Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

sexta-feira, junho 09, 2006

REPASSE: EEB FELIPE SCHMIDT

Relatório de Repasse do Programa “ O Caráter Conta “

De: EEB Felipe Schmidt
Para: Jorge Schemes

O repasse para os professores foi realizado no dia 02 de maio de 2006, no horário de 13h30min às 18h30min.
No dia anterior, fez-se a decoração da sala, usando laços e fitas de tnt, nas cores dos pilares, para despertar a curiosidade dos participantes (anexo 4 – fotos 1, 2 e 3).
Iniciou-se o repasse, apresentando os pilares e a apostila que ajudaria os docentes no repasse aos alunos (anexo 4 – fotos 4 e 5). Em seguida, realizou-se uma dinâmica chamada “Passa Repassa”, com o objetivo de integração dos participantes.
Em seguida, explicou-se o objetivo do programa, sua origem e aplicação em algumas escolas, onde já está em prática. Na seqüência, iniciou-se o repasse dos pilares, para tanto, utilizamos transparências com explicações teóricas (anexo 1), além de dinâmicas para demonstrar na prática a teoria.

Sinceridade:
Sobre esse pilar abordou-se conceitos contidos na transparência 1 (anexo 1). Foi distribuído aos participantes um crachá com o pilar azul e um lembrete de dizeres sobre sinceridade (anexo 2).

Respeito:
Para abordar esse pilar, utilizou-se as transparências 2 e 3 (anexo 1), dando-se ênfase a “Regra de Ouro” e distribuiu-se crachás amarelos e lembretes com seus dizeres (anexo 2).
Depois de trabalhar os pilares da Sinceridade e Respeito, fez-se uma atividade lúdica de caça-palavras (anexo 3).

Responsabilidade:
Apresentou-se aos docentes a transparência 4 (anexo 1), foram expostos os dizeres desse pilar (anexo 2) e distribui-se crachás da cor verde. Em seguida, realizou-se a dinâmica da meia calça, onde formam-se grupos com número par, dá-se um pé de meia para cada participante, pede-se que cada um segure com a mão direita sua meia e pegue com a mão esquerda a ponta da meia de outro. Forma-se um grande nó. Os participantes devem desfazer o nó sem soltar nenhuma das pontas. Esta dinâmica serve para demonstrar a responsabilidade de cada um para resolver um problema de todos.

Senso de Justiça:
Esse pilar foi abordado com a transparência 5 (anexo 1) e distribuição de crachás com pilares laranja e os dizeres (anexo 2). Como dinâmica foi utilizado um exercício do senso de justiça (transparência 6 – anexo 1), no qual os participantes deveriam decidir uma questão polêmica de maneira justa.

Zelo:
Primeiramente abordou-se o conteúdo da transparência 7 (anexo 1), fez-se a distribuição dos crachás com pilares vermelhos e dos dizeres (anexo 2). Logo após, realizou-se a dinâmica do copo de água no chão onde um participante é guiado pelo outro, passando os obstáculos no chão. Seu objetivo é demonstrar a confiança e zelo pelas integrantes da dupla (anexo 4 – fotos 6, 7, 8, 9 e 10).

Cidadania:
Nesse pilar, foram expostos os conceitos da transparência 8 (anexo 1), distribui-se pilares da cor roxa e os dizeres (anexo 2). Para concluir, fez-se a dinâmica da bandeira nacional (anexo 4 – fotos 11 e 12), onde cada participante responde a um questionamento sobre uma ação que demonstre cidadania na escola, na comunidade e em nosso país.

Para finalizar, realizou-se a aplicação do questionário “Que força tem os meus pilares?”
(anexo 5).
Houve participação de todos nas atividades e muita descontração. Para encerrar, utilizou-se uma atividade na qual os participantes deveriam decidir, em grupo, que atitude tomar frente a problemas de difícil decisão.
No dia 12 de maio, reuniram-se os participantes do Programa, no horário das 16h30min às 17h30min, onde definiu-se o repasse para o corpo discente marcando-se o dia 26 de maio para conclusão dos trabalhos do pilar da Sinceridade.
A lista de presença segue em anexo (anexo 6).
ANEXO 1 – Transparências utilizadas durante o repasse

Transparência 1:
SINCERIDADE

“Eu confio em você”. Todos nós queremos ouvir estas palavras ditas por nossos pais, professores, amigos e patrões. Como fazer para que as pessoas confiem em nós? Pessoas boas, éticas, ganham a confiança dos outros por demonstrarem honestidade, integridade, compromisso com a palavra dada e lealdade.

Honestidade
A honestidade é uma qualidade essencial das pessoas éticas. Todos admiramos e respeitamos pessoas honestas. Há duas formas de honestidade: honestidade na comunicação e honestidade na conduta.

Integridade
Integridade é a coerência entre o que você diz e o que você faz.
Há dois aspectos importantes na integridade: princípios e coragem moral.
Cumprir a palavra
As promessas que fazemos às pessoas dão a elas razões legítimas para acreditarem que cumpriremos o prometido.

Lealdade
Lealdade significa proteger e promover os interesses de pessoas ou organizações que são especiais para nós.

Transparência 2:
RESPEITO

As pessoas éticas respeitam as outras pessoas e demonstram isso ao reconhecer e ao respeitar, nos outros, o direito que todos têm à própria autonomia, autodeterminação, privacidade e dignidade. Pessoas éticas tratam os outros dentro dos princípios da Au­tonomia, da Aceitação, e da Cortesia, Civilidade e Decência.

Princípio da Autonomia
Pessoas respeitosas exercem sua autoridade dando aos outros as informações necessárias para que esses possam tomar decisões seguras sobre suas próprias vidas.

Princípio da Aceitação
As pessoas éticas toleram as crenças dos outros e aceitam as diferenças individuais sem preconcei­tos.

Princípio da Cortesia, Civilidade e Decência
As pessoas éticas tratam os outros com consideração, seguem as noções básicas do que é adequado nas relações interpessoais, não se utilizando jamais da intimidação, da coerção ou da violência.

Transparência 3:

A Regra de Ouro

A mais básica e útil teoria ética – também chamada de Regra da Reciprocidade – tem uma longa história:


Confúcio
“Não faça aos outros aquilo que você não deseja que lhe façam”.


Aristóteles
“Devemos nos comportar com os outros como desejamos que eles se comportem conosco”.


Mahabharata
“Não faça a seu vizinho o que não deseja que ele lhe faça”.


Jesus
“Ama ao próximo como a ti mesmo”.

Transparência 4:
RESPONSABILIDADE

De acordo com o dicionário de Sérgio Ximenes responsabilidade é a obrigação de responder pelas conseqüências dos próprios atos ou pelos de outrem.
O projeto “O Caráter Conta” considera a responsabilidade composta por três itens principais:
Obrigação: pessoas éticas e responsáveis têm um forte senso de dever.
Autocontrole/autocensura: responsabilidade inclui autocontrole saber esperar as conseqüências, o resultado de suas ações.
Busca de excelência: pessoas responsáveis buscam a excelência assim, acrescente diligência, capricho, perseverança, bons hábitos de trabalho e busca de aperfeiçoamento constante dos traços de caráter, em você e nos outros.


Transparência 5:
SENSO DE JUSTIÇA

O projeto "O Caráter Conta" considera que para sermos justos precisamos:

Manter a mente aberta;
Ouvir os outros com cuidado;
Buscar entender o que eles estão fazendo ou sentindo;
Reunir todos os fatos antes de tomar uma decisão;
Usar as mesmas regras para todos, de modo consciente, sem preferências ou preconceitos;
Mostrar-se sempre comprometido com a jsutiça;
Não se aproveitar dos erros ou defeitos dos outros;
Não tirar mais do que sua justa parte;
Corrigir seus erros.


Transparência 6:
EXERCITE SEU SENSO DE JUSTIÇA

Há uma empresa com problemas de despesas, estando prestes a falir. É necessário cortar gastos, para tanto será necessário demitir algum funcionário. Tome uma decisão!
Os funcionários são:
Mário - o mais jovem funcionário, muito eficiente, está na empresa há oito meses;
Luiza - também é boa funcionária, está separada e tem quatro filhos;
Eduardo - é um funcionário bem antigo, faltam três anos para sua aposentadoria, sempre foi muito eficiente;
Renato - já tem sete anos de empresa, é jovem e é o funcionário que dá mais rendimentos para a empresa;
Sérgio - bom funcionário, muito eficiente, é filho de um dos donos da empresa.

Transparência 7:
ZELO

Pessoas boas zelam pelas outras pessoas.
Zelo é um sentimento característico das pessoas que tem bom coração.

A REGRA DE OURO

“ Trate os outro como você deseja ser tratado” traduz o princípio geral do zelo e da preocupação com os outros é uma regra eterna que funciona para todas as idades.

ZELO - SIM
· Seja bom para os outros
· Faça-lhes perguntas agradáveis
· Compartilhe seu tempo com elas
· Viva pela Regra de Ouro. Trate os outros como você deseja ser tratado.

ZELO - NÃO
Uma pessoa zelosa vive com estes lembretes:
· Não seja egoísta!
· Não seja mesquinho!
· Não seja cruel!
· Não magoe os sentimentos de outros!
· Não faça nada sem pensar.

Transparência 8:
CIDADANIA

Pessoas éticas valorizam a cidadania. Como bons cidadãos, vão muito além de seus próprios interesses, demonstram preocupação pelas necessidades dos outros e reconhecem suas obrigações de melhorar continuamente seu lar, sua escola, seu país.
A cidadania não é passiva. Cidadania requer participação, envolvimento e contribuição.
Assim como as pessoas não escolhem a família na qual nasceram, a maioria de nós não escolheu a nação da qual somos cidadãos, mas todos podem escolher ser um bom cidadão do país onde nasceu.

CIDADANIA - SIM
· Respeite as leis e os regulamentos escolares.
· Faça sua parte; mantenha-se informado; vote; proteja sua família e comunidade; informe sobre crimes de que tenha conhecimento.
· Proteja o meio ambiente.
· Seja altruísta e compassivo.

CIDADANIA - NÃO
· Não faça corpo-mole diante dos problemas de sua comunidade.
· Não reclame sem oferecer uma alternativa que você gostaria de tentar.
· Não quebre regras nem viole as leis.
· Não viva em isolamento.
· Não promova seus interesses às custas dos interesses dos outros.
· Não polua nem jogue lixo fora do lugar certo.















PROJETO: EEB FELIPE SCHMIDT


ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO
DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL - JOINVILLE
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
EEB FELIPE SCHMIDT
PROJETO: CURSO DE CAPACITAÇÃO NO PROGRAMA
O CARÁTER CONTA


1. JUSTIFICATIVA:
Um programa sistematizado de educação para o caráter justifica-se diante da lacuna ética e moral deixada por um currículo que não prioriza a construção de valores de forma intencional. É justamente a intencionalidade do Programa O Caráter Conta que o torna relevante para o currículo escolar. Considerando a relevância ética do Programa O Caráter Conta, e que seu conteúdo pode servir como eixo norteador dos demais projetos e programas desenvolvidos pela escola, faz-se extremamente necessário uma capacitação para o corpo docente e administrativo da EEB Felipe Schmidt. O Caráter Conta também possibilitará a construção de uma cultura de paz como projeto de vida, demonstrando assim sua relevância preventiva aos problemas de violência manifestados dentro das escolas.

2. OBJETIVO GERAL:
Capacitar para a implantação e implementação de um programa de educação sistematizada para a formação do caráter por meio da construção de uma cultura de paz, enfatizando os temas dos sete pilares do caráter, tais como constam no Programa: sinceridade, respeito, responsabilidade, senso de justiça, zelo e cidadania, envolvendo a Escola de Educação Básica Felipe Schmidt, sob a coordenação pedagógica da especialista Onelize Hostin Moreira e da professora Sandra Carla Bilk.

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
3.1. Capacitar professores, assistente técnico-pedagógico e assistente de educação da EEB Felipe Schmidt no Programa O Caráter Conta.
3.2. Socializar conhecimentos científicos sobre a formação do caráter por meio de palestras com informações relativas aos temas mencionados enfatizando o desenvolvimento biopsicosocial infantil e adolescente e sua relação com a formação do caráter, bem como compartilhar outros conhecimentos e pesquisas que permitam a compreensão das múltiplas dimensões do sujeito aluno e o seu contexto histórico-social.
3.3. Formar multiplicadores capazes de fazer o repasse do conhecimento adquirido para o corpo discente e toda a comunidade escolar, envolvendo principalmente os alunos e seus familiares.
3.4. Incentivar a criação e o desenvolvimento de uma cultura de paz por meio da construção sistemática de valores morais e éticos dentro da unidade escolar.
3.5. Incluir o Programa O Caráter Conta no Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar, como forma de garantir sua inclusão, continuidade e eficácia.

4. PÚBLICO ALVO:
Professores, assistente técnico-pedagógico e assistente de educação da E.E.B. Felipe Schmidt.

5. METODOLOGIA:
5.1. Realizar palestras e estudos, com atividades de aprendizagem, sobre os seguintes temas:
5.1.1. Sinceridade.
5.1.2. Respeito.
5.1.3. Responsabilidade.
5.1.4. Senso de justiça.
5.1.5. Zelo.
5.1.6. Cidadania.

5.2. Programação:
Dia: 02/05/2006
Horário Atividade
13h30min Boas-vindas e apresentações.
14h Apresentação do Programa O Caráter Conta.
14h15min Compartilhando os Pilares do Caráter.
16h Intervalo – Lanche
16h15min Compartilhando os Pilares do Caráter.
18h30min Encerramento.

Dia: 12/05/2006
Horário Atividade
16h30min Sugestão de atividades para o corpo discente.
17h Apresentação do cronograma dos pilares.
17h30min Encerramento.

5.2.3. Os participantes da capacitação ficarão responsáveis pela implantação, sistematização e implementação do Programa O Caráter Conta em sua respectiva sala, e juntamente com o corpo técnico-administrativo, técnico-pedagógico da unidade escolar fará o repasse dos conteúdos à toda comunidade escolar (corpo discente).
5.2.4. Os participantes deverão elaborar projetos com atividades pedagógicas voltadas para os Pilares do Caráter, as quais devem ser aplicadas na unidade escolar envolvendo todos os alunos. A maneira como será feito o repasse ficará sob o critério dos professores.
5.2.5. A Unidade Escolar deverá desenvolver as atividades previstas no calendário do Programa O Caráter Conta trabalhando cada pilar do caráter em sua respectiva data, conforme ficou estabelecido na capacitação. Ao final das atividades de cada pilar a escola enviará para a GEECT (em disquete ou CD) um relatório das atividades desenvolvidas, aos cuidados do coordenador pedagógico do Programa, Professor Jorge Schemes.
5.2.6. A unidade escolar deverá incluir cartazes e atividades relacionadas ao Programa o Caráter Conta no Mural Permanente da Prevenção - Conforme já solicitado pela GEREI, agora GEECT, na CI nº 273 de 04/10/2004.

7. AVALIAÇÃO:
Através de instrumento próprio aplicado pela Unidade Escolar ao final do curso.

EVENTO: Curso de Capacitação no Programa O Caráter Conta.
DATA: 08 e 12 de maio de 2006.
HORÁRIO: das 13h30min às 18h30min e das 16h30min às 17h30min.
LOCAL: EEB Felipe Schmidt

Coordenação Pedagógica – Onelize Hostin Moreira e Sandra Carla Bilk
EEB Felipe Schmidt, São Francisco do Sul, SC

REPASSE: EEB Dr. JORGE LACERDA

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO
DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
Escola de Educação Básica .Dr. Jorge Lacerda
Rua Santo Agostinho, 266 – Guanabara
CEP: 89207-650 – Joinville – Santa Catarina
Relatório do Repasse do Programa:
“O Caráter Conta”; Para os Professores
Cursistas:
Isabel Cristina Busko
Lindomar de Fátima Alves de Quevedo
Maria Sueli da Rosa

Professores Presentes:
Ângela Regina Michailo Rau.
Ari Zanella.
Beatriz Maria R. Azanã Caballero.
Dirceu Carvalho.
Dynah Roberge Gerloff.
Élia Ria Gaspar.
Eliete da Silva Costa.
Idalina Isse de Freitas.
Maria Zalene Dias Agapito.
Marlete Bernardes Pacheco.
Maurício Fernandes.
Nelson Luiz Viana.
Saint’Clair Eulélio Muniz.
Sérgio Justus.
Sônia Mara Barbosa da Silva.
Kézia dos Santos Lima.

Data: 03/04/200
Horário de saída da Escola - 8 horas e 30 minutos.
Horário de chegada ao local - 9 horas.
Horário de saída – 15 horas e 30 minutos.
Às 9 horas e 30 minutos a Senhora Maria Sueli apresentou o programa aos professores presentes e seus objetivos ; leu os relatórios do programa dos anos anteriores e relatou as atividades desenvolvidas no Colégio Dr. Jorge Lacerda durante o ano letivo de 2005, bem como a avaliação dos resultados com o programa.
Escutamos a música “ Metade” , de Oswaldo Montenegro, enfatizando que todos somos humanos e temos nossos erros e dificuldades e que ninguém é perfeito, a seguir iniciamos uma atividade de recepção, onde os professores fizeram fila dupla e cada um, na sua vez, passava no meio da fila e era cumprimentado pelos colegas.
Após a atividade de recepção, os professores fizeram o teste: Que força tem os seus pilares? Houve após este teste, um momento de reflexão.Segundo os professores ,este teste valeu para repensar suas atitudes e que sempre é possível fazer diferente para melhorar.
É preciso acreditar na mudança, nos valores e na ética para o fortalecimento de uma sociedade mais justa e honesta, onde as pessoas possam concretizar seus sonhos e acreditar que realmente o Caráter Conta.
Atividades feitas após a apresentação dos pilares:
Atividade com Pasta de Dente:


Nesta dinâmica os professores preencheram duas linhas em uma folha sulfite com a pasta de dente que continha no tubo, após preencherem tinham a missão de colocar de volta no tubo a pasta que havia sido retirada.
Esta atividade demonstra que a confiança e o respeito , depois de perdidos são difíceis de recuperar. Refletimos que em nossa prática pedagógica isso é extremamente importante, porque temos responsabilidades sobre nossos alunos e como uma palavra pode afetar as suas vidas.
Atividade do Elástico:




Faz-se um círculo, cada professor segura um pedaço do elástico na mão direita e com a mão esquerda pega a ponta do elástico do colega da frente. O objetivo desta atividade é refazer o círculo, sem soltar as pontas do elástico.
Todos interagindo participaram com muita alegria, através desta dinâmica podemos perceber que precisamos trabalhar em equipe e que é importante a presença de um líder para organizar o grupo para alcançar o resultado desejado. Se cada um puxar para um lado diferente não seria possível o desenlace.

Atividade do Zelo:


Cada professor colou uma folha de sulfite nas costas e os colegas, por sua vez, escreveram adjetivos e elogios nas folhas.
O objetivo desta atividade é mostrar para as pessoas a importância de um elogio, como isso pode modificar o clima do ambiente de trabalho e aumentar a auto-estima dos nossos alunos.
Atividade da Responsabilidade:


Cada professor ganhou três balões, em cada balão foi escrito uma responsabilidade, com os balões cheios, deveriam mantê-los no ar. O objetivo desta atividade é mostrar que não podemos ter mais responsabilidades que suportamos e que precisamos de ajuda das outras pessoas. Novamente reforçando o espírito de equipe, o quanto é importante estar unido na busca de nossos objetivos.
Almoço de Confraternização:
Neste mesmo dia tivemos um delicioso almoço de confraternização com nossos colegas o que aproximou o grupo, tivemos um dia maravilhoso o sol nos presenteou com sua presença.
O repasse do programa continuou nos dias 17, 18 19 e 20 de abril, para os professores que não participaram das atividades do dia 3, na hora do recreio ( 20 min cada dia, em cada turno)
O programa foi apresentado da seguinte forma:
Dia 17: foi falado sobre o programa e como seria feito o repasse.
Dia 18: Sinceridade e Respeito
Dia 19: Responsabilidade e Senso de Justiça
Dia 20: Zelo e Cidadania
Pesquisa personalizada