Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

terça-feira, maio 29, 2007

RELATÓRIO: EEF RUI BARBOSA

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
ESCOLA ENSINO FUNDAMENTAL RUI BARBOSA
Rua: São Paulo, 555 – Bairro Bucarein – Fone/Fax: (47) 3422-5018
E-mail : eefrb@sed.sc.gov.br
Joinville – Santa Catarina


Joinville, 23 de maio de 2007.

RELATÓRIO DA CAMPANHA:
“O QUE VOCÊ TEM A VER COM A CORRUPÇÃO?”
DESENVOLVIDA NA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL RUI BARBOSA

Em 20 de novembro passado, no término do ano letivo, houve uma reunião com representantes das escolas públicas e privadas no Fórum de Joinville, em que o Promotor de Justiça e Coordenador Geral da Campanha, Dr. Affonso Ghizzo Neto, apresentou o Projeto da Campanha “O que você tem a ver com a corrupção?” e solicitou o envolvimento de todas as escolas em favor da campanha, campanha esta que tem tudo a ver com o Programa “O Caráter Conta”, pois pretende desenvolver não só responsabilidade, mas também todos os outros pilares: cidadania, respeito, senso de justiça, zelo e sinceridade .
Já no inicio de 2007, em 28 de fevereiro, representantes das escolas foram novamente convidados a participar de mais um encontro sobre a campanha no Teatro Juarez Machado. Momento de ilustração através de vídeos e de uma peça de teatro muito proveitosa. Participamos também de outra palestra do Dr. Ghizzo Neto, mais voltada aos empresários, dia 24 de março na Pizzaria do Nego. Depois recebemos os materiais: revistas e dvd para iniciar nas escolas o que a mídia já vem reproduzindo em horário nobre.
Em abril, a diretora Lamis Mousse, apresentou a campanha aos alunos de 5ª a 8ª série da Escola de Ensino Fundamental Rui Barbosa. Na sala de multimídia a diretora desenvolveu uma discussão sobre corrupção, fazendo a seguinte pergunta no fleap chart “O que você entende por corrupção?”. E os alunos levantaram muitas definições, mas a maioria ainda atribui o termo “corrupção” aos políticos de nosso país devido aos escândalos recentes apontados na mídia. Aproveitou-se então, para discutir sobre as conseqüências dos atos corruptos. Em seguida foi apresentado o dvd, gerando mais debate. Dessa forma houve conscientização de que o combate à corrupção depende de cada indivíduo e que são pequenos gestos e atitudes que contribuem para a formação do cidadão de bom caráter.
Em outro momento foi desenvolvida a campanha em sala de aula. Primeiramente foi feita a leitura da revista e depois foram lançadas as perguntas abaixo, as quais obtiveram respostas dos alunos do Ensino Fundamental, muito criativas e conscientes, como segue. Primeira pergunta: “O que você entende por corrupção?”, e algumas respostas: “Uma pessoa corrupta só pensa em si mesma” de Talita Mayara Meirinho; “... até contar mentirinhas” de Larissa Gotthardi de Almeida; “Roubo, política, Brasil” de Diego Miranda May. Segunda pergunta: “Quais as conseqüências?”, resposta: “Consciência pesada, perda de sono, cansaço, perda de amizades” de Andressa Soares Machado. Terceira pergunta: “Como você pode colaborar (atitudes) para diminuir a corrupção em nosso país?”, respostas: “Denunciar, fazer a diferença, lutar por um Brasil melhor” de Luceli Coelho Borges; “Pensar, refletir... denunciar qualquer tipo de corrupção, ser honesto e bom cidadão” de Larissa Gotthardi de Almeida.
Na aula de Língua Portuguesa, a professora Dionilse de Fátima P. Damasceno, lançou um concurso de frases sobre a campanha. A frase escolhida, “À nova geração consciência contra a corrupção”, foi escrita em uma faixa que será levantada pelos alunos na passeata do Dia “C” Contra a Corrupção que está agendada para o dia 26 de maio, próximo sábado.
Percebeu-se grande aceitação dos alunos em relação a campanha. Muitos desenharam o personagem que aparece na campanha sorrindo ou fazendo o sinal “legal” e ainda citaram várias vezes a frase “A sociedade muda quando os indivíduos que vivem nela mudam”. E mais, painéis reproduzindo os desenhos da campanha estão sendo pintados na escola, mantendo o pensamento na campanha.
Pesquisa personalizada