Pesquisa personalizada

Carta Aberta - Por Jorge Schemes:

No dia 23 de outubro de 2009 solicitei minha saída da coordenação pedagógica do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC. Foi uma decisão pessoal e feita de livre e espontânea vontade.

Todavia, algumas situações ocorridas bem como as circunstâncias que se arquitetaram ao longo deste ano (2009), e que culminaram na reunião feita no Setor de Ensino na data acima exposta, me fizeram tomar essa decisão.

Até então estive calado, porém não alienado, pois meu pensamento e minha formação cognitiva e filosófica é pós-crítica e meus princípios e valores são alicerçados na Santa Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Não posso agredir meus princípios morais e éticos diante de atitudes mesquinhas de segregação, exclusão, discriminação, preconceito, abuso de poder, constrangimento ilegal, falta de ética (no mínimo profissional) e assédio moral. O que eu não faço com os outros, eu não aceito que façam comigo.

Não compactuo com manobras politiqueiras de pessoas mesquinhas que, durante meu tempo de coordenação pedagógica à frente do Caráter Conta na GERED de Joinville, SC, nunca fizeram nada pelo Programa, e além disso visavam a apropriação do esforço e do trabalho alheio já feito durante anos para promoção e benefício próprios, tais pessoas são verdadeiros "vampiros psíquicos e sociais".

Alguém disse certa vez com muita propriedade que, "onde não há ética até o ambiente fica doentio". E tais pessoas, por serem as detentoras do poder, são um verdadeiro foco de doenças emocionais para aqueles que se sujeitam as suas manobras carregadas de tirania e cheias de maldade, mas Deus é justo Juiz e cabe a Ele retribuir a cada um segundo as suas obras.

Desde o início, minha dedicação e empenho para que o Programa "O Caráter Conta!" tivesse êxito nas escolas da Rede Pública Estadual pertencentes a GERED de Joinville, SC, foram constantes. Procurei promover "O Caráter Conta!" nas escolas da Rede Estadual de Ensino, por meio de reuniões com professores, técnicos e gestores, bem como formatá-lo pedagogicamente à realidade local. Procurei dar visibilidade para as ações do Programa por meio deste blog, e o fiz de maneira voluntária e por decisão pessoal, uma vez que o Programa, até a data presente (23/10/2009), não faz parte dos programas oficiais da Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina. Contudo, o mínimo que se espera quando há dedicação e empenho em qualquer atividade que envolva a educação é reconhecimento, valorização, gratidão e respeito. Talvez essa seja a razão porque há tantos professores e professoras desmotivados.

Apesar de tudo valeu a pena toda minha dedicação e esforço. E aqui deixo registrado o meu respeito e a minha gratidão a todos que se comprometeram junto comigo, e de coração voluntário ajudaram a implementar as atividades do "Caráter Conta!" em sua escola, de maneira especial aos professores e professoras, assistentes técnicos pedagógicos e gestores. Acredito no Programa "O Caráter Conta!" como uma ferramenta poderosa de transformação moral e ética dentro da escola e na vida de cada um de seus agentes. Por essa razão continuarei trabalhando os seus pilares em minhas aulas de Ensino Religioso na Rede Municipal de Ensino de Joinville, SC, como já vinha fazendo antes. Atualmente tenho 09 turmas, do Ensino Fundamental, somando mais de 300 alunos envolvidos com o Programa. Estamos trabalhando sistematicamente com várias atividades pedagógicas relacionadas com os pilares do "Caráter Conta!", meus alunos e alunas da Escola Municipal Saul Sant'Anna de Oliveira Dias já produziram redações, acrósticos, poesias, paródias e joguinhos lúdicos relacionados com os pilares do Programa "O Caráter Conta!". Essas atividades todas e muitas outras estão sendo socializadas neste espaço.

Termino afirmando que acredito na educação para o caráter, acredito na proposta e na metodologia do Programa "O Caráter Conta!", não como plataforma de interesses politiqueiros, pessoais e mesquinhos, mas como uma poderosa força moral na construção de uma cultura para a paz.

Que o Deus Eterno e Criador Ilumine a Todos Nós!
Ex-Coordenador Pedagógico do Programa "O Caráter Conta!" na GERED de Joinville, SC, no período de 2004 a 2009.
Atualmente é colaborador e multiplicador voluntário do Programa nas escolas da Rede Municipal de Ensino, onde atua como professor de Ensino Religioso.

Confira Também:

Atividades do Programa "O Caráter Conta"!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos
Pesquisa personalizada

segunda-feira, novembro 19, 2007

Relatório: EEB Dom Pio de Freitas

Programa “O Caráter Conta”

A EEB Dom Pio de Freitas desenvolveu durante todo o ano letivo de 2007, um projeto de Educação Ambiental, ressaltando os Pilares do Programa “O Caráter Conta”.
Trabalhado em todas as disciplinas de pré- escolar à Ensino Médio, todos os alunos bem como a comunidade construíram valores e repensaram seu papel como agentes de um mundo que pode ser o melhor lugar para se viver.
A escola estava vivenciando um problema sério que diz respeito a delitos cometidos pelos alunos contra objetos e propriedades pertencentes à Unidade Escolar. Quebra de portas, pichação nas paredes, banheiros, descuido nas áreas coletivas, são exemplos dessa prática.
Há tempos, através de encontros e reuniões pedagógicas, os profissionais dessa escola sinalizavam a problemática, cada vez mais crescente, da dilapidação do espaço e do equipamento escolar, por conta de práticas de vandalismo, realizada pelos próprios alunos; além disso, do mau aproveitamento dos espaços dentro da escola.
Verificando isso, discutia-se então sobre a necessidade de elaboração e implementação de um projeto, que trouxesse um novo significado para o ensino e aprendizagem e para o conceito da escola como pertencente à comunidade, sendo esta também responsável pela sua conservação.
Sabemos que atos de vandalismo geralmente representam um ato de reação social contra a escola, sendo portanto, para a execução de um projeto com essa perspectiva, necessário desvendar as mensagens escondidas nos atos de violência contra o patrimônio da escola.

Aula na sala informatizada sobre cultura negra, após ser detectado o preconceito entre os alunos, principalmente das séries iniciais. O respeito, justiça, cidadania são importantes na construção de uma boa convivência diária, num ambiente escolar onde as experiências são socializadas.

Aprendendo a construir a Agenda 21 Escolar. Aula sobre respeito e cidadania na sala informatizada com as séries iniciais e pré escola. Com professora Alessandra (GERED).
Os alunos de pra à 4ª série tiveram aulas sobre cidadania com a Gerência de educação, mesmo nas máquinas precárias. As produções dos alunos eram mensais, após as aulas de pesquisa no Laboratório de informática. Todos os alunos de pré escolar ao ensino fundamental, semanalmente tinham uma aula de pesquisa ou tarefa utilizando o computador, acrescentando muito ao seu conhecimento e melhorando as práticas pedagógicas. No ensino Médio também os professores utilizavam os computadores como ferramenta pedagógica. Embora as máquinas sejam em número muito inferior ao ideal, tínhamos 11 máquinas para uma média de 40 alunos, ainda eram muito bem utilizadas, com planejamento e agendamento, com relatório; o nosso laboratório por muitos anos, desde 98, foi exemplo para outras escolas, pelos projetos desenvolvidos. Os alunos produziam desde pesquisas, trabalhos escolares, cartões, agendas, panfletos e uma revista eletrônica sobre as cidades de Santa Catarina.

• Através da educação ambiental estamos facilitando a todos uma compreensão fundamental dos problemas existentes gerados pela presença humana no ambiente, da nossa responsabilidade e do papel crítico que temos como cidadãos de um país e de um planeta. A partir desta conscientização e respeito pelo espaço que habitamos, desenvolveremos as competências e valores que conduzirão a repensar e avaliar de outra maneira as nossas atitudes diárias e as suas conseqüências no meio ambiente em que vivemos.

Na disciplina de Português, as 8ª séries estudaram a “Carta da Terra”, produzindo histórias em quadrinho, poemas e redações, acrósticos

Aula sobre educação ambiental na Agrícola da Ilha- Bom Retiro


“A terra produz o suficiente para a necessidade de todos, mas não para a voracidade de todos”. Ghandi
Coleta Seletiva na escola, com peça teatral com alunos das 8ª 01 e Ensino Médio, baseada no livro do Sr. Vilson Gelbke: “Quatro Anjos, quatro destinos”


Após pesquisa sobre alimentação saudável, plantio das árvores frutíferas no pomar da escola, com alunos de 5ª série à 7ª serie com professores de Educação Física.

