Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

sexta-feira, junho 23, 2006

RELATÓRIO: EEB ALÍCIA BITTENCOURT FERREIRA

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
E.E.B PROFª ALÍCIA BITTENCOURT FERREIRA
CÓDIGO 754000214230 - FONE 463-0231
E-MAIL:
eebprofaliciabferreira@sed.rct-sc.br
RUA CIDADE DE PILÕES SN BAIRRO SANTA CATARINA
JOINVILLE - SANTA CATARINA



Relatório das ações desenvolvidas pelo Programa O Caráter Conta

Pilares trabalhados: Sinceridade, Responsabilidades e Respeito.

Em reunião com os professores ficou decidido que cada professor teria liberdade para trabalhar didaticamente os pilares do Caráter Conta com a ajuda da coordenadora do Projeto na escola em relação às dinâmicas, apostila ou qualquer outro apoio didático ou teórico.
Entretanto, os professores de Pré a 4ª. Série desenvolvem indiretamente os pilares do Caráter dentro de seus programas curriculares de forma que os alunos façam a avaliação do seu caráter dentro da escola e todos os dias todos os alunos devem preencher o seu gráfico com suas tarefas diárias e ao final de cada período estipulado pelo professor em conjunto com os alunos, será premiado o aluno que teve seu gráfico todo preenchido ganha um prêmio (prendas), carimbos etc.
De 5ª. a 8ª. Série, dentro da disciplina de Língua Portuguesa, os alunos participaram do concurso de frase da Nestlé e Governo Federal sobre os Valores Humanos e todos os pilares foram relembrados na hora de produzirem suas frases para mandarem para o concurso.
Na disciplina de Ensino Religioso, a professora tem trabalhado com textos que procurem ampliar a compreensão do mundo e favorecer o respeito para com todas as etnias, religiões e filosofias de vida, integrando dentro de uma visão de totalidade, os vários níveis de conhecimento: o sensorial, o intuitivo, o afetivo, o racional e o religioso e também com auto- avaliações de caráter.
Em conjunto, a escola promoveu uma celebração de Páscoa Ecumênica com ênfase na Campanha da Fraternidade deste ano, aproveitando para relembrar os alunos sobre a importância da Inclusão Social.
Realizamos também a Gincana para a Festa Junina, onde toda a escola se mobilizou pois todos sabem da importância e necessidade de arrecadarmos fundos nesta festa para melhoria da escola. A Gincana foi um sucesso e a turma vencedora recebeu seu prêmio tão esperado: um dia de esportes e brincadeiras educativas numa recreativa.
Aos poucos estamos resgatando a união, amor e respeitos em nossa escola.

REPASSE E ATIVIDADES: EEB GIOVANI PASQUALINI FARACO

EEB GIOVANI PASQUALINI FARACO

PROGRAMA “O CARATER CONTA”
FONE/FAX: (47) 3435-1868


ASSUNTO: RELATÓRIO DO REPASSE NO PROGRAMA “O CARÁTER CONTA”


No dia dezesseis de maio de dois mil e seis, foi realizado na Escola de Educação Básica Giovani Pasqualini Faraco o repasse do programa “O Caráter Conta” com professores e funcionários.
A orientadora educacional Viviane Regina Bonassa foi quem desenvolveu o trabalho, transcrito a seguir.

Em uma sala de aula, reuniram-se no turno matutino e no turno vespertino os professores do Ensino Médio e do Ensino Fundamental. No turno noturno as turmas tiveram aula normal.
A sala foi arrumada com as carteiras em semi círculo; na frente, mesas e cestas dispostas com o material decorado com as cores dos pilares. Os participantes e palestrantes usavam roupas coloridas, de acordo com os pilares.
Na entrada os participantes receberam um pequeno ramalhete de flores secas.
Foi exposto numa tela, através do retro projetor, o que é o programa e seus objetivos. (anexo 1).
Em seguida, foi realizada uma dinâmica com o jogo - “descobrir os pilares”. O grupo foi dividido em equipe. Cada um recebeu um envelope com doze cartões plastificados: em seis escrito o nome de cada pilar e nos outros seis, o perfil referente. A tarefa era descobrir a qual pilar correspondia cada texto.
Foi exposto, também através de transparência, cada pilar individualmente. (anexo 2)
Após a apresentação de cada pilar, os participantes receberam uma guloseima da cor respectiva e foi aplicado uma dinâmica, conforme segue.

SINCERIDADE: gelatina azul - sabor de tutti frutti.
Responderam um questionário ( anexo 3).

RESPONSABILIDADE: bala de goma verde.
Dinâmica de balões: cada um recebeu três etiquetas auto colantes e três balões de cores diversas (cores dos pilares). Em cada etiqueta, foi escrito uma responsabilidade e colada nos balões. Todos jogaram os balões para cima, tentando não deixá-los cair.
Reflexão: dificuldade de cuidar e manter nossas responsabilidades.

CIDADANIA: bala de goma vermelha.
Dinâmica com estrela, mão e pé: os participantes receberam um papel cartão em formato de estrela, no qual escreveram um ponto positivo da escola; um papel cartão em formato de mão, no qual escreveram o que precisa melhorar na escola; e um papel cartão em formato de pé, no qual escreveram o que podem fazer para melhorar o ambiente escolar.
Estas figuras, estrela, mão e pé, foram coladas no quadro da sala, ao lado da flâmula da escola.


JUSTIÇA: bala na cor laranja.


RESPEITO: bala na cor amarela.
Dinâmica: escreveram num papel que receberam, como gostam de ser tratados. O material foi recolhido e será digitado e entregue a todos.

ZELO: bala roxa.
Dinâmica: escreveram uma mensagem de zelo e algumas foram lidas aos demais. Essas serão digitadas e entregue a todos.

Para finalizar entregamos uma folha com explicação e desenho dos seis pilares, para pintarem com as respectivas cores.

Ficou combinado que no dia vinte e cinco de maio nos reuniremos para planejamento da implantação do programa nesta Unidade Escolar.


Joinville, 22 de maio de 2006.
Duração: 30 dias
Séries: Pré a 3ª Série do Ensino Fundamental

Pilares: Sinceridade e Respeito

Pessoas de caráter são pessoas sinceras, em quem podemos confiar. Confiança não vem automaticamente. Você precisa conquistar a confiança lentamente, mostrando que é honesto, que vive conforme acredita, que mantém sua palavra e é leal.
Todos nós queremos ter oportunidade de ser quem somos, tomar decisões, ser aceitos e tratados de forma educada e correta e ter alguma privacidade. Pessoas respeitosas dão às outras as informações que precisam para tomar decisões conscientes sobre as suas vidas. Pessoas respeitosas tratam as outras com consideração. Fazem o que é adequado e desejável quando lidam com outros. Não suportam violência, rudeza ou maldade. Pessoas respeitosas toleram as crenças de outras pessoas e aceitam suas diferenças individuais sem preconceito. Não insistem em que os outros sejam iguais a eles. Pessoas respeitosas tratam as outras da mesma maneira como querem ser tratadas.
Valorizam e ajudam os outros e ajudam os outros a se valorizarem.


Justificativa:

Nossa sociedade passa por uma inversão de valores que vêem se refletindo em nossas vidas.
Pensando nisso e tendo consciência de que só uma sociedade com valores e éticas morais formará cidadãos responsáveis, críticos e autores de sua história e conseqüentemente mais humana e justa, onde todos tenham os mesmos direitos e valores.


Objetivo Geral:

Conscientizar as crianças da importância de ser sincero e respeitar os sujeitos enquanto cidadãos que pensam, agem e interagem na sociedade da qual fazem parte.


Objetivos Específicos:

Destacar a moral das fábulas, levando-as a reflexão sobre os atos do nosso dia-a-dia.
Analisar com as crianças a diferença entre o que devem e não devem fazer para se comportarem com respeito.
Trabalhar com os alunos para rever o que é e não é ser sincero.
Propiciar ao educando destacar a moral das fábulas levando-as a refletir sobre os atos do nosso cotidiano.
Desenvolver no educando a criatividade e o senso crítico.
Valorizar a importância dos animais e do meio ambiente.


Disciplinas e Conteúdos:

Língua Portuguesa e Literatura
Histórias infantis, prosa, poesia, contos e fábulas
Escrita: produção e reprodução de textos coletivos e individuais
Leituras: silenciosa, coletiva e individual
Acrósticos

Matemática
Sistema monetário
Formas geométricas
Situação problema envolvendo adição, subtração, divisão e multiplicação

História/Geografia
Localização

Ciências
Meio ambiente e preservação do meio

Filosofia
O “eu” como pessoa

Sociologia
Valores

Artes Cênicas
Dramatização da história
Confecção do boneco Pinóquio


Avaliação:
Será feita durante todo o processo
Culminância
Confecção de um livro pelos alunos
Apresentação aos pais dos trabalhos desenvolvidos durante o projeto


Desenvolvimento:

Tema: Sinceridade
Respeito

Livro do Pinóquio

Séries: 1ª a 3ª Série

1 – Através da escrita ou desenho, os alunos irão expressar suas opiniões em relação as situações de desvio de caráter do Pinóquio:

Se deixar levar pelas más companhias e se desviar do caminho da escola.
O menino, muito envergonhado, contou mentiras para justificar estar preso, e seu nariz começou a crescer.
Pedir perdão, prometendo que agora seria obediente, mas, ele não cumpriu o que prometeu.

2 – Expressar situações de desvio de caráter, sobre as conseqüências de não ser sincero e de não respeitar as pessoas:

Na história do Pinóquio, o nariz cresce quando ele mente. E se você mente, o que pode acontecer com você?
O Pinóquio faltou com respeito aos conselhos de Gepeto, você respeita seus pais e se não respeitá-los, qual é a conseqüência?

Material:

Papel sulfite, papel almaço e livro do Pinóquio
Responsável pelo trabalho – Fabiane Huth


ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA GIOVANI PASQUALINI FARACO

PROGRAMA “O CARATER CONTA”

Duração: 2 aulas
Séries: 7ª a 8ª do Ensino Fundamental e 1ª a 3º do Ensino Médio


Pilar: Sinceridade


Pessoas de caráter, são pessoas sinceras, em quem podemos confiar. Confiança não vem automaticamente. Você precisa conquistar a confiança lentamente, mostrando que é honesto, que vive conforme acredita, que mantém sua palavra e é leal.


Objetivo Geral:

Desenvolver a integração dos alunos, trabalhando e percebendo a sua sinceridade para ser aceito em sua vida social.

Material:

Papel ofício e lápis, canetinha
Música:


Desenvolvimento:

Grupo em círculo, sentados.
Cada participante recebe duas folhas, uma em branco onde vai escrever seu perfil e na outra personalizada a qual se identifica. Ao sinal do facilitador, todos passam a folha que se identificaram para o vizinho da direita, para que este possa escrever uma palavra ou frase para pessoa cujo nome se encontra no alto da folha
Assim, sucessivamente, todos escrevem para todos até que a folha retorne ao ponto de origem.
Fazer a leitura silenciosa das mensagens recebidas.
Plenário – Comentar com o grupo o seu perfil (se quiser)
O que foi surpresa para você?
O que já esperava?
O que mais o(a) tocou?



Comentário:

Esta atividade é muito rica e possibilita a participação de todos os componentes do grupo. A sua aplicação não se esgota nessa temática, podendo ser utilizada, também na finalização de uma etapa de trabalho ou mesmo na conclusão do grupo.
É uma atividade que pode ser repetida em fases diversas do processo grupal, como forma de facilitar a comunicação e avaliar a sinceridade e as relações entre os componentes.


ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA GIOVANI PASQUALINI FARACO

PROGRAMA “O CARATER CONTA”

Duração: 2 aulas
Séries: 4ª a 6ª Série


Pilar: Sinceridade


Pessoas de caráter, são pessoas sinceras, em quem podemos confiar. Confiança não vem automaticamente. Você precisa conquistar a confiança lentamente, mostrando que é honesto, que vive conforme acredita, que mantém sua palavra e é leal. Seja honesto. Não engane, não fraude, não roube. Seja confiável – faça mesmo o que disse que iria fazer. Tenha coragem para fazer o que é certo.


Objetivo Geral:

Desenvolver nas pessoas a virtude da sinceridade para conquistar os demais.


Material:

Papel dupla face, papel Kraft, cola tesoura, frases, história.


Desenvolvimento:

Entregar para os alunos folha (em azul).
Colar frases nas folhas e colocar em uma caixa de presente.
Sentados em círculo na sala, cada um pega uma folha e fala se faz aquilo, com sinceridade.
Colar na árvore com papel Kraft.
Leitura do livro: “Menino e o Lobo”
Entregar gelatina ou bala.


Mensagem:

“Se o seu coração é aberto e sincero, você naturalmente se sente satisfeito e confiante e não tem motivos para sentir medo dos outros”


Frases:

Digo sempre a verdade.
Auxilio quem precisa de ajuda.
Não jogo lixo no chão.
Não engano meus amigos.
Não brigo com meus amigos.
Não escondo informações importantes de meus pais.
Sou confiável.
Ajudo meus colegas nas dificuldades.
Respeito os mais velhos.
Se encontro algo, procuro devolver ao dono.
Não pego nada que não me pertence.
Devolvo o que tomo emprestado.
Não quebro promessas.
Procuro ser sempre o melhor que puder.
Não faço comentários maldosos.
Não falo de pessoas pelas costas.
Não maltrato os animais.
Respeito as leis de trânsito.
Sei trabalhar em equipe.
Sei ouvir.
Aguardo minha vez de falar.
Cumpro as normas da escola.
Cumpro minhas atividades escolares.
Respeito as ordens de meus professores.
Sou pontual nos meus compromissos.
Não deixo meus amigos desapontados comigo.
Não risco as cadeiras.
Penso antes de agir.
Sei conter a agressividade.

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA GIOVANI PASQUALINI FARACO

PROGRAMA “O CARATER CONTA”

Duração: 2 aulas
Séries: 4ª a 6ª Série


Pilar: Respeito

Todos nós queremos ter oportunidade de ser quem somos, tomar decisões, ser aceitos e tratados de forma educada e correta e ter alguma privacidade. Pessoas respeitosas dão às outras as informações que precisam para tomar decisões conscientes sobre as suas vidas. Pessoas respeitosas tratam as outras com consideração. Fazem o que é adequado e desejável quando lidam com outros. Não suportam violência, rudeza ou maldade. Pessoas respeitosas toleram as crenças de outras pessoas e aceitam suas diferenças individuais sem preconceito. Não insistem em que os outros sejam iguais a eles. Pessoas respeitosas tratam as outras da mesma maneira como querem ser tratadas. Valorizam e ajudam os outros e ajudam os outros a se valorizarem.


Objetivo Geral:

Fazer os alunos perceberem que, para serem respeitados, é necessário respeitar os demais.

Material:

Cartolina amarela, tesoura, fita crepe, papel Kraft
Texto: Faça para o outro aquilo que você deseja que outro lhe faça
Desenho do pilar


Desenvolvimento:

Os alunos desenham a mão e escrevem:
Em que situações você se sente desrespeitado?
Como gosto de ser tratado pelo outro?


Mensagem:

“Uma pessoa educada só se tornará nobre quando colocar em prática tudo que tiver aprendido e não apenas através de suas palavras”

Dar salada de frutas para os alunos no final.
“Fale a sua verdade, seja ela qual for, clara e objetivamente, usando um tom de voz tranqüilo e agradável, liberto de qualquer preconceito ou hostilidade”. (Dalai-Lama)


FAÇA PARA O OUTRO AQUILO QUE VOCÊ DESEJA QUE O OUTRO LHE FAÇA


Um pai levou o filho ao parque de diversões. Lá, chamou a atenção do menino uma placa na qual estava escrito: ”Sala do ecos”.
Curioso, o garoto perguntou ao pai o que era “eco”. Levando a criança até o local, o pai lhe explicou: “Meu filho, para tudo o que você disser nesta sala, imediatamente obterá resposta”.
O menino achou aquilo muito interessante e logo entrou na sala, gritando: “Buuurrrooo !!!”
E logo ouviu a resposta: “Buuurrrooo!”
O garoto, não gostando do que escutou, revidou: “Feiooo! Feiooo!
Cada vez mais irritado, o menino foi falando palavrões que voltavam para ele multiplicados. Então, o desapontado e quase chorando, o menino pediu ao pai que o levasse embora daquele lugar, pois lá só havia pessoas mal-educadas.
Nesse momento, o pai explicou que o eco só estava repetindo aquilo que ele dizia. E prosseguiu: “Meu filho, se você quiser ouvir coisas boas, diga-as você primeiro”. E o pai começou a dizer: “Lindoooo!!” E o eco respondia: “Lindoooo!!” E em seguida: “Eu te amooo!!” E ouvia a resposta: “Eu te amooo!!”
O menino ficou maravilhado. E o pai completou, dizendo: “A vida é como um eco: devolve-nos aquilo que depositamos nela”

A vida é como um eco: devemos dar para o outro aquilo que desejamos receber.
Para que sua família se transforme, faça para o outro aquilo que você deseja que o outro lhe faça.
A vida lhe dá de volta tudo o que você diz, tudo o que você deseja de bem e mau aos outros.
A vida lhe devolverá toda blasfêmia, inveja, incompreensão, falta de honestidade que você desejou, praguejou às pessoas que lhe cercam.
Nossa vida é simplesmente o reflexo das nossas ações.
Se você quer mais amor, compreensão, sucesso, harmonia, fidelidade, crie mais amor, compreensão, harmonia no seu coração. Se agir assim a vida lhe dará felicidade sucesso, amor das pessoas que lhe cercam.

FOTOS DAS ATIVIDADES



RESPONSABILIDADE E SINCERIDADE: EEF RUI BARBOSA

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
EEF RUI BARBOSA
Rua: São Paulo, 555 – Bairro Bucarein – Fone-Fax: (47) 422-5018
e-mail : eefrb@sed.sc.gov.br
Joinville – Santa Catarina

Joinville, 10 de maio de 2006.

Ofº nº 17/06

Prezado Senhor

Vimos pelo presente apresentar a forma de repasse do Programa “O Caráter Conta” aos professores, alunos e corpo administrativo escolar.
Como se sabe, dia 16 de março iniciou a Capacitação do Programa através da competente equipe americana. Desta Capacitação participaram: a Assistente Técnica Pedagógica ANA PAULA PACHECO, a professora da disciplina Língua Inglesa DENISE REGINA GESSER e a professora de ensino fundamental de alunos com necessidades especiais SILVANA FÁTIMA VEIGA, da Escola de Ensino Fundamental Rui Barbosa. As três profissionais formaram a Equipe do Programa “O Caráter Conta” e ficaram responsáveis pelo repasse do conhecimento ao corpo administrativo e aos professores e esses de trabalharem com os alunos em sala de aula.
Na primeira Reunião Pedagógica que aconteceu dia 30 de março à noite, já que a Escola não tem aulas no período noturno, a Equipe do Programa iniciou a apresentação com uma dinâmica e aproveitou para explanar de forma ampla o que é, e como será trabalhado o Projeto “O Caráter Conta” na Escola. Também foi definido, em consenso, o cronograma dos encontros com os professores sobre cada pilar, as datas que todas as turmas desenvolverão atividades e ainda as datas de socialização em forma de apresentação para toda a Escola. Houve críticas de alguns professores que responsabilizam os pais e não a Escola pela educação dos alunos quanto a moral e os valores éticos. A diretora, LAMIS MOUSSE, declarou que a função da escola é trabalhar com o conhecimento, porém, não é possível desconsiderar a história de cada aluno, pois ele aprende através das interações e os valores éticos permeiam essas relações. Sendo assim os professores que não desejarem participar do Projeto são livres para desenvolver outras atividades correspondentes.
O 1º Encontro com os professores realizou-se dia 05 de abril nos períodos matutino e vespertino com todos os professores e corpo administrativo presentes na Escola, inclusive com a presença de estagiárias. O pilar RESPONSABILIDADE foi apresentado pela Equipe do Projeto com o auxílio do professor da disciplina Ensino Religioso, OSNILDO VOLTOLINI, que também participou da Capacitação do Programa com o incentivo da outra Escola em que leciona. A Equipe do Programa apresentou atividades que podem ser aplicadas em sala de aula, teóricas e dinâmicas. A receptividade do grupo foi muito proveitosa e a Equipe conseguiu alcançar o objetivo de incentivar os professores a trabalhar o pilar “Responsabilidade” de forma prazerosa.
Assim sendo, dia 12 de abril, todos os professores desenvolveram atividades sobre o pilar citado acima, nas classes. A socialização ocorreu dia 03 de maio, na última aula dos períodos matutino e vespertino com a presença de toda a Escola no pátio. No período matutino os alunos da 2ª série apresentaram cartazes confeccionados durante as aulas de Artes, a 3ª série também apresentou cartazes confeccionados durante um debate sobre as responsabilidades do professor e dos alunos em forma de círculo na sala, a 5ª série apresentou os deveres e os direitos dos alunos em casa e na escola e a 7ª série apresentou um Termo de Responsabilidade desenvolvido pelos alunos em sala. Já no período vespertino a 2ª série de alunos com deficiência auditiva juntamente com a 2ª série de ouvintes apresentaram um acróstico da palavra “responsabilidade” e a 6ª série apresentou os Mandamentos da Responsabilidade desenvolvido pela classe.
Sendo que o pilar da Responsabilidade encerrou com muitos benefícios à escola e apesar de um novo pilar iniciar, o da Responsabilidade será sempre abordado e lembrado.

Joinville, 14 de junho de 2006.


Ofº nº 29/06

Prezado Senhor

Vimos pelo presente apresentar a forma de repasse do Pilar SINCERIDADE do Programa “O Caráter Conta” aos professores, alunos e corpo administrativo da Escola de Ensino Fundamental Rui Barbosa.
O pilar foi apresentado aos professores no início da Reunião Pedagógica que aconteceu dia 23 de maio à noite, pela equipe: a Assistente Técnica Pedagógica ANA PAULA PACHECO e a professora de ensino fundamental de alunos com necessidades especiais SILVANA FÁTIMA VEIGA.
Primeiramente foi solicitado que os professores respondessem a Avaliação Inicial (Antes da Implantação) do Programa “O Caráter Conta” encaminhada pela GEECT. Depois se seguiu com explicações e esclarecimentos sobre o pilar SINCERIDADE. Duas perguntas foram lançadas para o grupo: “O que você faria se encontrasse o marido de sua melhor amiga com outra?” e “Seu filho tem uma doença terminável e poucos dias de vida, pergunta-lhe se vai morrer, o que você responde?”, essas perguntas geraram muita discussão sobre ser sincero em todas as situações e muitos professores expuseram exemplos de vida. Em seguida foi feita uma dinâmica para ser usada nas séries iniciais: foi confeccionado um grande móbile de águias de papel que representam pessoas que voam alto, acima das pressões para fazerem coisas erradas e várias cobras de dobraduras de papel que representam pessoas que se arrastam no chão, são falsas e enganam. Ainda foi feita a dinâmica das ratoeiras, a mesma que foi apresentada na Capacitação dos americanos, com ótimos resultados quanto à confiança e segurança que as pessoas transmitem às outras. Após as dinâmicas foram sugeridas outras maneiras de ajudar crianças e adolescentes a serem mais sinceros e maneiras para se trabalhar em sala de aula.
Na semana seguinte os professores trabalharam em sala de aula o pilar SINCERIDADE de várias maneiras. E no dia 06 de junho, toda a Escola reuniu-se no pátio para assistir as apresentações descritas abaixo, que as turmas prepararam.
No período matutino, um grupo da 4ª série cantou o seguinte rap, de autoria deles próprios, incentivando a agir somente de forma correta: “Não engane, não fraude, não roube, seja honesto, seja confiável, faça o que deve, tenha coragem, faça o que é certo, só o que é certo”. Outro grupo da mesma turma confeccionou um cartaz em quadrinhos comparando sinceridade a uma águia e mentira a uma cobra, enfatizando agir com sinceridade. A 6ª série apresentou duas peças teatrais, na primeira demonstraram uma garota que tinha o hábito de mentir e na segunda peça apresentaram uma adolescente que perdeu a confiança dos pais, nas duas peças as garotas sofreram as conseqüências e mudaram de comportamento. A 7ª série também apresentou uma peça teatral, representaram uma classe tendo aula sobre sinceridade e aplicando a aprendizagem no recreio.
Alunos da 5ª série aproveitaram o momento para pedir desculpas à 3ª e 4ª série de alunos com necessidades especiais, por terem vaiado e demonstrado preconceito na semana que passou durante a escolha das turmas para a Gincana da Copa do Mundo. Dessa forma, demonstraram evolução mediante as apresentações dos pilares.
Já no período vespertino a 6ª série apresentou um texto sobre relacionamentos e principalmente sobre amizade, deixando claro que a fórmula para o bom relacionamento pessoal é a sinceridade. E alunos da 8ª série representaram uma família que fez acusações injustas, mas redimiu-se no final, na forma de uma peça teatral.
Assim, foi trabalhado mais um pilar, o da SINCERIADADE, contribuindo para a aquisição de valores de alunos e docentes. Adquiriram também mais confiança uns nos outros e perceberam o quanto a mentira pode ser prejudicial.

EEB ANTÔNIA ALPAÍDES CARDOSO DOS SANTOS

Escola de Educação Básica:
Professora Antônia Alpaídes Cardoso dos Santos
Diretoras: Maria Rosa Sellmer e Cléa Maria de Aguiar
Professores: Adriana S. da Rosa, Maria da Conceição Lemos e Suziane Marques
Turmas: 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental
Disciplinas: Português
Tema: Valores Humanos – O caráter conta



RELATÓRIO DAS ATIVIDADES
PROGRAMA: “CARÁTER CONTA”


Conforme o Programa Caráter Conta, foram trabalhadas algumas atividades incluídas em planos de aulas dentro da interdisciplinaridade, ou seja, abrangeu diversas áreas do conhecimento.
Buscou-se desenvolver nas crianças e jovens, seus valores éticos e fortalecer seu caráter, despertando neles a consciência dos “seis pilares do caráter”, que são a sinceridade, respeito, responsabilidade, zelo, senso de justiça e cidadania.
Sendo assim, serviram para nortear suas vidas pessoais e para construir uma sociedade mais harmoniosa e feliz.
Em Língua Portuguesa foram trabalhados temas enfatizando debates, envolvendo os conceitos dos valores humanos (pelos alunos), através de relatos citados pela vivência na comunidade. E também apresentados os conceitos desses valores (pelo professor), através de dicionários, gramáticas, livros didáticos, fábulas, fatos e acontecimentos sócio-políticos e econômicos do País, dos estados e da nossa cidade. Posteriormente, foram criadas frases e redações, sendo uma frase para cada valor estudado (seu uso correto).
Trabalhou-se em grupos (trios) empregando os valores dentro do tema: “Eu gostaria que...” (de acordo com as necessidades e dificuldades encontradas na sociedade e na comunidade).
Produziram-se textos envolvendo os valores humanos na Copa 2006 (grupo de seis alunos), - união dos povos e diversidade cultural.
Confecção de cartazes e painéis com figuras e ilustrações e com o texto de cada aluno.
Juntamente com os alunos das séries (5ª 01 e 6ª 01), trabalhou-se com alguns temas como: respeito, cidadania e justiça.
A princípio foi passado por escrito o que significa cada um dos pilares. Em seguida, foi feito um debate e eles puderam dar suas opiniões a respeito dos assuntos abordados.
Também se pediu para que escolhessem um tema e fizessem um desenho. Os alunos gostaram muito da atividade e fizeram uma exposição dos desenhos em sala de aula.
O assunto foi debatido e as crianças e adolescentes deram as suas respostas e todos ganharam.
Trabalhou-se também com os professores, o tema: responsabilidade com cor verde.
Entregou-se balões verdes e eles colocaram dentro dos balões as suas maiores responsabilidades. Após, estouravam os balões e liam o que os outros escreveram.
Com o tema: sinceridade, cuja cor foi azul, usou-se lápis da cor azul e foram feitas algumas perguntas como: - Você é verdadeiro em casa? Com os amigos, na escola? Justifique.
No final, balas na cor do tema.

PROFESSORES ENVOLVIDOS:

Professora Adriana S. da Rosa
Professora Maria da Conceição P. Lemos
Professora Suziane Marques

REPASSE: EEM RUBEN ROBERTO SCHMIDLIN

Quarta-feira, maio 23, 2006-05-23

EEM Dr. “RUBEN ROBERTO SCHMIDLIN”

Diretora: Alice Vanderlinde Machado
Assistente Técnico Pedagógico: Osni Waldir Goll
Assistente de Educação: Rosane Gazola Rocha
Professora: Zélia Inêz Schmitz

Relatório – Programa Caráter Conta
Aplicação do Programa Caráter Conta para os Professores desta Unidade Escolar



Depois de participarem do programa “Caráter Conta” e se fazer presente na reunião com
O Professor Jorge na GEECT; O Assistente Técnico Pedagógico Osni Goll, a secretária Rosane Gazola, e a professora Zélia passaram a aplicar o programa para os professores de nossa Escola.

17/04/06- Nos reunimos para definir quando e como, faríamos o repasse aos professores.
Ficou definido que o programa será passado aos professores, num período de 8 dias seguidos, sempre nos 15 minutos iniciais da 1ºaula, conforme segue a seguir:
24/04/06- A sala dos professores foi preparada neste 1ºdia com uma toalha branca na mesa,
uma faixa branca foi confeccionada com os dizeres “ Caráter Conta”, sendo que as letras foram confeccionadas nas cores dos pilares do programa. Também foram confeccionados cartazes com os seguintes dizeres: “Não podemos julgar o livro pela capa”; “Vencer a qualquer custo, é um vencer falso”; “Se você tem bom caráter, você pratica sua moral, mesmo quando isso possa doer”.
Para cada professor, foi entregue uma fita, para amarrar no pulso com o dizer: caráter, que usaram neste dia durante aa aulas, esta teve como finalidade aguçar a curiosidade nos alunos, do porque dos dizeres nos laços nos pulsos.
Também foi entregue uma caneta branca para cada professor, com a mensagem: “Seja uma pessoa de caráter e voe como as águias”. Foram dadas explicações do motivo de se usar a águia como referência.Assim como o leão é considerado o rei das selvas, entre os animais , assim a águia é a ave que é mais admirada e cotada pelos estudiosos e palestrantes do mundo todo . Isto porque ela é formosa e majestosa. Apesar de seu corpo de aparência pequena, ao abrir as suas asas, podem chegar a 3 metros de largura. É a única ave que consegue furar uma tempestade e voar sobre as nuvens. A águia é uma ave que chega a viver até os 70 anos. Mas, para chegar até esta idade, ela tem que tomar uma séria e difícil decisão por volta dos 40 anos. Nesta idade, ela esta com as unhas compridas e flexíveis, não conseguindo mais caçar suas presas para se alimentar, seu bico alongado e pontiagudo já esta curvo, suas asas estão apontando contra o peito, envelhecidas e pesadas, em função, da grossura das penas; e voar já esta se tornando uma tarefa difícil . Então, a águia só tem duas alternativas: morrer... ou enfrentar um dolorido processo de renovação que ira durar 150 dias. Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e recolher-se em um ninho próximo ao paredão onde ele não necessite voar. Após encontrar esse lugar a águia começa bater com o bico contra a rocha até conseguir arranca-lo. Após arrancá-lo espera nascer um bico novo com o qual vai arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E somente depois de cinco meses ela sai para seu famoso vôo de renovação. E poderá viver, então, por mais 30 anos. Em nossa vida, muitas vezes, temos que nos resguardar por um tempo e começar um processo de renovação. Para que continuemos a voar um vôo de vitória, devemos nos desprender de lembranças, costumes e outras tradições que nos causam dor. Somente quando nos livramos do peso do passado é que podemos aproveitar o resultado valioso, que uma auto-renovação sempre traz. Colocamos aos professores que o “Caráter Conta” não é um projeto, mas sim um programa, que a partir desta data fará parte da PPP (Projeto Político Pedagógico), de nossa escola que ele tem como objetivo ajudar os educadores a trabalharem com as crianças e jovens, visando desenvolver seus valores éticos e fortalecer seu caráter . Estas atividades constituem-se em método eficaz para despertar nas crianças e jovens, a consciência de que os “seis pilares do caráter”-sinceridade, respeito, responsabilidade, zelo, senso de justiça, e cidadania- são fundamentais para nortear suas vidas pessoais e para construir uma sociedade mais harmoniosa e feliz.

25/04/06- Sinceridade
Antes do horário preparamos a sala dos professores com uma faixa azul, fitas azuis escritas sinceridade, para serem amarradas nos pulsos dos professores, foi servida gelatina azul, distribuímos 1 bis azul, 2 balas com embalagem azul, e uma frase um recorte de cartolina azul, dizendo: “ Seja direto, claro e franco”. Junto aos cartazes já existentes, colocamos o seguinte: “Seja uma pessoa de caráter e voe alto como as águias”.
Dando continuidade repassamos para os demais professores conforme o que segue:
Pessoas boas são em quem você pode confiar. Elas são sinceras e honestas, e corajosas o bastante para fazerem coisas boas, mesmo quando outras pessoas, querem que elas façam coisas ruins. Elas cumprem a sua promessa.
Os seis pilares do caráter conta começam com a sinceridade por uma boa razão. Não existe nada mais importante para definir o bom caráter como as atitudes baseadas na honestidade, na integridade, no cumprimento da palavra dada e na lealdade, componentes que constroem a confiança.
Sinceridade – Significa valorizar a verdade acima de tudo.
- Ser direto, claro e franco. Dizer o que realmente quer dizer e expressar a realidade.
Seja uma pessoa de caráter e voe alto como as águias.
Não seja rasteiro como as cobras, seja uma pessoa de caráter!
Tudo depende se decidirmos ser alguém em que os outros possam confiar... ou se decidirmos ser alguém que não é sincero, leal, que não vive conforme acredita e que não cumpre o que promete.
Pessoas boas, de caráter, voam alto como as águias , voam acima das pressões que recebem para fazer coisas erradas. Os outros podem confiar nelas.

26/04/06 – Respeito
Preparamos a sala dos professores novamente com a cor do pilar correspondente, foi preparada uma fita verde para ser amarrada ao pulso escrito “respeito”, a seguir comentou-se sobre o significado da palavra respeito.Respeitar, é valorizar as diferenças individuais, estimulando a todos direitos iguais. Respeitar, é ouvir e entender o ponto de vista da outra pessoa, as motivações e razões, colocando-se em seu lugar, sem impor as próprias idéias, se eu quero ser respeitado devo respeitar o meu próximo, devemos tomar consciência da necessidade de se desculpar diante de atitudes tomadas, se estas desrespeitam os outros.

29/04/06-Responsabilidade
Neste dia preparamos a sala dos professores, acrescentando a faixa verde com o dizer: Responsabilidade e as demais faixas.
Também entregamos uma fita com o mesmo dizer para cada professor, alem de entregarmos balas na cor verde com o seguinte pensamento: “Você faz a sua parte quando tenta ao máximo e faz sempre o melhor possível. Isto é ter responsabilidade”.
Depois de varias colocações concluímos que responsabilidade significa fazer a sua parte, é fazer coisas por si próprio, ajudas a sua família, amigos, professores, alunos e outros.
Depois apresentamos os quadros: Responsabilidade sim :
- Pense antes de fazer qualquer coisa;
- Pense antes de dizer qualquer coisa;
- Faça as coisas certas;
- Diga as coisas certas;
- Organize as coisas certas;
- Corrija os seus próprios erros;
- Ajude as pessoas;
- Faça o melhor possível;
- Continue tentando;
- Termine suas tarefas antes de ir brincar.
Responsabilidade não:
- Não faça nada sem pensar antes.
- Não diga nada sem pensar antes.
- Não faça nada mau.
- Não deixe as suas coisas desarrumadas.
- Não peça que façam por você o que você mesmo pode fazer.
- Não pare uma tarefa antes de termina-la.
- Não interrompa sua tarefa até que possa se orgulhar dela.
Prosseguindo, deixamos várias perguntas no ar:
- A decisão está de acordo com a busca da excelência? Está comprometida com o que é certo? Competente? Bem informada? Bem acabada? Diligente? Assume as conseqüências pela ação (ou falta de ação)? É um bom exemplo? Ajuda a consolidar a imagem de sua família, escola? E de você mesmo?
Dando continuidade apresentamos um quadro ilustrando o que é ter responsabilidade; no primeiro momento o quadro aparece um pastor “cansado” puxando a sua igreja (templo) com os seus membros em cima de uma carroça e no segundo momento, aparece a igreja (templo), em cima da mesma carroça, mas agora todos estão puxando e empurrando a igreja, onde ninguém parece cansado e todos estão contentes.
Para finalizar foi entregue um texto intitulado “Quem é responsável pela Qualidade”, concluindo foi colocado que o “Diretor” de uma escola, não é o centro nem o cabeça, mas, ele faz parte de uma equipe, na qual cada um tem a sua responsabilidade, e é tão importante quanto o outro, cada um em seu lugar, com sua competência, é uma questão de cooperação mútua.

02/05/06 – Senso de Justiça

A sala dos professores foi novamente preparada, acrescentamos a faixa laranja com as demais, com o dizer “Senso de Justiça”, entregamos também uma fita laranja com o mesmo dizer para ser amarrada no pulso dos professores, foi distribuído balas na cor laranja contendo uma mensagem: “Use as mesmas regras para lidar com todos”.
Dando inicio foi questionado ao professores: Queremos que as pessoas nos tratem de forma justa, mas, será que somos sempre justos com os outros? Houve então um pequeno debate e algumas colocações.

23/05/06 – Zelo
Iniciamos o repasse com a sala dos professores decorada na cor vermelha, em cima da mesa colocamos uma fita vermelha juntamente com uma bala de cereja representando o pilar vermelho.
Dialogamos sobre o que significa zelar, que devemos nos preocupar com o nosso semelhante, ser prestativo, ser generoso. Uma pessoa zelosa é prestativa, boa e generosa;Zelo é sinal de amadurecimento, de evolução. Uma pessoa evoluída ´é capaz de pensar no lugar do outro e zelar pelos outros, além de si mesma.
Trate os outros como gostaria de ser tratado.


08/05/06 – Cidadania
Preparamos a sala dos professores acrescentado a faixa representando o último pilar, cidadania.
Também entregamos para professor uma fita com o dizer cidadania, que foi colocada no pulso permanecendo durante as aulas para aguçar a curiosidade dos alunos.
Iniciamos com a pergunta: O que vocês entendem por cidadão? Concluímos que cidadão é sobretudo um participante. Cidadão não espera que o outro lhe dê condições necessárias para participar, pois essas condições brotam de si mesmo. É autodeterminação.O cidadão sabe preciso buscar, é preciso conquistar, é uma ação que não se acaba.
A cidadania não é esporte para espectador, você tem que participar.
Concluímos também que o endereço e o pressuposto de qualquer cidadão, portanto toda pessoa precisa ter um endereço para se considerar um cidadão.
Dando seqüência colocamos uma pergunta para reflexão: O que as pessoas pensam e esperam de você? Portanto:
- Seja um bom cidadão...
Concluindo aplicamos a dinâmica das mãos: cada professor recebeu uma mão recortada em cartolina, nela anotaram algumas necessidades da escola que podem ser resolvidas por eles. Em seguida essas mãos foram coladas na parede lilás da escola. Na hora do intervalo (lanche), foi servido a todos os presentes uma sobremesa de gelatina, nas seis cores dos pilares, picada e misturada com creme de leite simbolizando os pilares do Caráter.
Pesquisa personalizada