Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

quarta-feira, março 05, 2008

Reportagens publicadas no Jornal AN de Joinville sobre o Programa "O Caráter Conta!"

Ética na escola
Lição de respeito e solidariedade


Parceria com universidade dos Estados Unidos beneficia estudantes de Joinville
Rogério Kreidlow
Especial

Marcelo Fabiano da Silva Ehlke, 19 anos, era um aluno rebelde que desafiava professores e incomodava na sala de aula. Brigou com o professor Márcio Addon, em 2006, quando estava na 7ª série e desistiu dos estudos. Pouco depois, arrependeu-se. Lembrou de valores despertados pela professora Auricélia da Silva Lima Addon, mulher de Márcio, na Escola Municipal Maria Amin Ghanem. “Aí vi que tinha feito uma burrada. Resolvi pedir desculpas a eles e fazer as coisas certas”, conta.As atividades e valores a que o ex-aluno se refere fazem parte do programa O Caráter Conta, iniciado em escolas municipais e estaduais de Joinville em 2004. Ontem, agentes do programa voltaram a visitar a escola em que Marcelo estudou, na Cohab do Aventureiro. O jovem fez questão de acompanhar. Segundo Auricélia, que coordena o programa na escola, Marcelo se tornou outra pessoa depois que reviu o que tinha feito. Passou a colaborar em atividades do programa. Não voltou à mesma escola por causa da cidade, mas hoje continua os estudos com ajuda de um supletivo.Trabalhar questões como a de Marcelo, incentivar o respeito, a solidariedade, o diálogo e a ética entre alunos é o objetivo do projeto, segundo o coordenador pedagógico em Joinville, Jorge Schemes, da Gerência Regional de Educação (Gered), que apóia a iniciativa. A cidade é a única no País a desenvolver as atividades, de acordo com Schemes. O programa chegou a Joinville por meio do Instituto de Estudos Políticos e Sociais (Iepes), responsável pela parte financeira, e conta com apoiadores.
rogerio.kreidlow@an.com.br

Os brasileiros aprendem com os americanos
A universidade Virginia Tech, de Virginia, Estados Unidos, participa diretamente das atividades do O Caráter Conta. Seis agentes da instituição participaram da capacitação de cerca de 150 professores estaduais de Joinville, na terça e quarta-feira. Três deles interagiram com 20 alunos da escola Maria Amin Ghanem, ontem, para avaliar o andamento das atividades. Brian Hairston, há oito anos no programa e pela primeira vez no Brasil, disse que a parceria com escolas de Joinville é ótima. “A capacitação de professores foi muito proveitosa e a escola está correspondendo”, elogiou.Jorge Schemes disse que o programa começou com dez escolas municipais e dez estaduais. Hoje, são cerca de 45 escolas que já adotaram as diretrizes. “A cada ano, escolhemos novas escolas para participar da avaliação. Este ano, foi aqui no Aventureiro”, disse. As crianças que participam das avaliações são escolhidas aleatoriamente, de acordo com a professora Auricélia. Baseadas na experiência de Joinville, escolas de Minas Gerais se mostraram interessadas em aderir ao programa.A ONG Companheiros das Américas, o Josephson Instituto de Ética, americano, a Associação Brasileira dos Magistrados e a Escola Nacional de Magistratura apóiam o projeto.

Cuidado com o ambiente e com o colega
O estudante da 7ª série, Renan Santos Alipio, 12 anos, participou da avaliação do Programa O Caráter Conta ontem. Junto de outras crianças de 6ª, 7ª e 8ª séries, desenvolveu atividades como ajudar um colega com uma venda nos olhos a se locomover. Numa sala ao lado, outras dez crianças participavam de uma avaliação mais formal, com relatos e discussão de idéias.“Acho o programa importante, porque faz a gente ter mais responsabilidade com o meio ambiente, com as pessoas. A gente aprende que tem de pensar nisso desde a hora de jogar um papel de bala no chão, por exemplo”, disse o estudante. Segundo ele, o contato com os agentes norte-americanos e com alunos de outras turmas também é um jeito de fazer amizades.John Blankenship e Jennifer Unroe, da Universidade Virgínia Tech, acompanharam as atividades do grupo com ajuda de um tradutor. A diretora da escola, Meire Diógenes Silva, disse que as turmas são incentivadas a desenvolverem atividades ligadas ao programa durante todo o ano letivo. Atualmente, em pilares e paredes da escola, pode-se ver cartazes produzidos por alunos. Neles, estão as palavras-chaves do programa: sinceridade, respeito, responsabilidade, senso de justiça, zelo e cidadania.
Fonte:

Valores humanos
Raul Sartori


Neste mundo em que se invertem valores, uma notícia raríssima: sinceridade, senso de justiça, responsabilidade, cidadania, zelo e respeito, valores indispensáveis para a formação do caráter humano, estão sendo ensinados desde 2004 nas salas de aula de Joinville e região, dentro do Programa O Caráter Conta, que vai ganhar um reforço. Mais 200 professores da rede estadual terminam hoje um treinamento com seis especialistas americanos da Universidade Virginia Tech. O programa demonstra que caráter é resultado do compromisso de fazer a coisa certa, da consciência do que é correto e da competência para tomar decisões éticas. sartori@matrix.com.br
Fonte:

Curso capacita a falar sobre valores básicos

Seis especialistas norte-americanos da Universidade Virginia Tech, do Estado da Virgínia, coordenam hoje e amanhã um curso de capacitação de professores da rede estadual. Eles participam do Projeto O Caráter Conta, adotado por Joinville em 2004.O professor de filosofia Almir Soares da Silva coordena as atividades do projeto na Escola de Educação Básica Professor João Martins Veras, bairro Anita Garibaldi, há três anos. Os temas são trabalhados no teatro, música, redação e palestras curtas. "Percebemos maior resultado na cidadania quando os alunos de 16 anos começaram a se interessar em votar", exemplifica o professor. Sinceridade, senso de justiça, responsabilidade, cidadania, zelo e respeito são os seis valores que dão base à proposta. O projeto é realizado pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Sociais (Iepes), em parceria com o governo do Estado, ONG Companheiros das Américas, com apoio da Associação Brasileira dos Magistrados e Escola Nacional de Magistratura."Reconhecemos que é na família que a formação do caráter se inicia, mas também é uma responsabilidade das organizações", justifica a mestre em educação e coordenadora do projeto, Glenda Snyder.
Fonte:

Vídeos de atividades realizadas pelos professores dos EUA na EEF Maria Amim Ghanem

Professores americanos visitam e desenvolvem atividades na EEF Maria Amim Ghanem, escola referência no Programa "O Caráter Conta!"













































MOMENTOS DA DESPEDIDA

Professores americanos desenvolvem atividades na GERED com professores e pais de alunos envolvidos no Programa "O Caráter Conta!"
























Pesquisa personalizada