A escola através da conscientização chama a atenção de políticas públicas e a ponte é concertada depois de muitos anos.


Entorno do rio Bucarein, estudo sobre a poluição ambiental e possíveis soluções. Mostrar e ensinar a buscar soluções para as causas. Alunos da 6ª série na disciplina de Geografia.

• O ser humano que faz parte do ambiente natural, interfere no espaço natural e geográfico, altera o solo, a vegetação, o curso natural de rios, o relevo, o clima, produzindo sem parar fábricas, campos cultivados, habitações, proporcionando um verdadeiro desequilíbrio ambiental.
• A escola é o espaço social e o local onde o aluno dará seqüência ao seu processo de socialização. O que nela se faz se diz e se valoriza representa um exemplo daquilo que a sociedade deseja e aprova. Comportamentos ambientalmente corretos devem ser aprendidos na prática, no cotidiano da vida escolar, contribuindo para a formação de cidadãos responsáveis,considerando a importância da temática ambiental e a visão integrada do mundo, no tempo e no espaço.


Conhecer seu bairro, com alunos da 3ª série e ver o lixo jogado nas ruas próximo da escola. Conscientizar.


• Aprender sobre a natureza, mantendo um contato próximo com seus elementos, pode ser a única maneira de despertar nos indivíduos a necessidade de valorizar e buscar equilíbrio dinâmico entre os homens e o meio ambiente. Para que ocorram mudanças de atitudes, o indivíduo precisa estar consciente e, principalmente, sensibilizado de seu papel enquanto espécie integrante de um Ambiente equilibrado. Justiça, Zelo, Responsabilidade.


Os alunos do Ensino Médio, na disciplina de Artes, pintaram pilares do Programa, e relataram situações certas ou erradas que aconteciam na escola, baseados nos Pilares.


Alunos cuidam dos jardins feitos por eles mesmos. Responsabilidade de todos. Zelo, cidadania e respeito.
A disciplina de Ensino Religioso desenvolveu atividades práticas nas áreas físicas da escola, murais, filmes, cartazes, concurso de frases e os monitores, onde cada turma diariamente estava responsável por um jardim (rega, limpeza, vistoria).


A escola se transformando pela mão de todos. Jardim da frente.

Horta escolar, com aulas práticas e teóricas com parceiros voluntários e morador da comunidade.


Almejamos um estreitamento dos laços entre escola e comunidade, tendo em vista o espaço-escola como agente transformador de conceitos e atitudes.
Além disso, buscamos com estas ações, tornar a escola como uma REFERÊNCIA, para a Comunidade Escolar e a que faz parte de seu entorno.


POESIA DE ALUNO SOBRE A RECICLAGEM

NOSSA QUANTO LIXO
QUANTO LIXO JOGADO NO CHÃO
PODE SER RECICLADO!
SEPARE O LIXO RECICLÁVEL
ENTÃO NÃO SE ESQUEÇA
VOCÊ É UM SER HUMANO
USE A CABEÇA!
POUPE E PENSE
NÃO CUSTA LEMBRAR
SE POLUIRMOS A NATUREZA
SEUS FILHOS VÃO PAGAR!
CADA COR DA LIXEIRA
TEM SEU SIGNIFICADO
POIS O LIXO QUE NELA KOGAR
SERÁ RECICLADO1
O LIXO JOGADO NA NATUREZA
LEVA TEMPO PARA SE DECOMPOR
JOGUE LIXO NA LIXEIRA
O MUNDO PEDE POR VAFOR!
IMAGINE TODOS NÓS FAZENDO SELEÇAO
SEPARANDO O VIDRO DO PLÁSTICO
O METAL DO PAPELÃO!
SE VOCÊ ESTÁ RECICLANDO
QUE SIRVA DE LIÇÃO
PARA AQUELES QUE POLUEM
E JOGAM O LIXO NO CHÃO!
SE VOCÊ AINDA NÃO RECICLA
COMECE A SE CUIDAR
O MUNDO ESTÁ SE ARRUINANDO
E PODE PIORAR!
IMAGINE TODOS NÓS
FAZENDO A NOSSA PARTE
RECICLE ESTA IDÉIA
RECICLAR É UMA ARTE

ALUNO: DIEGO MAGALHÃES, JAISON DOS SANTOS TURMA 8ª 02

PROFESSORA DE PORTUGUÊS GIUVANA WENK DOS SANTOS

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada