Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

terça-feira, dezembro 18, 2007

GERED Representa "O Caráter Conta" e Participa de Força Tarefa

Ação de cidadania beneficia dois mil moradores do bairro Ulysses Guimarães em Joinville (13/12/2007):

Cerca de dois mil moradores dos loteamentos Juquiá e José Loureiro, no bairro Ulysses Guimarães, zona sul de Joinville, receberam na última quarta-feira (12) um presente de natal antecipado. Eles foram os beneficiados da 2ª Força-tarefa, um mutirão de cidadania realizado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional de Joinville, em parceria com diversos órgãos governamentais, parceiros e a comunidade. “Mobilizamos 150 servidores para oferecer os serviços que essas comunidades precisam. No próximo ano, serão realizadas mais quatro forças-tarefa, cumprindo uma determinação do governador para descentralizar as ações”, declarou o secretário regional Manoel Mendonça. Ao todo, foram realizados 4,8 mil atendimentos gratuitos, entre encaminhamento de carteiras de identidade; cortes de cabelo; preenchimento de fichas para cadastro de emprego; conscientização ambiental e de trânsito; educação e prevenção de doenças; combate às drogas e à violência; distribuição de 1,7 mil mudas de hortaliças e ervas, bem como informações sobre o cultivo; verificação de pressão arterial; avaliação física; banco de leite e a humanização do atendimento da Maternidade Darcy Vargas; utilização dos prontos socorros adulto e infantil, doações de órgãos e programas ambulatoriais do Hospital Regional Hans Díeter Schmidt e exibição de caminhões e ambulâncias dos bombeiros voluntários de Joinville. Foram distribuídos também mais de mil lanches e refrigerantes para crianças.Além dos serviços, foram oferecidas diversas opções de entretenimento, esportes e lazer às crianças e adolescentes, como o passeio à cavalo e a observação em um telescópio; apresentações musicais da banda do 62º Batalhão de Infantaria e da dupla sertaneja Kiko e Koko. Houve ainda a distribuição de kits de agasalhos e brinquedos, disponibilizados pela Fundação Nova Vida, em 3,5 mil residências dos dois loteamentos.Na casa de Clemair Cardoso, 24 anos, o presente foi aceito com uma alegria especial. Ela tem três filhos, de sete, cinco e dois anos e, neste natal, não teria condições de dar brinquedos às crianças. “A única renda que entra é a do meu marido. Se sobrar dinheiro para comprarmos alguma coisa, serão roupas, que é o que a gente precisa mais”, falou. O presidente da Associação de Moradores que compreende os loteamentos José Loureiro, Juquiá e Rosa Três, Gilmar Schauserlberger, o Boca, acredita que atividades como essa fortalecem a união entre a comunidade. “A Força-tarefa foi uma forma de inclusão social dessas comunidades que têm desenvolvido a região com tanto sacrifício”, falou. Para a gerente de Assistência Social, Trabalho e Habitação da SDR Joinville, Maria José Fettback, ações como esta comprovam a eficiência do processo de descentralização do governo estadual. “Os órgãos do Estado estão mais próximos dessas pessoas”, afirmou. A iniciativa também ajudou jovens como Jéssica Werplotz, 16 anos. Ela estava à procura de um emprego, mas o custo do deslocamento diário até o centro da cidade para visitar agências de recursos humanos se tornava caro. “Vim aqui e preenchi um currículo, me deram um endereço e amanhã já vou fazer uma entrevista. Se tudo der certo, começo imediatamente”, comemorou. Jéssica, assim como o estudante Sidnei Dreyer, 17 anos, aproveitou para encaminhar a confecção da carteira de identidade. Para se alistar no exercito no próximo ano, Sidnei precisará do documento. De acordo com ele, a Força-tarefa lhe ajudou a economizar, além da passagem de ônibus, a taxa de R$11,00, cobrada na delegacia regional. Participaram da Força-tarefa, juntamente com os técnicos da SDR Joinville, as Polícias Civil, Militar e Ambiental; Polícia Rodoviária Estadual; bombeiros voluntários; gerências regionais de saúde e Gerência de Educação; o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt; Maternidade Darci Vargas; a Universidade da Região de Joinville (Univille); Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc); Penitenciária Industrial; a Celesc; 62º Batalhão de Infantaria; Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri); Engepasa Ambiental; a Associação de moradores dos loteamentos José Loureiro, Juquiá e Rosa Três; Fundação Nova Vida e Cila Budal Cabeleireira. (Por: Izabel Santos). Fonte: http://www.jve.sdr.sc.gov.br/






























Pesquisa personalizada