Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

sexta-feira, outubro 31, 2008

Atividades: EEB Nereu Ramos

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
23º GERENCIA DA EDUCAÇÃO
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NEREU RAMOS


RELATÓRIO DOS TRABALHOS DESENVOLVIDOS NO PROGRAMA O CARATER CONTA NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NEREU RAMOS NO ANO DE 2008

1- IDENTIFICAÇÃO:
Atividade: Gincana do Caráter Conta do período diurno
Coordenação da Atividade: Cindia Rossana

2- DETALHAMENTO DOS TRABALHOS:
Os trabalhos foram realizados pelos terceiros anos 1 e 2 do turno matutino, sobre a supervisão da professora de História, Cindia Rossana. A gincana envolvia todos os níveis de ensino, sendo a gincana organizada por idade.
No primeiro dia da gincana, os alunos representantes tiveram um reunião e através de um sorteio, receberam um pilar do Programa O Caráter Conta, que era a identificação de sua equipe. As equipes deveriam pesquisar sobre o significado do seu pilar para a culminância da Gincana.

Alunos do terceiro ano organizando o dia da culminância da gincana

A Culminância da gincana aconteceu no ginásio da Escola, tendo atividades que as turmas deveriam realizar durante o processo de organização da Gincana e atividades que seriam oferecidas somente no dia. Todas as atividades além de fixar as importâncias dos pilares para o bom exercício da cidadania, ressaltavam o respeito pelas pessoas, focando em especial os moradores da cidade de Itapoá.
Isso foi pensado, visando também um trabalho envolvendo o aniversário do município e da escola que aconteceram na semana da gincana.
Uma das atividades oferecidas as equipes foi a confecção de faixas que retratassem o pilar trabalhado e o perfil da equipe.

Cartazes realizados pelas equipes

Outra tarefa que as equipes tinham que apresentar era um morador nativo da cidade que contasse um fato histórico.

Moradora da cidade e avó de uma aluna da oitava série que participou da gincana

Um dos objetivos dessa gincana era trazer a família para a escola, pois percebe-se na necessidade de que as famílias também conheçam os pilares para que mudem muitos de seus atos enquanto cidadãos. Portanto, uma das tarefas a serem cumpridas era trazer as famílias para participarem da gincana.

Além dessas atividades, observou-se uma necessidade de realizar um momento de integração entre as equipes, pois a Escola está situada em uma cidade litorânea e com isso, tem uma transitoriedade grande de pessoas. Portanto, os alunos muitas vezes não se conhecem, o que acaba trazendo a falta de respeito e as diferenças entre eles.

Equipes pensando na elaboração dos cartazes sobre os pilares

Apresentação dos pilares pelas equipes

E para finalizar as atividades, com a proposta de integrar as equipes, foi realizado algumas atividades esportivas.

Com as atividades de integração, terminou a gincana do caráter conta.


ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
23º GERENCIA DA EDUCAÇÃO
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NEREU RAMOS

RELATÓRIO DOS TRABALHOS DESENVOLVIDOS NO PROGRAMA O CARATER CONTA NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NEREU RAMOS NO ANO DE 2008


1- IDENTIFICAÇÃO:
Atividade: Sou de Caráter
Coordenação da Atividade: Ighor Zakaluk
Roberta Rita Cardoso Silva


2- DETALHAMENTO DOS TRABALHOS:
Justificativa:
Há 2 anos é trabalhado constantemente na Escola de Educação Básica Nereu Ramos, pelos professores os pilares do Programa o Caráter Conta com os alunos. É possível perceber um avanço na prática da cidadania, mais acredita-se que é possível melhorar muito.
Então, pensou-se em além dos professores, equipe pedagogia, direção e funcionários, trabalharem com os alunos, criar um grupo que se reunirá para discutir como está o exercício da cidadania em nossa escola e na cidade.
Esses alunos serão os multiplicadores do que é ser cidadão e assim desenvolverão atividades constantes na escola e na cidade sobre o Caráter Conta.
A equipe Nereu Ramos acredita que dessa forma conseguirá atingir de forma mais eficaz os alunos, família e comunidade.
Objetivo:
Criar multiplicadores do Programa O Caráter Conta, resgatando assim valores perdidos na sociedade.
Metodologia:
Organizar uma equipe de alunos que sentarão e organizarão atividades dentro da escola envolvendo os pilares do Caráter Conta.
Escolher um nome para o grupo.
Encontrar semanalmente no contra – turno para discutir a cidadania.
Preparar formas para multiplicar as questões discutidas em grupos.
Avaliar constantemente as propostas oferecidas pelos grupos.
Relatório de Avaliação
O Início dessa atividade se deu com a colagem de um cartaz em cada sala: Colar o cartaz.
Após 2 semanas foi colocado no pátio uma urna e os alunos que se interessassem deveriam escrever um pequeno texto sobre o que é ser de caráter.
Nessa urna foram colocados os textos que em seguida foram avaliados pelos professores coordenadores da atividade e assim escolhido 10 alunos para compor o grupo.
Assim está se dando continuidade aos trabalhos.

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
23º GERENCIA DA EDUCAÇÃO
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NEREU RAMOS

RELATÓRIO DOS TRABALHOS DESENVOLVIDOS NO PROGRAMA O CARATER CONTA NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NEREU RAMOS NO ANO DE 2008

1- IDENTIFICAÇÃO:
Atividade: Respeito é bom e todo mundo gosta
Coordenação da Atividade: Roberta Rita Cardoso Silva

2- DETALHAMENTO DOS TRABALHOS:
Essa proposta de atividade veio de algumas situações observadas pelos funcionários da Unidade Escolar que não estavam vencendo na limpeza e principalmente, ao pedirem para os alunos colaborarem eram ignoradas.
Diante disso, a coordenadora da atividade iniciou um trabalho com os alunos em sala conversando sobre o que eles entendiam pela palavra respeito. Esse diálogo aconteceu com todos sentados em círculo, podendo cada um colocar o seu entendimento.
Após a socialização, os alunos foram divididos em grupos e receberam papel craft para listar como gosta de ser tratado e como não gosta de ser tratado.
Em seguida foi feito uma avaliação de tudo que foi mencionado e assim realizado uma reflexão de como é interessante o pensamento do ser humano, pois ele gosta de ser tratado com respeito, mais não costuma respeitar os outros.
Pegando essa linha de pensamento foi refletido sobre como está o respeito entre eles, os professores e os funcionários e foi traçado metas para ser cumprida.
Dentre elas está o respeito com o trabalho das funcionárias da escola. As turmas do ensino fundamental e médio se propuseram limpar muitas coisas que haviam sujado, pois nenhum profissional gosta de ver seu trabalho ser destruído.
O primeiro ano 3 encabeçou a iniciativa de se realizar um multirão da limpeza com o objetivo de zelar pelo patrimônio público. A iniciativa foi aderida por outras turmas que além de zelarem pelo espaço escolar, entenderam que as relações na sociedade se estabelecem pela lei da reciprocidade: Nunca faça para os outros, aquilo que não queres para ti.

Pesquisa personalizada