Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

quarta-feira, dezembro 20, 2006

RELATÓRIO: EEF RUI BARBOSA

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL - JOINVILLE
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
EEF RUI BARBOSA
Rua: São Paulo, 555 – Bairro Bucarein – Fone-Fax: (47) 422-5018
e-mail : eefrb@sed.sc.gov.br
Joinville – Santa Catarina

Joinville, 10 de maio de 2006.

Ofº nº 17/06

Prezado Senhor


Vimos pelo presente apresentar a forma de repasse do Programa “O Caráter Conta” aos professores, alunos e corpo administrativo escolar.
Como se sabe, dia 16 de março iniciou a Capacitação do Programa através da competente equipe americana. Desta Capacitação participaram: a Assistente Técnica Pedagógica ANA PAULA PACHECO, a professora da disciplina Língua Inglesa DENISE REGINA GESSER e a professora de ensino fundamental de alunos com necessidades especiais SILVANA FÁTIMA VEIGA, da Escola de Ensino Fundamental Rui Barbosa. As três profissionais formaram a Equipe do Programa “O Caráter Conta” e ficaram responsáveis pelo repasse do conhecimento ao corpo administrativo e aos professores e esses de trabalharem com os alunos em sala de aula.
Na primeira Reunião Pedagógica que aconteceu dia 30 de março à noite, já que a Escola não tem aulas no período noturno, a Equipe do Programa iniciou a apresentação com uma dinâmica e aproveitou para explanar de forma ampla o que é, e como será trabalhado o Projeto “O Caráter Conta” na Escola. Também foi definido, em consenso, o cronograma dos encontros com os professores sobre cada pilar, as datas que todas as turmas desenvolverão atividades e ainda as datas de socialização em forma de apresentação para toda a Escola. Houve críticas de alguns professores que responsabilizam os pais e não a Escola pela educação dos alunos quanto a moral e os valores éticos. A diretora, LAMIS MOUSSE, declarou que a função da escola é trabalhar com o conhecimento, porém, não é possível desconsiderar a história de cada aluno, pois ele aprende através das interações e os valores éticos permeiam essas relações. Sendo assim os professores que não desejarem participar do Projeto são livres para desenvolver outras atividades correspondentes.
O 1º Encontro com os professores realizou-se dia 05 de abril nos períodos matutino e vespertino com todos os professores e corpo administrativo presentes na Escola, inclusive com a presença de estagiárias. O pilar RESPONSABILIDADE foi apresentado pela Equipe do Projeto com o auxílio do professor da disciplina Ensino Religioso, OSNILDO VOLTOLINI, que também participou da Capacitação do Programa com o incentivo da outra Escola em que leciona. A Equipe do Programa apresentou atividades que podem ser aplicadas em sala de aula, teóricas e dinâmicas. A receptividade do grupo foi muito proveitosa e a Equipe conseguiu alcançar o objetivo de incentivar os professores a trabalhar o pilar “Responsabilidade” de forma prazerosa.
Assim sendo, dia 12 de abril, todos os professores desenvolveram atividades sobre o pilar citado acima, nas classes. A socialização ocorreu dia 03 de maio, na última aula dos períodos matutino e vespertino com a presença de toda a Escola no pátio. No período matutino os alunos da 2ª série apresentaram cartazes confeccionados durante as aulas de Artes, a 3ª série também apresentou cartazes confeccionados durante um debate sobre as responsabilidades do professor e dos alunos em forma de círculo na sala, a 5ª série apresentou os deveres e os direitos dos alunos em casa e na escola e a 7ª série apresentou um Termo de Responsabilidade desenvolvido pelos alunos em sala. Já no período vespertino a 2ª série de alunos com deficiência auditiva juntamente com a 2ª série de ouvintes apresentaram um acróstico da palavra “responsabilidade” e a 6ª série apresentou os Mandamentos da Responsabilidade desenvolvido pela classe.
Sendo que o pilar da Responsabilidade encerrou com muitos benefícios à escola e apesar de um novo pilar iniciar, o da Responsabilidade será sempre abordado e lembrado.


ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL - JOINVILLE
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL RUI BARBOSA
Rua: São Paulo, 555 – Bairro Bucarein – Fone-Fax: (47) 3422-5018
e-mail : eefrb@sed.sc.gov.br
Joinville – Santa Catarina


Joinville, 14 de junho de 2006.

Ofº nº 29/06

Prezado Senhor


Vimos pelo presente apresentar a forma de repasse do Pilar SINCERIDADE do Programa “O Caráter Conta” aos professores, alunos e corpo administrativo da Escola de Ensino Fundamental Rui Barbosa.
O pilar foi apresentado aos professores no início da Reunião Pedagógica que aconteceu dia 23 de maio à noite, pela equipe: a Assistente Técnica Pedagógica ANA PAULA PACHECO e a professora de ensino fundamental de alunos com necessidades especiais SILVANA FÁTIMA VEIGA.
Primeiramente foi solicitado que os professores respondessem a Avaliação Inicial (Antes da Implantação) do Programa “O Caráter Conta” encaminhada pela GEECT. Depois se seguiu com explicações e esclarecimentos sobre o pilar SINCERIDADE. Duas perguntas foram lançadas para o grupo: “O que você faria se encontrasse o marido de sua melhor amiga com outra?” e “Seu filho tem uma doença terminável e poucos dias de vida, pergunta-lhe se vai morrer, o que você responde?”, essas perguntas geraram muita discussão sobre ser sincero em todas as situações e muitos professores expuseram exemplos de vida. Em seguida foi feita uma dinâmica para ser usada nas séries iniciais: foi confeccionado um grande móbile de águias de papel que representam pessoas que voam alto, acima das pressões para fazerem coisas erradas e várias cobras de dobraduras de papel que representam pessoas que se arrastam no chão, são falsas e enganam. Ainda foi feita a dinâmica das ratoeiras, a mesma que foi apresentada na Capacitação dos americanos, com ótimos resultados quanto à confiança e segurança que as pessoas transmitem às outras. Após as dinâmicas foram sugeridas outras maneiras de ajudar crianças e adolescentes a serem mais sinceros e maneiras para se trabalhar em sala de aula.
Na semana seguinte os professores trabalharam em sala de aula o pilar SINCERIDADE de várias maneiras. E no dia 06 de junho, toda a Escola reuniu-se no pátio para assistir as apresentações descritas abaixo, que as turmas prepararam.
No período matutino, um grupo da 4ª série cantou o seguinte rap, de autoria deles próprios, incentivando a agir somente de forma correta: “Não engane, não fraude, não roube, seja honesto, seja confiável, faça o que deve, tenha coragem, faça o que é certo, só o que é certo”. Outro grupo da mesma turma confeccionou um cartaz em quadrinhos comparando sinceridade a uma águia e mentira a uma cobra, enfatizando agir com sinceridade. A 6ª série apresentou duas peças teatrais, na primeira demonstraram uma garota que tinha o hábito de mentir e na segunda peça apresentaram uma adolescente que perdeu a confiança dos pais, nas duas peças as garotas sofreram as conseqüências e mudaram de comportamento. A 7ª série também apresentou uma peça teatral, representaram uma classe tendo aula sobre sinceridade e aplicando a aprendizagem no recreio.
Alunos da 5ª série aproveitaram o momento para pedir desculpas à 3ª e 4ª série de alunos com necessidades especiais, por terem vaiado e demonstrado preconceito na semana que passou durante a escolha das turmas para a Gincana da Copa do Mundo. Dessa forma, demonstraram evolução mediante as apresentações dos pilares.
Já no período vespertino a 6ª série apresentou um texto sobre relacionamentos e principalmente sobre amizade, deixando claro que a fórmula para o bom relacionamento pessoal é a sinceridade. E alunos da 8ª série representaram uma família que fez acusações injustas, mas redimiu-se no final, na forma de uma peça teatral.
Assim, foi trabalhado mais um pilar, o da SINCERIADADE, contribuindo para a aquisição de valores de alunos e docentes. Adquiriram também mais confiança uns nos outros e perceberam o quanto a mentira pode ser prejudicial.



ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL - JOINVILLE
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL RUI BARBOSA
Rua: São Paulo, 555 – Bairro Bucarein – Fone-Fax: (47) 3422-5018
e-mail : eefrb@sed.sc.gov.br
Joinville – Santa Catarina



Joinville, 29 de setembro de 2006.

Ofº nº 71/06

Prezado Senhor


Vimos pelo presente apresentar a forma de repasse do Pilar RESPEITO do Programa “O Caráter Conta” aos professores, alunos e corpo administrativo da Escola de Ensino Fundamental Rui Barbosa.
O pilar foi apresentado à comunidade escolar através da Associação Internacional de Direito Pontifício ARAUTOS DO EVANGELHO. Que são leigos constituídos em associação privada internacional de fiéis de direito pontifício, a primeira a ser erigida pela Santa Sé no terceiro milênio. São jovens na sua grande maioria e estão presentes em 57 países, alternam a vida de recolhimento, estudo e oração com atividades filantrópicas diversas com especial ênfase na formação da juventude. Em nossa cidade, Joinville, eles têm desenvolvido um intenso trabalho no sentido de restaurar valores familiares e culturais através de inúmeras apresentações artísticas dentro do Projeto Futuro e Vida.
Os Arautos do Evangelho iniciaram as oficinas dia 04 de agosto com apresentação musical e de defesa pessoal no pátio da escola para toda a comunidade escolar. Explicaram o projeto e entregaram uma autorização que deveria ser lida e assinada pelos pais dos alunos. Dia 11 de agosto aconteceu a primeira aula de teatro “Personalidade e Temperamentos” que trabalhava o conhecimento de si próprio, a primeira aula de música “Noções Gerais sobre Teoria Musical” que visava a ética e personalidade e aconteceu também a primeira aula de defesa pessoal “Disciplina e Auto Controle” que trabalhava o relacionamento humano.
No dia 18 de agosto teve mais aula de teatro sobre equilíbrio emocional “Sonoplastia e Interpretação”, aula de música sobre a harmonia dos homens rumo ao fim comum “Divisão e Entonação Musical” e aula de defesa pessoal sobre o respeito ao próximo “Disciplina e Auto Controle”.
Também no dia 25 de agosto houve aula de teatro “Maquiagem e Figurino” que visava a perda da inibição para vencer as dificuldades da vida, aula de música “Prática de Trompete, Flauta e Caixa” que incentivava o desabrochar das capacidades pessoais e aula de defesa pessoal “Disciplina e Auto Controle” dando ênfase a boa conduta do cidadão redunda numa sociedade perfeita.
E dia primeiro de setembro ocorreu o encerramento com apresentação musical, de teatro e defesa pessoal com muita emoção, no auditório para toda a comunidade escolar.
Todo trabalho desenvolvido pelos Arautos do Evangelho pretendia restaurar os valores familiares e de caráter, proporcionar esperança para o futuro, vontade de viver e alegria dando ênfase ao Pilar Respeito.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada