares do caráter ao Programa “Amigo do Trânsito”, que foi desenvolvido em todas as disciplinas; disse que os professores de 1a. a 8a. série promovem debates e reflexões sobre o programa “O Caráter Conta”, por meio de textos e paródias; ressaltou o êxito da atividade com paródias baseada no poema “Canção do Exílio”, de Gonçalves Dias, com ênfase na “Cidadania” e na “Sinceridade”; disse que os alunos externaram sua criticidade em relação à desonestidade de políticos por intermédio dessa atividade.

2 – E.E.B. JURACY MARIA BROSIG – Prof. Ana Lúcia informou que, recentemente, foi transferida na função de administradora, para essa escola, onde as outras duas professoras que participaram do curso no programa estão licenciadas, de forma que não há, no momento, como promover o repasse para todos os professores.

3 – E.E.B. GERTRUDES BENTA COSTA – Prof. Áurea, supervisora de ensino da escola, disse que apóia o trabalho dos professores por meio de textos; relatou que, na 2a. semana, entregou aos professores os textos “O Lenhador” (1a. e 2a. série) e “A Barrica Curandeira” (3a. série ao ensino médio); na 3a. semana, os textos “A Magia das Virtudes” (1a. e 2a. série) e “A Coisa Certa” (3a. série ao ensino médio) do livro “Histórias para Aquecer o Coração”; na 4a. semana, disse que os alunos, em forma de júri simulado, elegeram dentre os colegas, aqueles que melhor representam o pilar do caráter trabalhado; disse que está satisfeita com o trabalho, pois há boa devolutiva de professores e alunos.

4 - E.E.B. MARLI MARIA DE SOUZA – Prof. Ananias Trainotti, diretor dessa escola, informou que os professores de 5a. a 8a. série deram continuidade ao trabalho no tema “Sinceridade” e que os de 1a. a 4a. série desenvolveram trabalhos diversificados, com foco na “Honestidade”, na 2a. série, por meio do filme “O Corcunda de Notre Dame”; conversação com os alunos sobre o tema e sua contextualização com o ambiente familiar; disse que a 1a. série, assistiu ao filme “Vida de Inseto” e todas as séries iniciais viram o filme “Irmão Urso”; disse que os trabalhos dos alunos foram exibidos na escola; informou que, hoje, acontece uma oficina de artes com alunos das séries inicias, como culminância do tema.

5 – E.E.B. NAIR DA SILVA PINHEIRO – Prof. Francine, que leciona Português e Inglês para as 6as. séries dessa escola, relatou que os professores de 1a. a 4a. série desenvolveram atividades sobre o livro de histórias “A Correspondência”, de Bartolomeu Campos Queirós; disse que foi pedido que os alunos escrevessem palavras que deveriam “acordar” e que deveriam “dormir”, em forma de correspondência para seus amigos ou em forma de desenhos; disse que também escreveram palavras que “voam” relacionadas à “Sinceridade”; disse que, de 5a. a 8a. série, os professores desenvolveram atividades com a história “Pinóquio”, com foco na “Sinceridade”; disse que os alunos viram o filme “O Mentiroso”; disse que elaboraram acrósticos, poesias e textos, baseados na música “Fala Mansa”, com criticidade aos políticos; disse que também criaram anúncios, procurando pessoas fiéis, que não mentem, etc. Francine trouxe belos trabalhos dos alunos para mostrar aos presentes.

6 – E.E.B MARIA AMIN GHANEM – Prof. Auricélia disse que a escola continuou desenvolvendo atividades sobre os pilares “Sinceridade” e “Respeito”; disse que a escola também deu continuidade aos demais projetos que já desenvolvia; informou que o projeto extracurricular de karatê, desenvolvido pelo professor de Educação Física, para os alunos da escola tem código de ética, com ênfase nos pilares do caráter, evidenciando mudanças nas atitudes dos alunos; mostrou lindos cartazes dos alunos; explicou que cada turma relacionou o que entende por “Respeito” e “Sinceridade” em cartazes, que ficam afixados nas salas, para relembrar aos alunos e aos professores as formas adequadas de agir; compartilhou o relato de um aluno que disse estar aprendendo a ser sincero; explicou que os trabalhos dos alunos foram afixados nos corredores e pátio da escola; disse que houve turmas que deliberaram não escolher ninguém como aluno-destaque, uma vez que consideraram que ninguém era merecedor, por não terem cumprido o que prometeram; compartilhou trabalhos dos alunos e fotos com os presentes.

Prof. Jorge, da GEREI, ofereceu o espaço desse local de trabalho para expor trabalhos dos alunos; comentou que a interrelação entre os pilares foi interessante; sugeriu que as escolas produzissem livro com os trabalhos dos alunos, a partir do apoio de comércios locais.

7 – E.M. AMADOR AGUIAR – Prof. Márcia, orientadora educacional dessa escola, esclareceu que os professores de 1a. a 4a. série trabalharam os primeiros dois pilares, mas disse que não trouxe o relatório desse grupo, uma vez que é coordenado pela supervisora Dagmar; disse que já percebeu mudanças nos alunos, em especial mais brilho nos olhares; sugeriu o livro “Classificados Diversos” como referência, a partir do qual se desenvolveu reflexão e atividades sobre o que se pode e não se pode vender; disse que foram trabalhados os direitos e deveres dos alunos, sendo que os alunos lembraram de apontar os direitos e deveres dos professores, também; relatou que perceberá grande engajamento de toda a escola.

8 – E.E.B. ALICIA BITTENCOURT FERREIRA – Prof. Lindolfo informou que confeccionaram pilares de gesso, pintados nas cores designadas, que serão entregues, como troféus, às turmas que deles forem merecedores; informou que o nome da turma será gravada na base do troféu; relatou que observou redução nos casos de indisciplina dos alunos; disse que os trabalhos dos alunos foram expostos na escola; relatou que, no ensino médio, o pilar “Sinceridade” entra em discussão por intermédio do tema “Ética”, com reflexão sobre a aplicação da ética em diferentes contextos: escolar, familiar, na mídia, na política, etc.

9 – E.E.M. NAGIB ZATTAR – Dulce justificou sua ausência à reunião anterior; informou que essa escola oferece ensino médio aos alunos, que têm um perfil de trabalhadores no período diurno e, portanto, chegam à escola cansados; disse que, no segundo semestre, irão integrar o programa “O Caráter Conta” aos demais projetos desenvolvidos pela escola, em parceria com a comunidade, como “O Lixo é Luxo”; esclareceu que ainda não houve o repasse do programa aos demais professores dessa escola; disse que trabalhou um dos pilares com seus alunos, com a apresentação de dramatizações, como culminância.
7 – E.E.B. HIGINO AGUIAR – Prof. Lenilda, que leciona Ciências para os alunos de 5a. a 8a. série, disse que apenas os professores de 5a. a 8a. série dessa escola desenvolveram atividades baseadas no programa, enquanto que os professores de 1a. a 4a. série não foram engajados, ainda; esclareceu que os conteúdos das disciplinas foram revisados com o intuito de inserir os pilares do caráter; disse que os alunos que colaram nas provas foram confrontados; lembrou que deu continuidade ao trabalho integrado dos pilares do caráter com os elementos da tabela periódica; disse que os alunos montaram uma árvore relacionada ao tema; compartilhou cópia desse conteúdo com os presentes; relatou que a escola vai continuar trabalhando com os pilares “Respeito” e “Sinceridade”, até o dia 12 de agosto próximo.

Prof. Jorge, da GEREI, lembrou da importância de toda a escola se engajar no programa para que seja mais eficaz; ressaltou, também, a necessidade de se formarem parcerias, tanto dentro quanto fora da escola; lembrou da relevância do programa ser incluído no PPP – Plano Político Pedagógico das escolas, a fim de garantir sua continuidade nos próximos anos; ofereceu-se para desenvolver um site sobre o programa, solicitando, para tanto, o envio de relatos em disquete ou por e-mail para facilitar esse trabalho.

Prof. Silvana, da SEC, sugeriu o filme “O Clube do Imperador”, como referência para alunos e professores; informou que compartilha as atas das reuniões com a Prof. Susanna Bender e os instrutores americanos, com o apoio do Sr. Dennis Shaw, para a versão voltada à língua inglesa, necessitando registrar adequadamente os relatos.

8 – E.M. KARIN BARKEMYER – Lucimar informou que os professores de 1a. a 4a. série se engajaram mais no programa; disse que, no segundo semestre, vão promover na escola uma Feira Interdisciplinar sobre o programa, mas os professores deliberaram apenas compartilhar os trabalhos nessa ocasião; disse que foi elaborado um cartaz com pegadas, nas quais se escreveu o que é preciso ser para ser sincero com o outro; disse que foram confeccionadas bandeirinhas, onde se inscreveu os conceitos de Respeito e de Sinceridade ou os desenhos relacionados; disse que foram desenvolvidas atividades baseadas no poema “O Jardim das Borboletas”, de Vinícius de Moraes, com o intuito reduzir o preconceito; disse que foram confeccionadas árvores do respeito, na qual se afixaram maçãs, sobre as quais se redigiram os conceitos de respeito; relatou que os alunos assistiram aos filmes “Irmão Urso” e “Pinóquio” para vincular ao tema; disse que, nas ocorrências com alunos, se buscou chamar a atenção para o pilar que foi desrespeitado; ratificou a indicação do filme “O Clube do Imperador”; disse que a escola desenvolve um projeto relacionado à sexualidade, com o projeto NUPEGA, que também pode se interrelacionar com o pilar “Respeito”; mostrou aos presentes a última edição do Jornal da Escola, no qual foi publicado artigo sobre o programa “O Caráter Conta”; disse que os comércios do bairro apóiam a edição do Jornal; sugeriu o texto “Sinceridade Dá Um Bom Resultado” como referência.

12 – E.M. LACY LUIZA DA CRUZ FLORES – Prof. Elhoni, orientadora educacional dessa escola, lembrou que para lá foi transferida, após o curso, mas nenhum professor foi capacitado no programa; esclareceu que trabalhou o programa, diretamente, com os alunos, utilizando-se das atividades propostas no manual, em especial os jogos; disse que continuou insistindo com a direção sobre a relevância do programa, de forma a conseguir sua aquiescência para fazer repasse aos demais professores no próximo dia 16 de agosto; disse que a escola já solicitou a confecção de aventais e camisetas do programa para serem entregues aos professores; disse que já confeccionou mural sobre os pilares do caráter para serem visualizados por toda a escola; disse que, de 1a. a 4a. série, propôs que um texto sobre Respeito às Diferenças Físicas fosse trabalhado com os alunos; disse que cantou a canção “A Gota D´Água e o Grão de Areia”, para fazer vínculo com o programa; disse que, após o conselho de classe, deliberou-se reunir os pais dos alunos que apresentam mais problemas e que a estratégia utilizada foi a de propor parceria; disse que compartilhou informes sobre o programa com esse grupo de pais.

Prof. Lucimar, da E.M. Karin Barkemeyer, lembrou que de 5a a 8a. série, cada professor escolheu um pilar diferente do caráter para trabalhar, de forma que deliberou dar explicações aos alunos sobre o programa como um todo, antes de sua aplicação.

Prof. Silvane Kunde, da SEC, lembrou que recebemos alguns exemplares do livro “Good Ideas to Help Young People Develop Good Character”, que, todavia, necessita ser traduzido; sugeriu que os professores de inglês ajudassem na tradução, em caráter de voluntariado, mas Silvana informou que não tem data para se reunir com eles, checando essa possibilidade.

Prof. Silvana, da SEC, informou que mantém contato com os instrutores do programa; disse que Lois e Glenda relataram sua experiência de capacitação de professores em Santa Catarina, na última reunião do Comitê Virginia de Companheiros das Américas; informou sobre a possibilidade de ambas retornarem ao Estado em fevereiro próximo, para ministrar novos cursos; questionou quem fala inglês no grupo e que gostaria de se habilitar a conhecer escolas na Virginia que desenvolvem o programa, com o apoio dos Companheiros das Américas. Jorge, da GEREI, e Francine, da E.E.B. Nair da Silva Pinheiro, se apresentaram como candidatos.

Prof. Silvane Kunde, da SEC, sugeriu que as novas capacitações no programa, para as outras escolas, deveriam ser ministradas pelos professores e especialistas já treinados; propôs que Glenda e Lois participassem de reuniões com as escolas treinadas, estabelecendo novas idéias para desenvolver o programa.

Prof. Jorge, da GEREI, sugeriu a formação de comissão permanente do programa “O Caráter Conta” para planejar ações e apresentar projetos; disse que já recebeu solicitação para capacitação de novas escolas no programa; disse que algumas escolas estão muito motivadas a implantá-lo.

Prof. Silvane Kunde, da SEC, sugeriu o encaminhamento de ofício chamando a atenção das escolas que não compareceram a essa reunião. Rita Alves lembrou que a maioria havia justificado sua ausência, com antecedência.
Prof. Silvana, da SEC, lembrou que a data desta reunião não foi oportuna, uma vez que era o último dia de atividades nas escolas, anterior ao período de recesso de duas semanas; comprometeu-se em repassar a Jorge, os sites da internet vinculados à educação para o caráter, a fim de que sejam referendados como links no site que ele pretende criar.
Encerrados os relatos, agendou-se a próxima reunião, para o dia dezessete de setembro, das 8h às 10h, na sede desta Secretaria.

Joinville, 16 de julho de 2004.
Silvana Pohl - secretária


REUNIÃO COM AS ESCOLAS MUNICIPAIS E ESTADUAIS
TREINADAS NO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”


Data: 9/12/2004
Local: 23ª Gerência Regional de Educação e Integração - GEREI
Hora: 15h

Presentes representando a Rede Municipal de Ensino de Joinville:
Silvana Pohl, Silvane Kunde e Mércia Côas Martins(SEC)
Elhoni Salléte Fernandes (E.M. Lacy Flores)
Adriana R. C. Pereira, Elainy C. B. de Souza e Clair Maria Vieira de Souza (E.M. Pref. Joaquim Félix Moreira)
Denize da Silva Michalak e Janete Ap. S. Rosa (E.M. Agrícola Carlos Heins Funke)
Eloise Steuernagel Gomes (E.M. Orestes Guimarães)
Simoni Priner da Silva e Maria Nazaré Corrêa (CAIC Francisco J. R. Oliveira)

Presentes representando a Rede Estadual de Ensino de Joinville:
Jorge N. N. Schemes e Valdira C. Barni Pereira (23ª GEREI),
Auricélia da S. Lima Addor, Maria da Graça Gonçalves e Vanir Cristino Mattiola (E.E.B. Maria Amin Ghanem)
Áurea Beckhauser Cadilhac e Narcisa Vieira ( E.B. Gerturdes Benta Costa)
AnaniasTrainotti (E.E.B Marli Maria de Souza)
Francini Maia Costa Moraes e Rosemeri do N. Radun (E.E.B. Nair da Silva Pinheiro)
Lindolfo Alcemar Reckziegel (E.E.B. Alicia B. Ferreira)
Ana Lúcia F. de Oliveira e Cristiane de Mello (E.B. Juracy Maria Brosig)


Presente. representando o IEPES – Instituto de Estudos e Pesquisas Sociais, a Prof. Susanna Bender.

Registrou-se a ausência da Prof. Silvana Geraldina da Silva (E.M.Laura Andrade), Prof. Dulce (E.E.B. Nagib Zattar), Prof. Lenilda (E.E.B. Higino Aguiar),Prof. Márcia Cordeiro Benedito (E.M. Amador Aguiar), Prof. Maria Lucimar B. Winter (E.M. Karin Barkemeyer), Sr. Alaercio Reinert, representando a Embraco (com atividades na E.E.B. Annes Gualberto) e Prof. Alcinei da Costa Cabral (E.E.B. João Rocha)

Prof. Jorge, da GEREI, abriu a reunião, dando as boas-vindas a todos os presentes e compartilhando os seguintes informes:
a) Leu um provérbio budista.
b) Informou que desenvolveu um blog para o programa, compartilhando o endereço com os presentes http://www.ocaraterconta.blogspot.com/ , convidando todos a lhe enviarem relatos e fotos para serem incluídas nessa página.

A seguir, todos os presentes tiveram a oportunidade de compartilhar suas experiências; passou-se, imediatamente, a palavra à representante da primeira escola, e assim, sucessivamente:

1 – E.E.B. JURACY MARIA BROSIG – Prof. Ana Lúcia disse que tentou implantar o programa nessa escola durante 2004, todavia, por causa da sua transferência para esse estabelecimento de ensino durante o ano, onde os demais professores treinados estavam licenciados, e por causa da troca de direção, acabou não conseguindo implantar o programa, conforme havia esperado; disse que planeja fazer a capacitação dos docentes no início do próximo ano e que, com a Prof. Luciana, revisa os manuais do programa para esse fim.

2 – E.E.B GEORGE KELLER – Prof. Ana Lúcia informou que, enquanto deu aulas nessa escola para alunos de 4ª série, desenvolveu o programa com seus alunos; disse que os demais professores que participaram da capacitação no programa com os instrutores americanos, em março último, desenvolveram ações isoladas com seus alunos também, lamentavelmente, sem que houvesse boa comunicação entre esses docentes e os demais; informou que a direção da escola não abriu espaço para capacitação dos demais docentes no programa, o que não resultou positivo.

3 – E.M. AGRÍCOLA CARLOS HEINS FUNKE – Prof. Denize, orientadora educacional da escola, relatou que, neste último mês, foi trabalhado o “Senso de Justiça” com os alunos, por meio de atividades lúcidas (jogos e dinâmicas) propostas no manual de instrução do programa; disse que os alunos construíram uma torre, em grupos, tendo diferentes critérios de instrução, o que ilustrou esse pilar; também disse que os alunos tiveram a oportunidade de jogar o Jogo da Tomada de Decisão, com ótimo engajamento e interesse dos alunos; no pilar “Zelo”, relatou que os alunos escreveram mensagens para seus amigos, a partir de papéis afixados nas costas de cada um; disse que não houve tempo hábil para assistir ao filme “Karatê Kid”, sugerido no manual, neste ano; informou que os alunos participaram de dinâmicas de grupo, onde se exemplificou a questão da exclusão e dos sentimentos a ela relacionados, bem como de atividade para refletir sobre o que faz as pessoas não serem amadas e o que, em contrapartida, cativa a amizade das pessoas; relatou que os alunos confeccionaram fantoches e organizaram apresentação de uma peça teatral sobre “Zelo”; disse que as 6as. séries foram envolvidas com a atividade, proposta no manual de instruções, das Caixas Zelosas, escrevendo mensagens como remédios para quem está triste, para quem é novo na escola, para alguém que se sente solitário, etc.
Janete, supervisora da escola, relatou que até os pais foram envolvidos na atividade da confecção dos fantoches; observou que o pilar do “Senso de Justiça” causou polêmica entre os alunos, em especial quando foram confrontados a fazer coisas que não tinha a ver com sua vivência e valores pessoais; disse que a “Tomada de Decisão” envolveu uma aula semanal por turma, quando os professores desenvolveram reflexões sobre o tema e dinâmicas de grupo; mostrou o jogo de cartas com perguntas, relacionado a esse pilar, que os alunos jogaram em duplas.
Prof. Clair, responsável por lecionar História nessa escola, informou que oportunizou que seus alunos jogassem esse jogo de cartas, relatando que eles gostaram muito da atividade; disse que fez outros trabalhos relacionados ao programa, no pilar da “Cidadania”, motivando os alunos a refletirem sobre “A Escola que Tenho” e “A Escola Que Gostaria de Ter”, bem como sobre “O Eleitor Ideal” e o “Candidato Ideal”; destacou o trabalho integrado dos professores no programa, com a capacitação individual dos professores novos, que chegaram após a capacitação.

Eloise concordou que o planejamento das ações para o programa é um dos pontos altos, que merece atenção para que se obtenha êxito na sua implantação.

8 – E.M. LACY LUIZA DA CRUZ FLORES – Elhoni, orientadora educacional dessa escola, relatou que, no dia 18 de novembro, surpreendeu-se com os resultados da “Mostra de Leitura e Escrita” dos alunos, com foco no programa “O Caráter Conta”; informou que os professores dessa escola reconheceram a importância dos especialistas e direção apoiarem seu trabalho; externou a vontade de melhorar as ações no programa no início de 2005, bem como de integrar-se ao ensino médio da rede estadual, que usa a escola como sede no noturno; disse que é mais eficaz desenvolver um programa desde o início do ano em uma escola.

Silvana validou o fato de que, desenvolver o programa desde o início do ano, com toda a equipe docente, resulta mais eficaz; parabenizou todos pelas iniciativas que conseguiram desenvolver, mesmo tendo obtido maior ou menor apoio; relatou que se impressionou com os trabalhos das escolas que visitou a saber: E.M. Karin Barkemeyer, E.M. Lacy Flores e E.M. Agrícola Carlos Funke.

Silvane destacou a importância de planejar as capacitações para as novas escolas interessadas em desenvolver este programa, em 2005; disse que pretende oportunizar que, na reunião dos diretores das escolas municipais de março/2005, haja um relato de experiências das escolas que desenvolveram o programa em 2004, a fim de despertar interesse de outras escolas.

Jorge informou que a GEREI foi convidada a participar de audiência pública sobre Maus Tratos e Violência Infanto-Juvenil, na Amunesc, no dia 19 de novembro, destacando a participação dos alunos e da Prof. Auricélia, da E.E.B. Maria Amin Ghanem, com depoimento de redução da violência a partir da implantação do programa; mostrou a matéria publicada no Jornal “A Notícia” de 19/11 sobre esse evento.

Elhoni lembrou que os professores contribuem na formação do caráter dos alunos; lembrou que a divulgação mais ampla valoriza mais o que se está fazendo; disse que as escolas já desenvolviam ações relacionadas ao caráter, antes da implantação do programa, sem, todavia, lhe dar a mesma sistematização.

Susanna destacou que o programa “O Caráter Conta” sistematizou as ações das escolas.

9 - E.M. ORESTES GUIMARÃES – Eloise, orientadora educacional da escola, relatou que foram desenvolvidas ações no pilar “Zelo” nesse último mês; disse que os professores de Ciências destacaram o zelo que se deve ter pela natureza; disse que às séries iniciais (1ª a 4ª série) foi dada ênfase no zelo pela casa e pela própria pessoa; disse que as 6as. Séries e as turmas de aceleração destacaram o zelo pelo material escolar e uniforme; relatou que as 5a e 7as. Séries deram ênfase ao zelo pela natureza, tendo participado de palestra e assistido a filmes; relatou que os alunos produziram histórias em quadrinhos, cartazes e outros trabalhos.

10 – E.E.B. GERTRUDES BENTA COSTA – Prof. Áurea, supervisora de ensino da escola, disse que trabalharam o pilar “Zelo” neste último mês; relatou que continua apoiando o trabalho dos professores por meio de textos; recomendou o texto “O Custo da Gratidão”, do livro Histórias para Aquecer o Coração dos Adolescentes, “Eu Fui Ajudá-lo a Chorar” e “Meu Cão e o Ladrão”, de Paulo Coelho; relatou que, nos 18 anos de experiência como especialista em educação em diferentes escolas, sempre encontrou espaço para desenvolver seu trabalho, mas falta de tempo para aperfeiçoar esse trabalho da forma como gostaria.
Prof. Narcisa, diretora da escola, relatou que a orientadora e supervisora motivaram o trabalho no programa para os professores de 1ª a 8ª série; disse que, no ensino médio, os professores mais envolvidos foram os das disciplinas de Sociologia, Filosofia, Ensino Religioso e Artes; informou que ainda não conseguiram atingir todos os alunos da escola com o programa como gostariam, mas que planeja fazer a capacitação de mais professores no próximo ano, para melhorar as ações no programa.

Eloise destacou que foi positiva a elaboração do cronograma para implantação do programa com a participação de todos os professores e equipe técnico-administrativa da escola; disse que essa estratégia mostrou mais comprometimento por parte de todos os envolvidos e que facilitou o trabalho dos especialistas na cobrança das ações.

11 - E.E.B. MARLI MARIA DE SOUZA – Prof. Ananias Trainotti, diretor dessa escola, informou que a professora de Artes trabalhou o pilar “Zelo” neste último mês, tendo desenvolvido trabalhos com os alunos a partir de papéis de bala, recolhidos do pátio e entorno; disse que a mudança de comportamento dos alunos leva tempo para acontecer de fato; disse que a comunidade que reside nas imediações da escola ainda tem esgoto a céu aberto e deposita lixo na porta das casas; relatou o caso de pais, cuja profissão é catador de lixo reciclável, que depositam o lixo coletado dentro de suas casas para que não seja roubado pelos outros, antes da venda; destacou que o convívio dos alunos com o lixo muitas vezes é diferente do convívio que nós temos, o que demanda tempo para mudanças no comportamento; relatou que, em reunião com os professores, deliberou-se trabalhar o programa em toda a escola em 2005, integrado aos demais projetos que a escola desenvolve (meio ambiente e alimentação); disse que já viu alguns resultados do programa, apesar de não ter conseguido engajar toda a escola, como esperava em 2005; disse que planeja melhorar o trabalho no programa no próximo ano.

12 – E.E.B. MARIA AMIN GHANEM – Prof. Auricélia, professora de Artes dessa escola, apresentou a Prof. Graça, professora de Religião e Prof. Vanir, diretora, aos demais; disse que desenvolveu, com as 7as. e 8as. séries, trabalho sobre prevenção às drogas, a partir do texto “Vício a 3 por 4”, visando “Zelo” pelo próprio corpo e saúde; relatou que alguns alunos se empenharam muito na pesquisa sobre o tema e aceitaram o convite para conversar com os colegas das outras turmas; disse que os alunos refletiram sobre a repercussão que a droga causa no corpo físico, a partir de fotos; destacou a missa de Ação de Graças acontecida na escola e a peça de teatro “O Pasteleiro e a Torta”, organizada pela Prof. Graça; relatou que recolheram trabalhos dos alunos em poesia, prosa, desenho, etc. com o objetivo de editar um livro, a partir do apoio da comunidade; ressaltou a importância da participação da escola na audiência pública sobre “ Maus Tratos e Violência Infanto-Juvenil”; disse que já desenvolvia trabalho baseado no caráter com seus alunos, por meio da elaboração de “combinados” e sua cobrança na aplicação prática e nos hábitos de vida saudável; lamentou que não tenha tido recursos para fazer bottons para os alunos- destaque.
Prof. Vanir, diretora da escola, disse que, antes da implantação do programa “O Caráter Conta”, brigas entre alunos e fofocas eram um problema; disse que era rotina chamar o patrulhamento ostensivo dos policiais militares; destacou que hoje não precisa mais chamar a polícia para ajudar na intervenção em brigas; disse que, para punir alunos, solicitava que, no contraturno, viessem à escola fazer pesquisa sobre o pilar do caráter que haviam infringido; relatou que os alunos não gostavam do fato, mas que, inevitavelmente, refletiam sobre sua prática; disse que os alunos Alex e Eduardo atualizaram o mural preventivo da escola no tema relacionado à prevenção às drogas; destacou o caso de uma mãe que foi à escola relatar ter gostado que a escola desenvolvesse esse programa, informando que cobrava atitudes do filho em casa, relacionados aos pilares do caráter também; disse que apoiou o programa, tendo emoldurado o cartaz dos pilares do caráter para cada sala de aula e dependências da escola.
Prof. Graça, que leciona Ensino Religioso, relatou sobre o trabalho dos alunos no preparo para a apresentação da peça de teatro; disse que os palhaços, personagens da peça, durante seus diálogos, envolveram a platéia para avaliar os pilares do caráter; informou que a E.E.B. Rui Barbosa, onde também leciona no contraturno, solicita a capacitação no programa para o próximo ano.

Jorge destacou a participação dos alunos da E.B. Maria Amin Ghanem na referida audiência pública, sugerindo que uma representação de alunos das escolas participasse das reuniões de acompanhamento do programa “O Caráter Conta”, aprovado pelos presentes; disse que muitos projetos se integram facilmente ao programa; destacou o mural preventivo que as escolas da rede estadual de ensino atualizam semanalmente, com temas relacionados à saúde; sugeriu que, no próximo ano, a participação dos alunos no programa seja valorizada por meio da entrega de um certificado.

13 – E.E.B. NAIR DA SILVA PINHEIRO – Prof. Francini, que leciona Português e Inglês para as 6as. séries, relatou que trabalharam com o pilar “Zelo” nesse último mês, por meio de palestras de acadêmicos de enfermagem, do IELUSC, para os alunos, em cuidados com o corpo e prevenção à gravidez precoce e à doenças sexualmente transmitidas; relatou que os professores de Ciências deram continuidade ao debate sobre o assunto, motivando os alunos a fazerem paródias e acrósticos; de 1ª a 4ª série, disse que os alunos também desenvolveram trabalhos sobre esse tema, sendo que as 3as. séries foram premiadas por suas atitudes de zelo com cadernos e bolas; disse que o zelador-destaque também foi reconhecido pelo zelo na confecção da merenda e na limpeza; destacou que, antes da implantação do programa, também era de praxe chamar os patrulheiros da polícia militar para rondas e intervenções, informando que essa prática, hoje, é bem menos freqüente.
Prof. Rosimeri, diretora da escola, informou que os alunos, antes da implantação do programa, depredavam a escola e outros patrimônios públicos, o que hoje não se observa mais; destacou a boa integração com os profissionais do Posto de Saúde do bairro.

14 – CAIC FRANCISCO JOSÉ RODRIGUES DE OLIVEIRA – Simoni, orientadora educacional da escola, relatou que a escola sediou o projeto “Integração Polícia Escola”, para alunos de 8ª série, com soldado Ardino, para prevenção da violência; disse que os estagiários dos cursos a ACE – Associação Catarinense de Ensino -, desenvolveram atividades educativas relativas à sexualidade; disse, para trabalhar o pilar “Zelo”, os professores utilizaram textos e que os professores das 4as. séries produziram livrinhos de histórias; relatou que os professores se sentem amedrontados em trabalhar com o que não conhecem, neste caso o programa “O Caráter Conta”; disse que foi acordado com os professores de que a 3ª aula das terças-feiras fosse disponibilizada, semanalmente, para as atividades do programa.
Prof. Maria Nazaré, diretora da escola, disse que buscou a corresponsabilização dos alunos pelos seus atos durante o ano em que se desenvolveu o programa; disse que, semelhante ao que foi relatado pelas outras escolas, era comum chamar-se a polícia militar para patrulhamento nos arredores da escola, fato que foi diminuindo no decorrer do ano; disse que buscou cobrar a responsabilidade dos alunos para com o uso e zelo pelo uniforme escolar e para com o horário de entrada e saída das aulas; relatou que o programa deu suporte às ações que a escola desenvolveu com os alunos; informou que ainda há relutância por parte de alguns professores em aderir ao programa; disse que duplicaram o manual de instrução por faixa etária para apoiar o trabalho dos professores.

15 – E.M. JOAQUIM FÉLIX MOREIRA – Prof. Adriana, supervisora da escola, informou que buscaram o apoio de textos para motivar o trabalho dos docentes e alunos no programa “O Caráter Conta” neste ano; disse que não incorporaram muitas dinâmicas ao trabalho, todavia, disse que fizeram uma atividade de criar e fazer uma receita de bolo com os alunos, que resultou muito positiva; disse que referendou livros infantis para o trabalho no programa, que foram utilizados diariamente, na roda de conversa; mostrou para os demais os cartazes que trouxe para expor.
Prof. Elainy, disse que a equipe técnico-pedagógica precisa ser fortalecer para capacitar os demais docentes em 2005 no programa, pois, em 2004, nem todos os professores mostraram o mesmo grau de comprometimento; destacou a importância da troca de experiências entre os professores no âmbito escolar e disse que, neste ano, apenas promoveram uma reunião para esse fim, deliberando-se ampliar essas oportunidades de troca para o próximo ano.

16 – E.E.B. ALÍCIA BITTENCOURT FERREIRA – Prof. Lindolfo, que leciona Sociologia e Filosofia para os alunos do ensino médio noturno nessa escola, disse que, neste último mês, trabalharam o pilar “Zelo”, mas sem conseguir dar a devida ênfase, uma vez que precisou se focar seus esforços nas avaliações finais, nos exames e formatura dos alunos; informou que leu a fábula da “Águia e da Galinha”, de autoria do teólogo Leonardo Boff, para debate com os alunos, destacando a importância de se dar exemplo de bom comportamento onde estamos (ceder o lugar aos idosos nos ônibus, em casa, etc.); disse que, com os alunos da extensão do ensino médio dessa escola na E.M. Lacy Flores, aconteceu o programa “Integração Polícia Escola”, com bons resultados; disse que não houve tempo hábil para as atividades do programa nessa escola neste mês.

Jorge pediu que as escolas lhe enviassem relatos e fotos do que foi desenvolvido relacionado ao programa “O Caráter Conta”, para acrescentar à página; colocou a disposição seu e-mail para facilitar envio de materiais: jorgeschemes@yahoo.com.br; pediu que as escolas deixassem expostos os trabalhos relacionados ao programa na GEREI até a próxima semana, quando acontecerá reunião com os diretores das escolas da rede estadual de ensino, oportunidade na qual planeja divulgar os bons resultados; propôs que essas reuniões de acompanhamento do programa, em 2005, sejam validadas como hora de curso para os professores que participam com 100% de freqüência, como forma de motivação; lembrou que é necessário organizar um cronograma de reuniões para 2005.

Valdira, da GEREI, parabenizou as escolas pelas ações criativas relacionadas ao programa; disse que os resultados podem demorar, mas que, inevitavelmente, se mostrarão a partir das atitudes positivas dos alunos na vida e no trabalho; motivou todos a continuarem desenvolvendo esse relevante programa no próximo ano.

Enquanto acontecia a reunião, nos corredores da GEREI e nas paredes do auditório, estavam expostos os trabalhos desenvolvidos nas escolas referentes ao Programa “O Caráter Conta”, com cada escola tendo direito a expor 2 trabalhos de cada pilar. A exposição estava agendada para o período de 6 a 10 de dezembro, sendo prorrogada por mais uma semana.

Encerrados os relatos, Jorge deu Boas Festas a todos e congratulou a todos pelo excelente trabalho desenvolvido em 2004.

Joinville, 9 de dezembro de 2004.
Silvana Pohl - secretária


CORRESPONDÊNCIAS DA GEREI ÀS ECOLAS ENVOLVIDAS NO PROGRAMA O CARÁTER CONTA EM 2004


Comunicação Interna Nº: 184
De:
Gerência da Educação e Inovação Data: 02/08/2004

Para:
Diretores (as) das Unidades Escolares Envolvidas no Programa O Caráter Conta

Assunto:
RECOMENDAÇÕES PARA O PROGRAMA O CARÁTER CONTA


Prezado (a) Diretor (a),
Vimos por meio desta recomendar os seguintes sites sobre “O Caráter Conta”:

http://www.charactercounts.org/
http://www.character.org/
http://www.csd.org/

Segue em Anexo Ata da última reunião de avaliação do Programa “O Caráter Conta”. Nossos agradecimentos às escolas que estiveram presentes.
OBS: Lembramos que a próxima reunião para avaliação do Programa “O Caráter Conta” ocorrerá no dia 17 de Setembro de 2004, na Secretaria Municipal de Educação, das 8:00 h. às 10:00 h, e sua escola deverá enviar um representante. Qualquer dúvida, favor contatar o Professor Jorge Schemes no Setor de Ensino da GEREI.


Atenciosamente;

Maria José Lara Fettback
Regional da Educação e Inovação


Comunicação Interna Nº: 298
De:
Gerência da Educação e Inovação Data: 21/10/2004

Para:
Diretores (as) das Unidades Escolares Envolvidas no Programa O Caráter Conta

Assunto:
REUNIÃO DO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”

Prezado (a) Diretor (a),
Vimos por meio desta convidar o responsável pelo Programa “O Caráter Conta” desta Unidade Escolar para participar da reunião de avaliação no dia 28 de outubro de 2004, das 08:00 horas às 10:00 horas na Secretaria Municipal de Educação à rua Itajaí no centro. O participante deve levar relatório das atividades realizadas na UE. Lembramos ainda que foi assinado um termo de compromisso com este programa, o qual deve ser executado conforme as orientações da GEREI, e contar com apoio total da direção escolar e demais professores. Abaixo segue a relação de sites sobre O Caráter Conta, solicitamos que esta CI seja socializada com os professores.
http://www.charactercounts.org/
http://www.character.org/
http://www.csd.org/

Segue em Anexo Ata da última reunião de avaliação do Programa “O Caráter Conta”. Nossos agradecimentos às escolas que estiveram presentes.

Atenciosamente;

Evelise de Fátima Martins
Diretora de Ensino Gerente
Maria José Lara Fettback
Regional da Educação e Inovação



Comunicação Interna Nº: 317
De:
Gerência da Educação e Inovação Data: 17/11/2004
Para:
Diretores (as) das Unidades Escolares Envolvidas no Programa O Caráter Conta
Assunto:
EXPOSIÇÃO E REUNIÃO DO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”

Prezado (a) Diretor (a),

Vimos por meio desta convidar o (a) responsável pelo Programa “O Caráter Conta” desta unidade escolar para participar da exposição de trabalhos na GEREI nos dias 06 a 10 de dezembro de 2004. Cada escola envolvida deverá expor 02 (dois) trabalhos de cada pilar. A organização da exposição será no dia 06/12, no auditório da GEREI. Lembramos ainda que foi assinado um termo de compromisso com este programa, o qual deve ser executado conforme as orientações da GEREI, e contar com apoio total da direção escolar e demais professores. Também lembramos que ficou estabelecido na última Ata (em anexo) que no dia 09 de dezembro, às 15:00 horas, será a reunião de avaliação do Programa no auditório da GEREI, à qual deve comparecer o (a) diretor (a) da escola e o responsável pela coordenação do Programa “O Caráter Conta”. Abaixo está o site oficial do Programa “O Caráter Conta”. Solicitamos que esta CI seja socializada com todos os professores da unidade escolar.

http://www.charactercounts.org/

Segue em anexo ata da última reunião de avaliação do Programa “O Caráter Conta”. Nossos agradecimentos às escolas que estiveram presentes.

Atenciosamente;

Maria José Lara Fettback
Gerente Regional da Educação e Inovação


Elaboração Final:
Jorge Schemes – Técnico Pedagógico responsável pelo Programa na GEECT de Joinville, SC.
Pesquisa personalizada